Ao completar 6 meses de idade, ou às vezes um pouco antes disso, é o momento de introduzir alimentos sólidos na dieta do seu bebê como um complemento ao leite. Nesta fase, você terá que decidir o que oferecer ao seu bebê. É possível que ele aceite alguns alimentos muito rapidamente e recuse outros repetidamente.

Primeiramente, certifique-se de que seu bebê não esteja rejeito a comida por não estar pronto. Lembramos os sinais de que seu filho já pode começar a introdução alimentar: ele se senta sem ajuda, controla a cabeça, abre a boca e se move para frente quando lhe oferecem comida. Se você tiver dúvidas sobre se o seu filho está ou não pronto para comer alimentos sólidos, a melhor coisa a fazer é perguntar ao seu pediatra.

banner kinedu alimentação bebêPowered by Rock Convert

Agora, se o seu bebê estiver rejeitando um alimento específico, não desanime. Só porque ele não o aceitou pela primeira vez, isso não significa que ele nunca mais tentará prová-lo novamente. Às vezes, um alimento precisará ser oferecido até 10 ou 15 vezes antes de o seu filho aceitar comê-lo. Você pode oferecer esse alimento em dias diferentes e apresentá-lo de maneiras diferentes, para que seu bebê não fique irritado. O mais importante nesta fase é ter paciência.

Para apresentar um novo alimento, recomendamos que você escolha um momento em que você e seu bebê estejam calmos e sem pressa de seguir para outra atividade. A princípio, seu filho ficará satisfeito com apenas algumas colheradas, portanto, não se preocupe se a quantidade parecer pequena. Lembre-se de que, nesta fase, ele deve continuar bebendo leite, para que ambos os alimentos permitam que ele cresça saudável.

Veja algumas dicas para ajudar seu bebê a experimentar diferentes tipos de alimentos:

  1. Dê o exemplo: se você quer que seu bebê comece a se alimentar de maneira saudável, faça isso também! Tenha em casa os alimentos que deseja apresentar, para que seu bebê possa se familiarizar com eles. Além disso, enquanto ele estiver observando você, você pode comer o que quiser que ele coma para incentivá-lo.
  2. Evite demonstrar desinteresse em experimentar novos alimentos: as crianças aprendem por imitação. Por esse motivo, é muito provável que seu bebê aprenda a rejeitar os mesmos alimentos que você rejeita.
  3. Ofereça alimentos variados: dê ao seu bebê diferentes alimentos saudáveis ​​(junto com aqueles que ele já gosta).
  4. Ofereça com frequência alimentos que ele não gosta. Lembre-se de que os bebês devem experimentar um alimento até 15 vezes antes de aceitá-lo!
  5. Tenha comida pronta: pode ser que seu bebê esteja muito ativo e, por esse motivo, tenha dificuldade para comer. Para acelerar esse processo, tenha o prato já pronto antes de colocar seu bebê sentado. Isso evitará que ele se desespere.
  6. Mantenha a refeição breve: se o seu bebê é muito ativo, é possível que ele não goste de ficar sentado por muito tempo. Tente fazer com que as refeições durem cerca de 10 minutos.
  7. Seja paciente: lembre-se de que seu filho está se acostumando com o mundo ao seu redor e levará tempo para ele se adaptar a essas novas sensações.
  8. Consulte um especialista: Se você estiver desconfortável, lembre-se de que você sempre pode conversar sobre isso com o seu pediatra.

Essas dicas ajudarão você a apresentar novos alimentos ao seu bebê e iniciar a introdução alimentar. Conforme seu filho crescer, ele poderá ter outros motivos para rejeitar alimentos específicos.