Sendo pais de primeira viagem ou com mais experiência, vocês sabem que seu pequeno será motivo de muita expectativa e felicidade para suas famílias. Durante a gravidez, é importante estabelecer limites para os seus pais e sogros. Todos terão opiniões diferentes e provavelmente tentarão convencê-la a fazer as coisas como eles dizem. Mesmo que tenham boas intenções, lidar com tantos pontos de vista pode ser muito cansativo.

Será mais fácil estabelecer regras claras com seus pais sobre como você deseja criar o seu filho. Afinal, viveram juntos a vida inteira e você já sabe negociar com eles. Falar com seus sogros, por outro lado, pode ser mais complicado porque você pode, sem querer, chateá-los ou fazer com que se sintam excluídos. A primeira coisa que você precisa fazer é conversar com seu parceiro e chegar a um acordo sobre como lidarão com as opiniões e o quanto querem que eles se envolvam na vida do bebê.

O mais importante será chegar a um acordo com o qual todos fiquem felizes. Sua família tem as melhores intenções e os mais velhos acharão importante dar conselhos e falar sobre o que funcionou para eles. Os tempos mudam e provavelmente existem novas soluções ou truques para resolver as coisas, então, leve em consideração que eles querem ajudá-la e agradeça, mas fique segura sobre o que você fará. No final, você é a mãe e toma as decisões. Quando há algo que você não concorda, sugerimos o seguinte:

• Diga que você vai seguir as orientações do médico (eles provalvelmente vão aceitar mais facilmente).

banner kinedu prenatal ptPowered by Rock Convert

• Deixe sua posição clara e coloque um ponto final, você não precisa convencer ninguém.

• Se excederem os limites, informe-os que isso a incomodou de maneira clara e empática.

• Não dê ouvidos a comentários irritantes (“ele deveria…”). Confrontos são muito cansativos e não há necessidade de transformar algo pequeno em uma guerra.

• Nunca diga que os conselhos deles não são bem-vindos.

Todos estão animados com a chegada do novo bebê, principalmente os futuros avós! É ótimo que eles queiram ajudá-la e que genuinamente se importem com o bem-estar da criança. Inclua-os em sua rede de apoio e estabeleça o tom do relacionamento que achar mais apropriado para você, seu parceiro, seu bebê e eles.