X
X

A memória do seu filho pequeno: guardando e resgatando lembranças

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

A Academia Americana de Pediatria (AAP) afirma que uma criança pré-escolar desenvolve bastante a memória entre 36 e 48 meses de idade. A partir de agora, o seu filho irá deliciá-lo, completando as letras das músicas que ele gosta, terminando as frases da sua história favorita, seguindo instruções de três passos, relacionando objetos com imagens ou desenhos e lembrando de boa parte de um filme ou de uma história!

X
banner kinedu desenvolvimento

A memória do seu filho começou a se desenvolver antes mesmo de ele usar a linguagem para lembrar as coisas. Nos últimos dois anos, ele usou seus sentidos e emoções para armazenar e lembrar de eventos importantes. Essa característica sensorial da memória é mantida ao longo da vida: os adultos também se lembram mais facilmente de eventos relacionados a emoções fortes como surpresa, amor, raiva ou medo. As habilidades de memória dependem da nossa capacidade de fazer o máximo possível de conexões entre uma nova lembrança e situações semelhantes armazenadas na memória. Assim, quanto mais aspectos o seu filho tiver experimentado em relação a um objeto ou evento, mais fácil será relacioná-lo a outras lembranças e guardá-lo na memória.

Em 2010, uma equipe de pesquisadores da Universidade Loyola publicou um artigo na revista Experimental Child Psychology, na qual foi estudado o desenvolvimento da memória entre 24 e 30 meses de idade. Eles acompanharam o progresso de um grupo de crianças ao longo de 12 meses. Os pesquisadores avaliaram suas diferentes habilidades cognitivas e como elas interagiam com a memória, e descobriram que há uma relação significativa entre as habilidades linguísticas das crianças e a capacidade de lembrar das coisas, e que essa relação se fortaleceu ao longo do tempo. Eles concluíram que, quando somos muito jovens, usamos emoções para criar memórias, mas, uma vez que desenvolvemos a linguagem nos anos pré-escolares, as palavras tornam-se cruciais para lembrar e referir-se a experiências passadas.

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!