Quando o seu bebê está na posição cefálica, é mais provável que o trabalho de parto ocorra sem a necessidade de fazer uma cesariana.

A posição cefálica pode reduzir as dores das mamães na hora do nascimento dos bebês e fazer com que o trabalho de parto seja mais rápido. Por isso, muitas mulheres podem ter dúvidas de como essa posição consegue ajudar o seu filho a nascer e de que maneira é possível identificar se o pequeno está posicionado da maneira mais adequada na barriga.

Alguns sinais podem indicar que o bebê está na disposição certa para o parto ou em outra posição. Por outro lado, as mães ainda podem adotar práticas para se movimentar na sua rotina, antes mesmo de entrar em trabalho de parto, a fim de se preparar para que o seu filho fique na posição cefálica no momento de dar à luz. Confira!

O que é posição cefálica?

A posição cefálica é quando o seu filho fica com a cabeça para baixo e as costas viradas para a sua barriga. Essa é a postura considerada mais adequada para o nascimento do seu bebê. Isso porque o seu pequeno conseguirá se ajustar de forma mais confortável à curva da sua pelve.

De outro modo, ao menos um a cada dez bebês pode nascer em uma posição com as costas viradas para as costas da mãe. Essa disposição do seu filho no útero pode tornar o parto mais difícil. É possível que, desse jeito, você tenha dor nas costas, já que a cabeça do seu filho estará empurrando a sua coluna. Com isso, o parto pode ser mais demorado.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e prepare-se para a chegada do seu bebê com +2.200 atividades e artigos criados por especialistas!

Como essa posição pode ajudar no nascimento do seu bebê?

Quando o seu bebê fica na posição cefálica, o topo da cabeça dele consegue fazer pressão, de maneira uniforme, sobre o colo do seu útero. É justamente essa compressão que pode ajudar a dilatar o órgão e, dessa maneira, contribuir com a produção de hormônios importantes que ajudam no momento do trabalho de parto.

Além do mais, já que as costas do seu bebê são a parte mais pesada do corpo, na posição cefálica, o seu filho pode se movimentar de forma mais natural em direção à parte mais baixa do seu abdômen. Portanto, é mais provável que o nascimento do seu pequeno ocorra sem problemas, caso esteja posicionado dessa maneira.

Também há probabilidade de que o trabalho de parto seja mais rápido se o seu pequeno estiver com a cabeça virada para baixo. Nessa posição, você pode dar à luz sem a necessidade de induzir o parto ou de fazer uma cesariana. Ainda é possível que você tenha alívio nas dores, caso o seu filho esteja na posição cefálica em sua barriga.

Como saber se o bebê está na posição certa para nascer?

Algumas semanas antes do parto, a maioria dos bebês fica com a cabeça virada para baixo. Para saber se o seu filho já está posicionado de maneira ideal para o nascimento, observe os sinais do seu corpo. Quando o seu filho se movimentar em sua barriga, perceba qual é a parte do seu pequeno que está em contato e onde você sente no seu próprio corpo.

banner kinedu prenatal pt

Caso o bebê se posicione com a cabeça para baixo, é possível sentir os pontapés na região das suas costelas. As mãos do seu filho podem fazer cócegas. As costas do bebê ainda podem ter um aspecto mais firme. A cabeça do pequeno terá um formato mais redondo e consistente, enquanto o bumbum será mais macio.

O que fazer para estimular a posição cefálica?

Alguns movimentos que você pode fazer e hábitos do seu dia a dia são capazes de incentivar a posição cefálica do bebê. Ainda que não seja certo que o seu filho se posicione de cabeça para baixo depois de você adotar essas atitudes, elas podem aumentar as chances de isso acontecer.

Ao se sentar, você pode utilizar um travesseiro ou uma almofada, para que o seu quadril fique em uma posição mais alta em relação aos seus joelhos. Por isso, verifique como está o assento do carro e a sua cadeira de trabalho. Tenha atenção para que os seus joelhos não fiquem na mesma direção, nem acima do seu quadril.

Outra forma de estimular a posição cefálica é se sentar em uma bola de Pilates e fazer alguns movimentos para a frente. Faça deslocamentos suaves para não se desequilibrar da bola. Você pode repetir esses movimentos enquanto estiver vendo TV, por exemplo.

Também é importante se manter em movimento e fazer atividades físicas leves antes do parto. Evite ficar na mesma posição por muito tempo. Se precisar ficar muito tempo sentada enquanto estiver trabalhando, tente fazer pausas regulares para não deixar de se movimentar. É indicado, ainda, ficar com a pelve para frente quando estiver na cadeira.

Além de ajudar o bebê a ficar na melhor posição para o nascimento, essas posturas também podem causar alívio nas dores nas costas das mamães antes do parto. Praticar esses movimentos também auxilia na preparação para o dia do nascimento e, assim, você pode se acomodar mais facilmente quando entrar em trabalho de parto.

O bebê pode mudar de posição após ficar de cabeça para baixo?

É possível que o bebê mude de posição depois de ficar de cabeça para baixo, mas não é necessário se preocupar. Afinal, grande parte dos bebês vira para a posição cefálica durante o trabalho de parto. Somente cinco a oito, em cada 100 bebês, devem permanecer na posição com as costas viradas para as costas da mãe.

Participar de um grupo ou fazer um curso pré-natal pode auxiliar as mamães a se prepararem para o trabalho de parto de forma mais tranquila. Uma experiência como essa pode ajudar a aliviar as preocupações sobre o nascimento do seu filho, porque você terá um espaço para trocar informações com outras mães que passam pelo mesmo.

Com base no que foi apresentado, você entendeu que a posição cefálica ajuda a diminuir as dores sentidas pelas mulheres na hora de dar à luz e pode fazer com que o trabalho de parto seja menos demorado. Além disso, alguns movimentos contribuem para que o seu filho fique na posição mais adequada para o nascimento.

Gostou de entender o que é a posição cefálica? Aproveite para baixar o app Kinedu gratuitamente e se preparar para a chegada do seu bebê!