Category Archives: Hora de Dormir

Meu bebê tem pesadelos?

Pesadelos são assustadores! Eles nos assustam e podem até nos fazer suar. Como adultos, nós sabemos que esses sonhos não são reais, mas será que as crianças também têm pesadelos? Os especialistas não sabem exatamente quando surgem os pesadelos, mas eles sabem que os bebês podem tê-los.

Por volta dos 2 anos de idade, a imaginação do seu filho já está desenvolvida, e se ele tiver um pesadelo, ele certamente ficará assustado e acordará. Se o seu filho dorme bem e parece ter acordado agitado e assustado, ele pode ter tido um pesadelo. Os pesadelos geralmente ocorrem durante o segundo estágio do sono, então é possível que ele acorde assustado pela manhã. Se ele já consegue falar, pergunte o que aconteceu, e ele poderá lhe contar.

O que fazer se meu bebê tiver um pesadelo?

  • Respeite e reconheça seu medo.

  • Se ele já souber falar, deixe-o narrar seu sonho, e seja compreensiva.

  • Demonstre muito amor e segurança. Acaricie suas costas até que ele se acalme.

  • Ofereça a ele um bichinho de pelúcia, e coloque-o no berço.

  • Deixe uma luz noturna acesa.

  • Não exagere ou superestime a importância disso. Seu bebê consegue identificar suas reações, e sentirá ainda mais medo se você estiver ansiosa.

  • Diga ao seu filho que os monstros não existem, e que nada e ninguém fará mal a ele à noite.

  • Lembre-se: é difícil modificar a maioria dos hábitos. Evite trazer o seu filho para a sua cama. Se isso acontecer de vez em quando, não será um problema. Porém, se isso acontecer com frequência, acabará se tornando um hábito.

Como posso evitar que o meu filho tenha pesadelos?

  • Mantenha rotinas tranquilas. Leia histórias com uma temática feliz para ele. Se você encontrar uma história sobre como a noite e a hora de dormir são maravilhosas, melhor ainda!

  • Mantenha uma temperatura agradável no quarto.

  • Deixe uma luz noturna ligada a noite toda.

  • Dê ao seu filho um bichinho de pelúcia ou um cobertor que funcione como um objeto de transição (que possa ser associado à calma e à segurança).

  • Evite deixar que seu filho assista conteúdos na TV que possam assustá-lo ou preocupá-lo.

  • As crianças geralmente têm mais pesadelos quando estão ansiosas ou estressadas. Se o seu filho tem tido pesadelos recorrentes, tente descobrir o que está preocupando-o, para que você consiga diminuir sua ansiedade.

Esperamos que essas dicas ajudem a consolidar o sono do seu filho e eliminem ou diminuam o medo de um pesadelo.

Socorro! Meu bebê não quer dormir!

Quando os bebês têm cerca de um ano de idade, ou até menos, eles podem começar a experienciar a ansiedade de separação e a demonstrar resistência para ir para a cama. Eles querem continuar brincando com você, não gostam que o dia tenha acabado e não querem ficar separados de você. Se este for o caso do seu filho, não se preocupe! A ansiedade de separação é uma reação perfeitamente normal e significa que ele está formando um apego seguro com você. No entanto, essa reação pode afetar o sono do seu filho – assim como o seu! Se você está cansada, preocupada ou frustrada, experimente essas dicas:

Continue lendo

Como reforçar a rotina noturna do seu bebê

Todos os pais querem que seus filhos aprendam a dormir à noite, por isso, existem muitas técnicas e orientações que podem ajudar nessa tarefa. A verdade é que não existe uma técnica perfeita, pois os bebês e suas famílias são diferentes. Porém, pesquisas mostram que eles reagem melhor com quando conseguem prever os próximos passos. Por essa razão, os especialistas recomendam estabelecer uma rotina noturna diária, para que os bebês possam se sentir seguros, sabendo a hora de dormir.

Para criar essa previsibilidade, comece a rotina noturna do seu bebê 15 ou 20 minutos antes de colocá-lo para dormir. Geralmente, isso acontecerá cerca de 12 horas depois de o seu filho ter acordado pela manhã. É importante manter a rotina curta e suave – se ele estiver com sono, não há razão para entretê-lo por mais tempo.

A rotina noturna permite que o seu filho saiba que é hora de dormir. Ela é também uma oportunidade para acalmá-lo antes do sono, para formar laços afetivos e para estimular o desenvolvimento da linguagem dele.

Exemplo de uma rotina noturna:

  1. Termine o jantar;

  2. Faça uma caminhada curta para ajudar na digestão (não é recomendado dar banho no seu bebê quando ele está com fome ou logo depois do jantar);

  3. Dê um banho relaxante nele, com uma música de fundo bem tranquila;

  4. Depois do banho, seque-o, massageando-o suavemente. Em seguida, coloque o pijama;

  5. Amamente ou dê a mamadeira ao seu filho enquanto conversa com ele ou canta uma música bem tranquila;

  6. Escove os dentes dele, se necessário;

  7. Leia uma história para dormir ou cante uma canção de ninar para ajudar seu filho a pegar no sono;

  8. Coloque seu filho no berço quando ele estiver sonolento.

Lembre-se de que não existe uma rotina perfeita. A melhor rotina é aquela que deixa você, sua família e seu bebê felizes! Então, fique à vontade para elaborar uma rotina que combine com vocês. Apenas lembre-se de ser consistente, e de ficar atenta aos sinais do seu bebê, para não iniciar a rotina noturna quando ele já estiver cansado demais, ou quando ainda estiver muito agitado.

Rotina para a hora de dormir

Quando os bebês nascem, eles ainda não entendem o conceito de tempo. Eles não sabem a diferença entre o dia e a noite. São governados pela fome e por seu relógio biológico. Sabendo disso, é importante respeitar o horário das mamadas e o ritmo circadiano. No entanto, isso não significa que não podemos ajudá-los a estabelecer uma rotina de dormir. A rotina também irá ajudá-los a se sentirem seguros ao aprenderem a prever os eventos do dia.

Como estabelecer uma rotina de dormir?

  • Brinque com seu bebê durante o dia, para que ele comece a associar a luz à hora de brincar;
  • À noite, dê um banho relaxante e faça uma massagem no seu filho. Tente não fazer isso logo após o jantar, para evitar que ele tenha refluxo, ou quando ele estiver com muita fome, pois poderá ficar irritado;
  • Depois do banho, leia uma história para ele ou cante uma canção de ninar, mantendo as luzes baixas;
  • Amamente o seu bebê em um ambiente tranquilo e, quando tiver terminado, deite-o em seu berço enquanto ainda estiver adormecendo;
  • Você pode colocar uma canção de ninar para tocar ou um ruído branco (sinal sonoro que contém todas as frequências na mesma potência);
  • Mantenha o seu filho em um ambiente agradável. Ele pode começar a dormir em um moisés ao invés de um berço;
  • Verifique se a temperatura está amena – não muito fria e nem muito quente. Muitos pediatras recomendam 20ºC como temperatura ideal. No entanto, pergunte ao seu pediatra, pois as recomendações podem variar. Da mesma forma, evite colocar seu bebê perto da abertura do ar-condicionado, para evitar que o fluxo de ar o atinja diretamente;
  • Nesta fase de 0 a 3 meses, os bebês não estão maduros o suficiente para aprender a dormir sozinhos, e precisam de apoio. Por isso, é provável que seu bebê precise ser confortado ou tenha fome. Tente não deixá-lo chorando durante essa fase do desenvolvimento. Ao invés disso, reaja às suas lágrimas dele e pegue-o no colo, se necessário. Bebês não “ficam mimados”;
  • Por fim, seja consistente com a rotina de dormir, e logo seu bebê aprenderá a diferença entre o dia e a noite.

Como desenvolver hábitos saudáveis de sono

Se você é como a maioria dos pais, provavelmente experimentou em primeira mão as consequências da privação de sono do seu filho. Sabemos que isso pode ser muito cansativo. Para lhe ajudar com isso, gostaríamos de lhe dar algumas dicas que podem ajudar seu bebê a dormir a noite toda.

Por volta dos 4 a 6 meses de idade, os pediatras recomendam estabelecer ou reforçar uma rotina de dormir. Se você quiser ajudar seu bebê a aprender a adormecer sozinho, as seguintes recomendações da Academia Americana de Pediatria (AAP) podem ser úteis:

  • Estabeleça uma rotina de dormir e repita-a na mesma ordem todos os dias;
  • Deite o seu filho enquanto ele estiver sonolento, mas ainda acordado. Dessa forma, ele aprenderá a dormir sem muitos estímulos, e, caso ele acorde, não precisará de ajuda para voltar a dormir;
  • Tente não colocá-lo na cama muito tarde, para evitar que ele esteja cansado demais. Evite também colocá-lo na cama muito cedo, pois ele não estará com sono;
  • Se ele chorar, espere um minuto e veja se ele consegue voltar a dormir sozinho. Se não, tente identificar por que ele está chorando. Talvez ele precise de uma troca de fralda, esteja com fome, ou até doente. Se não for nenhum dos casos citados, resista à tentação de acender as luzes, brincar com ele ou pegá-lo no colo. Ao invés disso, ofereça amor, confiança e tranquilidade;
  • Se você for trocar a fralda ou amamentar o seu filho, ligue apenas uma luz noturna e fique em silêncio, para que seu bebê saiba que não é hora de brincar;
  • Lembre-se: cada bebê é diferente e tem diferentes necessidades. Continue a reforçar a rotina de dormir todos os dias – gradualmente, seu filho aprenderá a adormecer sozinho.

Horas de sono recomendadas: 21 a 24 meses de idade

Um sono agradável e profundo é muito importante para restaurar nosso corpo e nosso cérebro. Dormir bem está associado a melhores atitudes, desempenho físico, temperamento e humor. O sono é essencial para o nosso cérebro, pois, durante esse tempo, ele consolida e organiza tudo o que aconteceu no dia. No caso de nossos filhos, dormir permite que eles continuem crescendo e acordem cheios de energia e vontade para continuar aprendendo e explorando o ambiente. Dormir é muito importante para adultos e crianças.

O sono é essencial para as crianças, pois as ajuda a recarregar a energia para o dia seguinte e promove o crescimento físico e cognitivo. Quando dormem, as crianças economizam energia, permitindo que ganhem peso e cresçam, e que seus órgãos vitais se desenvolvam. Da mesma forma, dormir as ajuda a acordar com energia suficiente para se mover, andar, aprender, conversar e explorar o mundo ao seu redor.

Nessa idade, as crianças normalmente precisam apenas de um cochilo durante o dia, dormindo por cerca de uma hora. Isso lhes dá mais tempo para explorar seu entorno e brincar durante o dia. De acordo com a National Sleep Foundation, o intervalo de sono ideal para crianças de 21 a 24 meses é de 11 a 14 horas por dia. Algumas crianças dormem mais ou menos horas; no entanto, os especialistas não recomendam que, nessa idade, o seu bebê durma menos do que 9 horas por dia, ou mais do que 16. Se você acha que seu filho está dormindo mais do que o necessário, você pode tentar encurtar os cochilos e fazer muitas atividades, para garantir que ele receba estímulos suficientes durante o dia. Por outro lado, se o seu bebê dorme menos do que o recomendado, tente reforçar sua rotina noturna, e lembre-o de tirar uma soneca antes das 16h. Dormir bem permite que seu filho continue aprendendo e permaneça ativo. Ele receberá muitos estímulos e afeto durante o dia e, quando dormir, seu cérebro irá consolidar os momentos e as novas descobertas.

Não se preocupe muito com a precisão das horas de sono. É importante ter em mente as recomendações referentes às horas de sono, mas lembre-se de que cada criança é diferente. A melhor maneira de saber se o seu filho está dormindo bem é perceber se ele está feliz e bem descansado, ou se fica cansado e irritado durante o dia.

Promovendo a autonomia do meu filho na hora de dormir

Você provavelmente já percebeu que seu filho tem buscado ser mais independente. Ele está entrando em um estágio no qual ele começa a definir o que ele gosta e o que não gosta, e sente vontade de exercitar sua autonomia. Se seu filho está nessa fase e você percebe que ele resiste a ir se deitar para dormir, um bom conselho é permitir que ele participe da rotina noturna. Aqui estão ideias diferentes que você pode experimentar em casa para incentivar a independência do seu filho e ajudá-lo a aproveitar a hora de dormir:

  • Continue implementando sua rotina regular de dormir, mas dê a ele a oportunidade de expressar sua opinião e fazer suas próprias escolhas;
  • Dê opções diferentes de pijamas, deixe-o escolher a história que vocês irão ler juntos, com qual bichinho de pelúcia ele irá dormir – ou mesmo com quantos! Deixar seu filho participar fará com que ele sinta que está no controle de suas próprias decisões;
  • Decore seu quarto com seus bichinhos de pelúcia favoritos, para que ele se sinta confortável e goste de ficar no quarto;
  • Deixe seu filho escolher sua luz noturna favorita;
  • Ao fornecer opções, o truque é dar apenas duas ou três opções para ele escolher. Certifique-se de que as opções sejam algo que você aprovaria;
  • Não pergunte ao seu filho se ele quer dormir ou não, porque ele pode responder “NÃO!”. Ao invés disso, pergunte “Você quer ir para a cama antes ou depois de ler uma história comigo?”.

Lembre-se de que, apesar de estar aberta a dar opções ao seu filho, você é responsável pelo sono dele. Você tem a palavra final, e não ele, então, se sinta confiante em estabelecer as regras necessárias para que seu filho durma bem. Seja compreensiva e ouça o seu filho. Você pode dizer: “Eu sei que você quer ficar acordado, mas é hora de dormir. Vamos escolher o seu pijama”. Você também pode perguntar: “Você quer escovar os dentes antes ou depois de vestir o pijama?”. Oferecer opções permite que você atinja seu objetivo e cumpra seu propósito: ajudar pacificamente seu filho a fazer o que for melhor para o bem-estar dele.

Horas de sono recomendadas: 17 a 20 meses de idade

Um sono agradável e profundo é muito importante para restaurar nosso corpo e nosso cérebro. Dormir bem está associado a melhores atitudes, desempenho, temperamento e humor. O sono é essencial para o nosso cérebro, pois, durante esse tempo, ele consolida e organiza os eventos do dia. No caso de nossos filhos, dormir permite que eles continuem crescendo e acordem cheios de energia e de vontade para continuar aprendendo e explorando o ambiente. Dormir é muito importante para adultos e crianças.

O sono é essencial para as crianças, pois as ajuda a recarregar a energia para o dia seguinte e promove o crescimento físico e cognitivo. Quando dormem, as crianças economizam energia, permitindo que ganhem peso e cresçam. Seus órgãos vitais também se desenvolvem durante o sono. Da mesma forma, dormir as ajuda a acordar com energia suficiente para se mover, andar, aprender, conversar e explorar o mundo ao seu redor.

Nessa idade, as crianças normalmente precisam de apenas um cochilo durante o dia, dormindo por cerca de uma hora. Isso lhes dá mais tempo para explorar seu entorno e brincar durante o dia. De acordo com a National Sleep Foundation, o intervalo de sono ideal para crianças de 17 a 20 meses é de 11 a 14 horas por dia. Algumas crianças dormem mais ou menos horas; no entanto, os especialistas não recomendam que seu bebê durma menos do que 9 horas por dia, ou mais de 16. Se você acha que seu filho está dormindo mais do que o necessário, você pode tentar encurtar os cochilos para garantir que ele receba estímulos suficientes durante o dia. Por outro lado, se ele dorme menos, tente reforçar sua rotina noturna.

Dormir é essencial, pois ajuda a fortalecer o sistema imunológico do seu filho. Além disso, seu humor será melhor durante o dia, e ele estará mais receptivo para o aprendizado linguístico, motor e cognitivo. Você provavelmente ficará perseguindo seu filho por toda a casa ao longo do dia. Isso é bom, pois significa que ele tem muita energia e, com sorte, estará cansado quando for a hora de dormir. Então, quando dormir, seu filho reforçará o que aprendeu durante o dia, pois o cérebro usa o sono para organizar esses eventos.

Horas de sono recomendadas: 13 a 16 meses de idade

Um sono agradável e profundo é muito importante para restaurar nosso corpo e nosso cérebro. Dormir bem está associado a melhores atitudes, desempenho, temperamento e humor. O sono é essencial para o nosso cérebro, pois, durante esse tempo, ele consolida e organiza os eventos do dia. Da mesma forma, dormir o suficiente nos permite acordar sentindo-nos revigorados e cheios de energia. Se o sono é extremamente importante para os adultos, imagine o tamanho de sua importância para os bebês, que ainda estão crescendo!

Dormir é essencial para as crianças. É um aspecto fundamental no desenvolvimento de seu sistema nervoso central; seus cérebros precisam dele para se desenvolver adequadamente e permitir que seus corpos cresçam. Quando um bebê dorme, ele economiza energia, permitindo que ele cresça e ganhe peso. Dormir permite que as crianças acordem prontas para explorar o ambiente, com energia suficiente para começar a se movimentar, andar e aprender sobre o mundo ao seu redor.

Nessa idade, as crianças devem continuar tirando uma soneca durante o dia. De acordo com a National Sleep Foundation, o intervalo ideal de sono para crianças de 13 a 16 meses é de 11 a 14 horas por dia. Algumas crianças dormem mais ou menos horas, no entanto, os especialistas não recomendam que, nessa idade, o seu bebê durma menos do que 9 horas por dia, ou mais do que 16. Se você acha que seu filho está dormindo mais do que o necessário, você pode tentar encurtar os cochilos para garantir que ele receba estímulos suficientes durante o dia. Por outro lado, se ele dorme menos, tente reforçar sua rotina noturna.

Dormir é essencial, pois ajuda a fortalecer o sistema imunológico do seu filho. Além disso, seu humor será melhor durante o dia, e ele estará mais receptivo para o aprendizado linguístico, motor e cognitivo. Então, quando dormir, seu filho reforçará o que aprendeu durante o dia, pois o cérebro usa o sono para organizar esses eventos.

Horas de sono recomendadas: 10 a 12 meses de idade

O sono é essencial para levar uma vida saudável. Ele permite que o nosso corpo descanse e mantenha uma boa saúde mental e física. O sono é essencial para nosso cérebro, pois, durante esse tempo, ele consolida e organiza os eventos do dia. Da mesma forma, as horas de sono adequadas nos permitem passar por diferentes fases do sono, fazendo com que ele seja reparador. Se o sono é extremamente importante para os adultos, imagine o tamanho de sua importância para os bebês, que ainda estão crescendo!

O sono é vital para os bebês. Seus cérebros precisam dele para se devolver adequadamente e permitir que seus corpos cresçam. Quando os bebês dormem, eles recarregam sua energia, seus corpos liberam hormônios de crescimento e eles consolidam as descobertas do dia. Dormir os ajuda a acordar prontos para explorar seus arredores, com energia suficiente para se mover e engatinhar. Também os ajuda a ficarem felizes e de bom humor!

De acordo com a National Sleep Foundation, o intervalo de sono para bebês de 10 a 12 meses é de 12 a 15 horas. Alguns bebês dormem menos, entre 11 e 13 horas, e outros, mais, até 19 horas por dia. No entanto, os especialistas não recomendam que seu bebê durma menos do que 11 horas ou mais do que 19. Se seu filho está dormindo mais do que o recomendado, você pode tentar encurtar os cochilos, para que ele receba estímulos suficientes durante o dia; se ele dorme menos do que o recomendado, tente reforçar sua rotina noturna. Tenha em mente que, após o primeiro ano, o tempo de sono recomendado será de 11 a 14 horas por dia.