Os bebês chegam ao mundo em um estado de total dependência de seus pais ou cuidadores. Durante seus primeiros anos de vida, tanto seus cérebros quanto seus corpos necessitam da receptividade e das interações com os adultos que os rodeiam. O Dr. Jack Shonkoff, especialista de Harvard, chama esses momentos críticos em que uma criança faz alguma coisa e o adulto responde de volta (e vice-versa) de “jogos de ação e reação”. Segundo ele, esses momentos permitem que você e o seu filho estejam em sintonia um com o outro, interagindo juntos na exploração do mundo exterior ou interior.

O Dr. Shonkoff calcula que, a cada segundo, mais de 1 milhão de novas conexões neurais são formadas. Portanto, a combinação dos genes do seu filho com o seu cuidado e a interação atenciosa com ele contribuirão para construir sua arquitetura cerebral, uma interação por vez.

Você deve estar se perguntando como se identifica um “jogo de ação e reação”. Bem, durante a infância, seu filho irá se comunicar com você por meio de interações muito simples, como olhares, balbucios ou expressões faciais. As interações se tornarão mais complexas à medida que o cérebro dele amadurecer e se desenvolver. Pesquisas mostram que isso logo se torna natural, à medida que vocês praticam juntos e se conhecem melhor.

De acordo com o Centro da Universidade de Harvard para o Desenvolvimento Infantil, estas são as cinco etapas que você pode seguir para praticar o “jogo de ação e reação” com o seu filho:

Observe os gestos e as expressões do seu filho e compartilhe seu foco de atenção. Você pode fazer isso todos os dias, sempre que o vir apontando para alguma coisa, fazendo caretas ou balbuciando.

App Kinedu Desenvolvimento do bebePowered by Rock Convert

Reaja aos sinais dele, apoiando-o e incentivando-o. Reconhecer o interesse do seu filho recompensará sua curiosidade, e fará com que ele se sinta ouvido e compreendido.

Nomeie o que o seu filho está vendo, fazendo ou sentindo. Isso ajudará a criar importantes conexões linguísticas em seu cérebro, e lhe dará as palavras necessárias para expressar seu mundo interior.

Revezem-se para falar, e dê um tempo para o seu filho poder pensar e responder ao que você disse ou apontou. Tente manter a interação bidirecional e ser um modelo de autocontrole e cooperação.

Pratique os finais e os começos, sinalizando para o seu filho quando é hora de parar de se concentrar em algo para, então, seguir para uma nova atividade.

Para aprender mais sobre este tema, confira os links:

Center on the Developing Child at Harvard University’s resources on Serve and Return

Folheto sobre as 5 etapas do “jogo de ação e reação”