Durante os primeiros anos de vida, o cérebro do seu filho estabelecerá trilhões de novas conexões e as experiências que ele viver, sejam positivas ou negativas, serão cruciais para esse processo inicial de conexão e, posteriormente, aperfeiçoamento. Por quê? Porque essas conexões são a base para a criação de futuros circuitos mais fortes e complexos de algo que os cientistas chamam de “funções executivas”. O Centro de Desenvolvimento Infantil de Harvard (CDC) enfatiza que essas habilidades são muito importantes para o desenvolvimento saudável do cérebro e os processos de tomada de decisão do seu filho. Continue lendo para saber mais.

Quando usamos as funções executivas?

Todos os dias estamos expostos a diferentes experiências e situações que precisam de planejamento, gerenciamento de tarefas, obtenção de metas, resistência ao impulso, construção de relacionamento, etc. As funções executivas ou habilidades fundamentais como autoconhecimento, autocontrole, flexibilidade cognitiva e concentração são necessárias ao tomar essas decisões.

Os gatilhos do ambiente ou os sistemas de apoio têm um efeito sobre o equilíbrio que existe entre os impulsos e as funções executivas. Ter relacionamentos sensíveis e viver em um espaço seguro são exemplos de sistemas de apoio que promovem um estado emocional positivo e um desenvolvimento saudável do cérebro. Esse tipo de apoio também promove a previsão e uma mentalidade voltada para o futuro. Por outro lado, gatilhos como um ambiente caótico ou perigoso podem levar à falta de regulação do comportamento e controle de impulsos.

O stress excessivo afeta o quão bem desenvolvemos e usamos as funções executivas?

Quando ocorre uma superestimulação externa, o nosso cérebro a interpreta como um perigo e ativa a reação “lutar ou fugir”. Esse nível de estimulação provoca uma reação no corpo e no cérebro que nos permite lutar ou fugir para sobreviver a algo que consideramos uma ameaça iminente. Essa resposta é ideal em situações de vida ou morte, mas é frequentemente ativada por cenários que não são ameaçadores, mas são o resultado de circunstâncias externas e ambientes caóticos.

O que acontece quando o estresse é constante?

As respostas automáticas e os impulsos tornam-se mais fortes do que as habilidades intencionais. Isso tem um grande impacto nas funções executivas porque nos impede ou nos dificulta de usá-las quando, em vez de sermos competentes, nos tornamos pessoas que estão sempre na defensiva.

baixe_o_kineduPowered by Rock Convert

Se sempre reagiremos de forma automática, o que podemos fazer?

A chave para neutralizar as respostas automáticas é desenvolver funções executivas fortes. Quanto mais sistemas de apoio e prática você tiver, mais fortes serão os circuitos cerebrais.

Ao contrário das respostas automáticas, nós não nascemos com funções executivas. A boa notícia é que qualquer um pode desenvolvê-las! Hoje em dia, os adultos usam ferramentas como a meditação para estimular seus cérebros e criar circuitos novos e mais fortes. Os trilhões de conexões no cérebro do seu filho são a oportunidade para desenvolver esse conjunto de habilidades. Ele só precisa da sua ajuda e apoio.

  • Brincadeiras simples como “Esconde-Esconde”, fazem o seu filho conectar seu córtex pré-frontal com regiões maiores do seu cérebro e estimular sua autoconsciência, concentração e senso de permanência dos objetos.
  • Procurar por objetos escondidos também irá ajudá-lo a trabalhar suas habilidades de resolução de problemas, memória e atenção imediata.
  • Ensinar seu filho a seguir instruções irá estimular múltiplos processos que envolvem reflexão visual, concentração, respostas contínuas e capacidade de concentrar sua atenção em etapas individuais para concluir uma tarefa.
  • Distinguir e nomear cores também estabelecerá as bases para habilidades como memória e atenção, integração de informações, raciocínio conceitual e pensamento abstrato.

É verdade que desenvolver o cérebro de seu filho é mais uma arte do que uma ciência. Brincar, respeitar regras, aprender sobre música, cores, trabalho em equipe e esportes criam circuitos novos e mais fortes em seu cérebro. Jogos simples e interações de “ação e reação” darão ao seu filho uma sensação de segurança emocional. Isso é o que o permitirá sentir que vive em um ambiente seguro, e não estressante, e isso o ajudará a desenvolver suas habilidades intencionais.

Graças à prática, pequenas realizações levarão a outras maiores. Ajudar seu filho a desenvolver essas habilidades lhe dará a base para tudo o que o espera. Isso o incentivará a ter mais sucesso e lhe ensinará como superar desafios, seja jogando bola ou, no futuro, quando ele for um adulto, um pai e um profissional capacitado. Você está moldando o ambiente de seu filho e seus relacionamentos futuros e está criando um ciclo positivo para as próximas gerações.

Para obter ideias simples sobre como começar, visite as atividades da Área Cognitiva no Catálogo do nosso aplicativo! Você também pode conferir a seção Progresso no perfil do seu filho e ler sobre os marcos do desenvolvimento que ele está trabalhando. Para descobrir a ciência por trás de cada marco, clique em “Leia mais”.

Se você quiser ler mais informações relevantes sobre esse tema, visite:

Fontes:
– Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard (2019) Como as crianças e os adultos podem construir capacidades básicas para a vida. Obtido em 3 de abril de 2019 em: https://developingchild.harvard.edu/resources/video-building-core-capabilities-life/
– Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard (março de 2016) Construindo as Capacidades Básicas para a vida. [Relatório online] retirado em 3 de abril de 2019 de: https://46y5eh11fhgw3ve3ytpwxt9r-wpengine.netdna-ssl.com/wp-content/uploads/2016/03/Building-Core-Capabilities-for-Life.pdf