Querida eu de um futuro não tão distante,

Estou escrevendo para te dizer que sou sua maior admiradora, pois vivi vários momentos importantes que me trouxeram até você. Passei por vários deles enquanto me perguntava quando teria tempo para dormir novamente ou terminar algum projeto,  sem ter certeza se guardei as louças no lugar certo. Quando eu for você, quero que a gente gentilmente se lembre de mim e da sabedoria que adquiri.

Sou grata por ter vivido mudanças e encontrado maneiras de crescer com elas ao invés de ficar mal por causa delas. Futura eu, continue se arriscando e desafiando ao passar por adversidades. A recompensa vale a pena.

Você é uma pessoa melhor, não por ser uma mãe (de um bebê rechonchudo com cílios maravilhosos), mas porque você marca presença. Todos os dias, você está presente. Futura eu, sinta o apoio dos dias que já passaram e dos que virão.

Tem tanta coisa por vir para nós! Nosso bebê começará a engatinhar! Andar! Ela irá nos chamar! Quando a nossa pequena começar a engatinhar, pense que é porque você incentivou colocando-a para passar um tempo de bruços, fazendo caretas divertidas e confortando-a quando ela estava desenvolvendo os músculos dela.

banner kinedu desenvolvimento

Como será a sensação quando ela chamar nosso nome? A eu do presente não consegue nem pensar em palavras para descrever como eu acho que nós iremos nos sentir. Aproveite a sensação, futura eu, e lembre-se de como era antes de nossa bebê sussurrar estas palavras.

Encontre consolo na falta de descanso, na redescoberta de nós mesmas e na dor ou preocupação que esses novos tempos podem trazer!

À medida que você for encontrando novos caminhos, lembre-se de tirar um momento para comemorar também. Estamos por trás de tudo em que nossa bebê tem trabalhado e você continuará a ser a maior professora dela, seu treinadora.

Neste ano, quando você chegar ao primeiro aniversário dela, o “eu” que você foi e se tornou ainda estará se transformando. Mesmo assim, espero que você respire fundo e se lembre da “eu” dos meses anteriores. Agora, você será a mãe de uma criança, não de uma bebê. O que isso significa para você?  E para seu parceiro? Mais uma vez, é hora de pensar no que você precisa se apegar durante esses momentos de turbulência.

E futura eu, acredite em mim, que cheguei até aqui um pouco machucada e quebrada: tire um tempo para si mesma e invista em sua vida profissional, bem-estar e amigos. Sim, somos a mãe do nosso bebê, mas somos mais que isso. Lembre-se de que você é filha, esposa, amiga, colega, e tudo isso é que faz de você VOCÊ!

Futura Jimena, você será incrível de verdade, não importa o que aconteça. Eu sei que estou muito orgulhosa de quem somos hoje.