X
X
chupar o dedo

Chupar o dedo: 8 formas de ajudar seu bebê a mudar hábitos

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

A maioria dos bebês chupa o polegar em algum momento, pois é uma ótima maneira de se acalmar e os ajuda a adormecerem. Como a maioria dos bebês faz isso, não é algo para se preocupar. Alguns bebês até chupam os outros dedos, ao invés do polegar. Se os bebês chupam o dedo por muito tempo, isso pode causar problemas no desenvolvimento da fala e alterações no formato da boca e da mandíbula, mas esses problemas não serão permanentes se o hábito mudar antes dos 5 anos.

Geralmente, os bebês continuam chupando os dedos até os 3 anos de idade, mas quando fazem isso depois dessa idade, nem sempre é fácil fazê-los parar. Então, o que fazer quando for o momento de parar? Neste artigo, apresentaremos oito ideias que você pode usar para ajudar seu bebê a parar de chupar o dedo de maneira positiva e eficaz.

Fale com ele! Explique ao seu filho por que não é bom chupar o dedo e mostre que você quer ajudá-lo. Além de ser uma ótima oportunidade para promover uma comunicação honesta com o seu filho, isso fará com que ele se sinta motivado e dará a ele uma meta na qual trabalhar com você. Na conversa, você pode mencionar que: os dentes dele podem se mover para a frente e ele precisará usar aparelho ortodôntico quando crescer. Existem germes por toda parte, especialmente nas mãos, e ele poderá ficar doente se chupar o polegar o tempo todo. Falar é mais difícil quando você está chupando o dedo, pois a boca precisa trabalhar mais para formar palavras.

Encontre os momentos em que seu filho chupa o dedo. Geralmente acontece quando ele está relaxado, como na hora de dormir ou enquanto assiste a um filme. Identifique esses momentos e tenha ideias prontas para sugerir outras atividades que vocês podem realizar.

Ajude-o a praticar a autoconsciência. Chupar o dedo pode se tornar uma parte tão natural dos hábitos das crianças que elas nem percebem quando estão fazendo isso. Lembre-se sempre de falar em um tom positivo, e não ameaçador, para que seu filho não se sinta atacado. A melhor maneira de fazer isso é fazer perguntas, como “Você sabe onde está o seu polegar?” ou “O que você está fazendo agora?” para ajudá-lo a entender como é ter consciência de chupar o dedo. Quando ele souber, ajude-o a encontrar outra coisa para fazer, ao invés de chupar o polegar.

Ajude-o a encontrar um substituto. Esta é a parte mais importante: trabalhar com o seu filho para encontrar maneiras de se acalmar sem chupar o dedo. Algumas ideias comuns são bolas de estresse, um cobertor favorito, um livro de colorir, ouvir música, usar um brinquedo que ocupa as mãos ou qualquer outra coisa que você possa imaginar. Você conhece seu filho melhor do que ninguém, então siga seus instintos e converse com ele sobre o que ele gostaria de fazer.

X
banner kinedu saúde

Ofereça uma distração. Quando vir que seu filho está prestes a chupar o dedo, incentive-o a fazer outra atividade. É uma boa ideia ter sempre um brinquedo ou bola anti-estresse por perto, para que você possa oferecer essa opção quando ele estiver prestes a chupar o dedo. Também pode ser uma boa oportunidade para lembrar ao seu pequeno que colocar os dedos na boca não é bom e sugerir que ele procure outras opções para se acalmar.

Parabenize-o por não fazer isso! O reforço positivo dos comportamentos desejados é a melhor maneira de aumentar esses tipos de comportamentos e reduzir comportamentos indesejados (como chupar o dedo). Não deixe de elogiar constantemente o seu filho quando vir que ele não está com o dedo na boca, principalmente nos momentos em que ele costumava fazer isso. Verifique se os elogios são específicos para o que ele está fazendo e por que você o está parabenizando, por exemplo: “Estou tão orgulhoso por você estar vendo TV sem chupar o dedo!”.

Ofereça recompensas. Além do reforço positivo, você pode criar um sistema de recompensa. Defina regras que funcionem para você e seu filho e lembre-se de definir metas realistas. Quando você tiver definido quantos pontos (ou estrelas, selos, etc.) seu filho receberá e com que frequência, estabeleça uma meta que ele consiga alcançar com facilidade, para que se sinta mais motivado. Por exemplo, se seu filho estiver acostumado a chupar o dedo constantemente ao longo do dia, pode ser difícil parar completamente. Nesse caso, você pode estabelecer que ele receberá um ponto por cada atividade que realiza sem chupar o dedo (brincar com os amigos, se vestir, ir à escola), e toda vez que conseguir 5 pontos poderá ir ao parque, assistir a um filme divertido, ou qualquer outra atividade que o motive.

Tenha paciência! A parte mais importante deste processo com o seu filho é a paciência. Embora esse hábito possa ser frustrante para os pais, é importante ser paciente com o seu filho. É muito provável que ele pare de chupar o dedo no seu próprio tempo e quando estiver pronto.

Chupar o dedo é uma parte típica do desenvolvimento, e a maioria dos bebês o faz em algum momento. Como é uma ferramenta para se acalmar, é importante que você ajude seu bebê de maneira positiva, para que ele possa substituir esse hábito por comportamentos mais adequados à sua idade. Lembre-se de que manter uma boa atitude e usar reforços positivos serão seus maiores aliados para ter sucesso nesse processo.

No Kinedu, você encontra milhares de atividades para ajudar seu pequeno a relaxar e manter a calma enquanto se diverte. O Kinedu tem atividades para os pais realizarem com as crianças de 0 a 48 meses em casa e ao ar livre. Além disso, o aplicativo possui um enorme catálogo de artigos com informações que ajudarão você a entender melhor o desenvolvimento do seu bebê.

Este artigo sugere algumas ideias para os pais que desejam ajudar seus bebês a parar de chupar o dedo de maneira positiva e eficaz. Se você perceber que o hábito persiste, consulte seu pediatra ou um profissional de saúde.

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *