Desde que ter um estilo de vida mais saudável virou moda, a corrida tornou-se a atividade favorita de muitas pessoas. Com os benefícios infinitos que tem física e emocionalmente, não nos surpreende que tenha se tornado um esporte tão popular. A maioria das mulheres grávidas está em busca de dicas e orientações sobre o que pode continuar fazendo e o que deve parar de fazer durante a gravidez.

Cada mulher e cada gravidez são únicas e têm necessidades diferentes. No entanto, desde que você não tenha complicações significativas, a recomendação geral é fazer exercícios com menos intensidade e ajustar a rotina à medida que a gravidez progride. Confirme com o seu médico caso você tenha alguma dúvida sobre o tipo ou a intensidade do exercício que está fazendo!

banner kinedu prenatal pt

Para facilitar a decisão de se levantar para uma caminhada ou corrida, lembre-se de que isso ajuda a reduzir os sintomas da gravidez, como náuseas, fadiga, cólicas, constipação e dores nas costas. Além disso, ajuda a tonificar os músculos, dá energia, regula o ganho de peso, reduz o tempo de parto e facilita o nascimento do bebê.

Uma recomendação importante para todas as corredoras grávidas é fazer uma transição gradual do treino. Se você gosta de correr ao ar livre, planeje o caminho antes de sair, identifique onde há banheiros e evite percursos irregulares (lembre-se de que seu senso de equilíbrio não é mais o mesmo).

A melhor ferramenta para saber se você está fazendo as coisas certas é o seu corpo! Ouça-o! Observe como você se sente durante e após o exercício. Correr deve enchê-la de energia e fazer com que se sinta bem. Se te deixar exausta, modifique a intensidade da rotina. Estamos tentando aproveitar os benefícios de correr durante a gravidez, não ganhar uma maratona. Este é o momento de curtir e se sentir bem, não de definir metas físicas que possam afetar a sua saúde e a do bebê.