Category Archives: Relaxamento

O papel dos hormônios durante a gravidez

Os hormônios são os principais causadores das mudanças físicas que ocorrem durante a gravidez. Cada hormônio liberado tem um propósito para um estágio específico da gestação. A flutuação hormonal também pode causar alterações de humor na gestante.

Os principais hormônios presentes durante a gravidez são:

  • Progesterona: estimula a espessura do tecido do útero para se preparar para o óvulo fertilizado, permitindo o desenvolvimento do bebê dentro útero durante os 9 meses de gravidez;
  • Gonadotrofina coriônica humana (Beta hCG): é encontrada na corrente sanguínea da mãe e estimula a produção de estrogênio e progesterona. A presença desse hormônio confirma a gravidez;
  • Ocitocina: hormônio responsável pelas contrações e pelos laços afetivos entre a mãe e o bebê;
  • Prolactina: estimula as glândulas mamárias em preparação para a amamentação;
  • Estrogênio: é maior durante a gravidez, produzindo mudanças no corpo, na pele, nos cabelos e nas unhas.

Você pode se sentir extremamente sensível e receptiva às emoções e necessidades de outras pessoas durante a gravidez. A flutuação hormonal gera uma montanha-russa de emoções, de modo que rir ou chorar sem motivo aparente pode acontecer com frequência. Você também pode ficar mais “esquecida” durante o dia. No entanto, os especialistas acreditam que isso se deve ao fato de você estar mais atenta às necessidades do seu bebê, de modo que outras coisas se tornam irrelevantes. Os hormônios desempenham um papel importante na gravidez. Conhecer o propósito de cada um deles pode ajudá-la a compreender melhor suas reações emocionais.

Alterações no cérebro durante a gravidez

Estudos demonstraram que os cérebros das mulheres mudam durante a gravidez. Cada mudança tem um propósito específico. Uma dessas mudanças é que o cérebro tem seu tamanho reduzido em aproximadamente 7%, o que pode estar relacionado a mudanças estruturais ou novas conexões neurais.

Pesquisas mostraram que as áreas responsáveis pelo afeto são ativadas, e as responsáveis pelo julgamento são desativadas. É por isso que as mães são menos propensas a julgar seus filhos. Muitas mulheres grávidas se sentem mais distraídas durante a gravidez. No entanto, estudos mostraram que a maternidade estimula a inteligência; portanto, uma mulher que está grávida experimenta mudanças positivas. De acordo com especialistas, a distração resulta do fato de a gestante prestar mais atenção ao que está fazendo e, portanto, ser capaz de notar mais essas distrações.

Alterações hormonais são bastante evidentes durante a gravidez. O aumento dos níveis de progesterona reduz a produção de cortisol, que protege o bebê de ser afetado pelo estresse da mãe. Além disso, o aumento dos níveis de ocitocina ajuda a criar confiança e laços afetivos entre a mãe e o bebê. Os níveis de ocitocina aumentam durante o parto para diminuir a dor, e durante a amamentação para fornecer leite ao bebê.

Como se essas mudanças não fossem suficientes, os sentidos de alerta, como o olfato e a audição, ficam mais aguçados durante e após a gravidez. Isso ajuda a mãe a distinguir o choro de seu bebê de outros, e a perceber quando ele está em perigo.

Cada uma dessas mudanças no cérebro permite que a mãe seja capaz de cuidar melhor do seu bebê. O apego e a conexão entre a mãe e o bebê têm início durante a gravidez, e aumentam à medida que o bebê nasce e cresce.

Como o relaxamento afeta o cérebro

Uma das melhores maneiras de obter grandes benefícios para a sua saúde é por meio do relaxamento. Não importa se você pratica Yoga ou meditação – relaxar ajuda o seu organismo a liberar a tensão e o estresse. A mente precisa se livrar do excesso de estímulos para funcionar em seu máximo potencial.

Estudos mostraram que a prática de exercícios de relaxamento traz muitos benefícios físicos e psicológicos. O médico cardiologista Herbert Benson estudou os efeitos do relaxamento e identificou os seguintes benefícios:

  1. Reduz a tensão e alivia dores musculares.
  2. Reduz a pressão arterial.
  3. Diminui o fluxo de hormônios relacionados ao estresse.
  4. Promove a respiração profunda.
  5. Reduz o colesterol.
  6. Aumenta a autoconfiança.
  7. Melhora o metabolismo.
  8. Modifica suas ondas cerebrais.

Esses e muitos outros motivos nos mostram por que relaxar é tão importante durante a gravidez. Não importa se você pratica Yoga, meditação ou qualquer outro tipo de exercício mental ou físico que traga paz. Lembre-se de que as emoções positivas e negativas afetam o desenvolvimento do seu bebê, por isso, tente encontrar maneiras de reduzir o estresse, a negatividade e o medo.

Os benefícios de uma noite de sono reparador

É completamente normal se sentir cansada e sem energia durante a gravidez. Isso se deve a diversos fatores, como o ganho de peso do seu bebê, a constante necessidade de ir ao banheiro e a sintomas como náuseas e ansiedade. Todos esses fatores podem atrapalhar o seu sono e fazer você se sentir ainda mais cansada durante o dia.

Como sabemos, ter um boa noite de sono é fundamental para a sua saúde. Agora que você está grávida, é ainda mais importante dormir o suficiente, para que você possa obter todos os benefícios necessários para o desenvolvimento saudável do seu bebê.

Listamos alguns dos benefícios de ter uma noite de sono reparadora durante a gravidez:

  • Melhora o humor. Além de se sentir feliz e positiva, o seu humor também ajuda o desenvolvimento do seu bebê. Estudos mostram que uma mentalidade negativa e a depressão durante a gravidez podem prejudicar o desenvolvimento do bebê.
  • Melhora a experiência do parto. Dormir o suficiente lhe ajuda a ficar mais saudável e, portanto, lhe deixa mais preparada para o parto. Além disso, estar bem descansada irá ajudá-la a se exercitar melhor, o que ajudará a preparar seus músculos para o nascimento do seu bebê.
  • Melhora a sua circulação sanguínea. Os nutrientes e o oxigênio que seu bebê precisa são melhor distribuídos quando você está bem descansada.
  • Beneficia o seu bebê. Sua saúde física e mental estimula o desenvolvimento do seu bebê. Se você se sentir bem descansada e calma, o mesmo acontecerá com o seu bebê. Estudos mostraram que o estresse da mãe pode prejudicar o bebê.

Não deixe que outras atividades a impeçam de dormir o tempo necessário. Lembre-se que dormir pelo menos 8 horas por dia é fundamental para a sua saúde e a do seu bebê!

Lidando com o estresse durante a gravidez

Quando o estresse se torna esmagador e começa a causar insônia, depressão, dores de cabeça ou ansiedade, a sua saúde e a do seu bebê podem estar em risco. Aprender a lidar com o estresse é mais fácil do que você imagina! Existem várias técnicas que podem tornar esse processo muito mais fácil. Quando você aprender a controlar o seu humor em situações estressantes, você será capaz de manter esse controle como um hábito e obterá benefícios a longo prazo.

Listamos algumas coisas que você pode fazer para reduzir o estresse durante a gravidez, bem como seus benefícios:

  • Receber uma massagem antes de dormir ajuda a aliviar a tensão muscular.
  • Compartilhar suas preocupações com outras mulheres que estão passando pela mesma situação pode ser muito útil.
  • Praticar seu hobby favorito, seja ler, desenhar ou participar de uma sessão de pilates, pode ajudá-la a se distrair e se sentir melhor.
  • Ouvir suas músicas favoritas ajuda você a se desconectar da realidade por um tempo.
  • Praticar exercícios de respiração e relaxamento pode trazer paz e bem-estar.
  • Ir ao cinema ou dar um passeio pode ajudá-la a esquecer seus medos e preocupações.

Fazer as coisas que você gosta pode ajudá-la a diminuir e até mesmo evitar o estresse durante a gravidez. Lembre-se: a gravidez deve ser um momento para descansar e aproveitar! Caso você esteja grávida e esteja passando por um evento traumático, buscar a ajuda de um profissional pode ser a melhor escolha, assim você conseguirá se sentir melhor e evitará que o estresse prolongado afete a saúde do seu bebê.

As causas do estresse

O estresse durante a gravidez é muito comum, já que a futura mãe costuma ter muitas preocupações em relação à saúde e ao desenvolvimento do seu bebê. O estresse é uma resposta automática que todos os seres humanos possuem, pois nos ajuda a nos adaptar a novas situações ou fugir de situações perigosas. Porém, o estresse prolongado pode causar danos às gestantes e à saúde de seus bebês.

Quais são as principais causas do estresse crônico durante a gravidez?

  • O estresse relacionado ao trabalho;
  • Problemas de relacionamento ou falta de apoio social;
  • Violência familiar;
  • Problemas econômicos.

A situação não é tão importante quanto a gestante a percebe. Por exemplo, se uma mulher grávida está carente de apoio social e isto está causando nela um grande estresse, esta situação pode ser tão estressante para ela quanto a morte de um ente querido.

Se você está sofrendo de estresse severo, tente diminuí-lo o mais rápido possível. Atividades físicas, técnicas de respiração e Yoga são ótimas maneiras de reduzir o estresse e a ansiedade e melhorar sua saúde. Se você já tentou essas alternativas e o estresse continua te atrapalhando, converse com o seu médico sobre isso.

Os altos níveis de estresse prejudicam o seu bebê

Manter níveis elevados de estresse durante a gravidez pode prejudicar o seu bebê. Vários estudos mostraram que o estresse prolongado durante a gravidez está associado a problemas cognitivos, físicos e de desenvolvimento. Álcool e outras substâncias tóxicas prejudicam o crescimento e o desenvolvimento dos bebês da mesma forma que o estresse. Estudos mostraram alguns dos efeitos associados ao estresse pré-natal, tais como: complicações obstétricas, baixo peso ao nascer e parto prematuro.

Um estudo conduzido pela Universidade de Konstanz, na Alemanha, mostrou que os filhos de mulheres que sofrem de estresse relacionado à violência durante a gravidez são mais impulsivos e têm mais dificuldade para controlar suas emoções. Outro estudo, realizado com mulheres que sofreram de estresse pré-natal devido a uma tempestade em Quebec, mostrou que os filhos dessas mulheres tinham um QI mais baixo do que o dos filhos das mães que não passaram por essa situação, além de mais atrasos na linguagem. Com esses estudos em mente, supõe-se que o estresse severo tenha sérios efeitos sobre a estrutura cerebral dos bebês e seu desenvolvimento cognitivo a longo prazo.

Mais estudos sobre o assunto são necessários para conhecer com exatidão os impactos que o estresse tem sobre os bebês. No entanto, já sabemos que o estresse severo afeta a saúde da mãe e do bebê. É por isso que aprender a controlar as emoções e as reações a situações estressantes é tão importante durante a gravidez. Exercitar-se todos os dias, respirar profundamente e ter apoio social são ótimas maneiras de manter os níveis de estresse sob controle. Não deixe que uma situação ou um pensamento roubem sua paz e sua tranquilidade – e lembre-se de buscar ajuda, se precisar.

Fadiga durante a gravidez

Embora a fadiga seja muito comum durante a gravidez, nem todas as mulheres se sentem cansadas na mesma intensidade. Algumas podem se sentir um pouco sonolentas, enquanto outras sentem a necessidade de dormir o tempo todo. A exaustão pode ocorrer por motivos como o peso do seu bebê ou o trabalho extra que o seu corpo está fazendo para nutri-lo. Além disso, ter que acordar constantemente à noite para ir ao banheiro ou trocar de posição modifica seus ciclos de sono e impede que você tenha um boa noite de sono. Alguns sintomas relacionados à gravidez, como náuseas e vômitos, dores nas costas e alterações hormonais também podem deixá-la mais cansada durante o dia.

A fadiga também pode surgir do cansaço mental devido à preocupação constante com a saúde do seu bebê. Exercícios de relaxamento podem ajudar você a conectar seu corpo e mente e fazê-los funcionar melhor. Técnicas de relaxamento, como Yoga pré-natal ou qualquer outro exercício que ajude a limpar a mente, são altamente recomendadas.

Receber uma boa massagem e ter uma alimentação nutritiva podem ajudar você a recuperar toda a energia perdida. A fadiga é muito comum durante o primeiro trimestre, por isso, adie as atividades que requerem mais energia, como montar o quarto do seu bebê, para o segundo trimestre.

Os benefícios da meditação

A meditação é uma prática que não toma muito tempo, e seus enormes benefícios tornam sua incorporação na rotina altamente recomendável. Vários estudos demonstraram que a meditação aumenta o tecido nervoso e melhora a atenção, a memória e o autocontrole. Cientistas da UCLA estudaram e compararam exames de ressonância magnética de pessoas que meditaram e pessoas que não meditaram. Eles descobriram que o cérebro das pessoas que meditaram gerou mais neurônios nas áreas frontal e pré-frontal do cérebro. Os resultados sugerem que a meditação melhora o julgamento, a memória e a tomada de decisões.

Como posso começar a meditar?

  • Escolha um lugar tranquilo, longe do barulho e da distração.
  • Feche os olhos e fique em uma posição confortável.
  • Preste atenção à sua respiração abdominal.
  • Limpe sua mente e deixe de lado qualquer pensamento ou preocupação.

Meditar durante a gravidez pode trazer muitos benefícios, tais como:

  • Aumenta sua energia;
  • Equilibra os hormônios;
  • Aumenta a sensação de bem-estar;
  • Melhora o desempenho físico e fortalece o corpo;
  • Ajuda a manter a tranquilidade;
  • Controla as emoções;
  • Melhora o seu sistema imunológico.

Evitando a insônia

Durante a gravidez, as mulheres passam por muitas mudanças físicas e hormonais. A soma dessas mudanças, mais os medos e as preocupações sobre o futuro bebê, juntamente com a necessidade frequente de urinar e as mudanças nas posições de dormir, pode resultar em noites sem dormir. Ter um boa noite de sono é o segredo para se manter saudável e cheia de energia. Para dormir bem durante a gravidez, você deve preparar sua mente e o seu corpo algumas horas antes de dormir.

Dicas para evitar a insônia:

  • Observe o que você come, especialmente à tarde e à noite. Alguns alimentos, como banana e cereais integrais, podem ajudá-la a adormecer. Por outro lado, evite chocolate, café e outras bebidas com cafeína.
  • Evite cochilos durante o dia, pois isso pode afetar seus ciclos de sono.
  • Diminua a ansiedade e o medo conversando sobre suas dúvidas com outras mulheres e com o seu médico. Preocupar-se demais pode causar fadiga mental e insônia.
  • Pratique exercícios de relaxamento para diminuir a dor muscular e dormir melhor.
  • Tente não se exercitar algumas horas antes de dormir. É melhor fazer atividades físicas de manhã.