Category Archives: Desenvolvimento Linguístico

Como introduzir ensino bilíngue na rotina de crianças?

Quando pensamos em ensino bilíngue, é muito comum achar que será prejudicial para o desenvolvimento de crianças pequenas aprenderem dois idiomas ao mesmo tempo. Porém, essas crenças já foram quebradas e evidências mostram o contrário.

Pensando nas dúvidas mais comuns sobre o assunto, desenvolvemos este post. Aqui, você vai ver algumas vantagens do ensino bilíngue, além de 5 dicas de como introduzir o bilinguismo na rotina de seu filho. Ficou interessado? Então, acompanhe!

Continue lendo

5 dicas para ajudar o seu pequeno com instruções

A patologista e terapeuta Molly Dresner possui ideias novas e divertidas para ajudar nossos filhos a desenvolver suas habilidades de seguir instruções.

Por serem muito jovens, as crianças precisam de orientações e pausas para fazer as coisas que pedimos que façam. Ao invés de dar uma série de instruções de uma vez, vá devagar, seja claro, e dê o exemplo para que seu filho possa fazer uma determinada tarefa. Aproveite músicas, ritmos, caças ao tesouro e jogos de imitação para treinar seu bebê e ajude-o a se concentrar e concluir uma tarefa com várias etapas.

Continue lendo

Os estímulos de hoje ajudarão na alfabetização do seu filho. Entenda!

A leitura é uma habilidade fundamental para as crianças e, mesmo que você não acredite, é algo que elas começam a praticar desde cedo. Mas o que é alfabetização? Ela não consiste apenas na capacidade de ler, mas também de escrever e aprender, e inclui compreensão e ortografia. Existem muitas experiências e habilidades que, desde o nascimento, estabelecem a base para que seu bebê aprenda a ler quando crescer. Portanto, antes de começar a ler, seu filho irá adquirir habilidades de escuta e entender padrões de sons quando você canta, rima e fala com ele; irá desenvolver seu reconhecimento visual e aprender a associar o que ouve com o que vê, por exemplo, quando você lê uma história e mostra suas imagens.

Fazer essas atividades é muito importante para o seu futuro desenvolvimento linguístico e alfabetização. Esta última não acontece só na pré-escola ou quando o seu pequeno começa a aprender as letras, mas em casa com você, graças a todas as interações afetivas e positivas que ocorrem entre vocês. Então, o que você pode fazer em cada etapa para ajudar na alfabetização do seu filho?

Continue lendo

Como a rotina do bebê pode ajudar você

Já falamos sobre a importância das rotinas e que elas dão uma sensação de segurança e previsibilidade aos bebês e crianças pequenas. Mas em que exatamente elas ajudam e por que são tão úteis?

1) Elas ajudam a desenvolver o autocontrole
Saber o que está acontecendo dá às crianças uma sensação de segurança e estabilidade emocional, e faz com que elas se sintam mais no controle das situações. Por exemplo, se seu filho sabe que todos os dias jantam depois de brincar, então ele poderá brincar, explorar e aprender sem preocupações e estará pronto quando for a hora de sentar-se à mesa.

2) Promovem comportamentos positivos
As rotinas são como uma série de etapas que orientam as crianças em direção a determinados objetivos. Isso as ajuda a se sentirem seguras e a aprenderem comportamentos responsáveis. Por exemplo, seu filho irá saber que sempre deve dar a mão para atravessar a rua, ou que ele deve dizer “por favor” ao pedir algo.

Continue lendo

Seu filho está babando? Dicas e truques para controlar o problema

Todas as crianças passam por uma etapa notável de babar. É algo normal, mas há casos em que elas babam demais ou por muito tempo. Se seu filho está babando excessivamente, é hora de verificar esse comportamento. É melhor consultar um otorrinolaringologista, para que ele examine de perto todas as estruturas físicas da boca, do nariz e da garganta. Enquanto isso, aqui estão minhas dicas e truques favoritos:

Boca Fechada

Quando a nossa boca está fechada, é menos provável que babemos! Eu chamo isso de “postura da boca fechada”. Isso significa que seu filho fechou os lábios e está respirando pelo nariz. Nossos narizes são maravilhosamente projetados para filtrar (obrigado, pelos nasais!), aquecer, umedecer e cheirar o ar que respiramos. Além disso, este órgão também está equipado com uma mucosa, que captura e mata os germes. A respiração nasal garante um equilíbrio adequado dos níveis de oxigênio e dióxido de carbono em nossos corpos (a respiração bucal geralmente leva à hiperventilação). As crianças que respiram pela boca costumam roncar à noite, ter mais dor de garganta e sentir-se cansadas, e correm o risco de desenvolver dentes tortos. Pesquisas também relacionaram este tipo de respiração com dificuldades comportamentais, déficits de aprendizado e problemas de fala. Depois de consultar o otorrinolaringologista e garantir que não haja fatores físicos que interfiram na capacidade do seu filho para manter uma postura de boca fechada, será só uma questão de ir criando um hábito melhor!

Continue lendo

Como a atenção e as interações influenciam o desenvolvimento da linguagem

Pergunte a qualquer psicólogo qual foi a primeira coisa que ele aprendeu na faculdade e, sem dúvida, a resposta será o debate entre a genética e o ambiente. Já sabemos que o ambiente e o contexto desempenham um papel enorme no desenvolvimento dos nossos filhos. Hoje vamos explorar o quão grande é o papel que ele desempenha na aquisição de linguagem.

Neste artigo, entenderemos por ambiente especificamente as habilidades de atenção (a habilidade que seu filho tem para direcionar sua atenção a certos estímulos) e a qualidade da informação recebida (complexidade e variedade das interações).

Continue lendo

5 dicas para viajar em família

Viajar com uma criança pequena pode ser um desafio, mas a preparação adequada é o segredo para que tudo saia bem durante o trajeto. Seja uma viagem de carro, ônibus ou avião, estes truques e dicas podem ajudar muito:

Limite o uso de telas

Eu sei que é muito mais fácil manter o seu filho ocupado com um tablet ou celular. No entanto, as telas promovem a atenção autodirecionada e hiperfocada. Ou seja, seu filho pode direcionar toda a sua atenção para o tablet e esquecer que o resto do mundo existe. Frequentemente, também vemos uma mudança no comportamento após uma quantidade significativa do tempo de uso de tela. Sugere-se que, para crianças de 2 a 5 anos, o tempo de tela seja limitado a um máximo de 1 hora por dia.

Continue lendo

Celular? Tablet? Como escolher e utilizar a tecnologia com seu filho

Estamos no século 21 e a tecnologia está ao nosso redor! Inclusive, é a tecnologia que me permite escrever isso e você poder ler. Então, sim! A tecnologia é ótima, pois permite que nos comuniquemos e organizemos melhor nossa vida diária. Mas como a tecnologia é tão onipresente em nossa vida moderna, as crianças são expostas a ela todos os dias. Então, quais são os fatos, as orientações e as sugestões sobre a exposição das crianças às telas? Continue lendo para aprender mais!

Vamos começar com as recomendações…

A Associação Americana de Pediatria (AAP) recomenda que as crianças com menos de 18 meses evitem o uso de qualquer mídia com tela que não seja bate-papo por vídeo. Os pais que desejam introduzir uma mídia digital para crianças entre 18 e 24 meses de idade devem escolher uma programação de alta qualidade e assisti-la com seus filhos para ajudá-los a entender o que estão vendo. Para crianças de 2 a 5 anos, a recomendação é limitar o uso da tela a uma hora de programas de alta qualidade por dia. Assistir aos programas junto com eles também é muito importante, pois os ajuda a compreender o que estão vendo e a entender como aplicá-los ao mundo ao seu redor. Continue lendo

Pragmática: ensinando habilidades de comunicação social

Às vezes, nos esquecemos de falar sobre um componente muito importante da linguagem: a pragmática, ou as regras de uso dependendo da situação e dos interlocutores. Também conhecida como comunicação social, a pragmática inclui expressões faciais, gestos, o que é dito e quando é dito. Conhecer e seguir essas regras é essencial para uma comunicação eficaz entre as pessoas.

Existem três importantes habilidades de comunicação social que você pode ensinar ao seu filho:

Continue lendo

Marcos da linguagem: respondendo a perguntas simples

Certamente você já se perguntou quando o seu filho começará a responder verbalmente as suas perguntas. Não é tão simples quanto parece! Fazer isso exige que o seu filho entenda o que você está pedindo, processe a pergunta, formule uma resposta e, em seguida, comunique-a verbalmente. Como tudo depende da pergunta e da idade da criança, é uma boa ideia saber que tipo de perguntas você pode fazer em cada estágio do desenvolvimento.

Continue lendo