Já ouvimos centenas de vezes sobre os vários estilos parentais e talvez até tenhamos presenciado um excelente exemplo na cafeteria do bairro. Com tanta informação circulando, é fácil ficar ansiosa. No entanto, você deve saber que os estilos mais comuns são: democrático, autoritário, permissivo e negligente.

O estilo parental que você e seu parceiro decidirem implementar terá um impacto no ambiente em que seu filho crescerá. O estilo democrático é definido por pais calorosos e compreensivos, que estabelecem regras e expectativas claras, que apoiam seus filhos, valorizam a independência deles e os estimulam a serem autônomos. As crianças com pais democráticos tendem a ter melhor desempenho acadêmico, boa autoestima, boas habilidades sociais e, segundo alguns estudos, menor incidência de crimes.

Pelo contrário, o estilo autoritário caracteriza-se por ter e reforçar regras estritas, seguindo uma disciplina muito rígida, em que os pais, pouco compreensivos, têm grandes expectativas em relação aos filhos e os controlam com base em punições. As crianças que crescem com os pais que adotam esse estilo têm menor desempenho acadêmico, baixa autoestima, habilidades sociais precárias e, de acordo com alguns estudos, são frequentemente associadas ao abuso de substâncias e à delinquência.

banner kinedu prenatal ptPowered by Rock Convert

O estilo permissivo é emocionalmente caloroso e compreensivo, estabelece poucas regras, com pais que se recusam a implementar a disciplina e têm dificuldade em dizer “não” para os filhos por medo de desapontá-los. O resultado é que eles têm filhos com comportamentos impulsivos, autocentrados, com pouco autocontrole, poucas habilidades sociais e relacionamentos problemáticos.

O último estilo de parentalidade é o negligente. Nele os pais são frios e distantes, não há regras, pois não estão envolvidos na vida de seus filhos e são indiferentes aos seus desejos e necessidades. Consequentemente, essas crianças tendem a ser impulsivas, não desenvolver sua inteligência emocional e cair no abuso de substâncias e delinquência.

Embora haja casos diferentes e exceções relacionadas à bagagem cultural e temperamento da criança, não é de surpreender que o estilo democrático tenha os melhores resultados no desenvolvimento das crianças. Analise as necessidades do seu filho (cada pessoa é única) e use este estilo aplicando diferentes abordagens.