X
X

Um dos benefícios da educação na primeira infância: ser um adulto justo

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

Pesquisadores descobriram que, mais de 40 anos depois, as crianças de famílias de baixa renda que participaram do estudo “Abecedarian Project” (Projeto Abecedário, em inglês) cresceram e se tornaram adultos que tratam outras pessoas de maneira justa, mesmo nos casos em que ser justo tem um alto custo pessoal.

As 78 crianças, agora adultas, que participaram do estudo nos anos 70, foram monitoradas como parte de um dos mais antigos estudos aleatórios controlados sobre os efeitos que a educação na primeira infância tem nas famílias de baixa renda. O “Abecedarian Project” foi um estudo de controle aleatório dos benefícios potenciais da educação na primeira infância em crianças de famílias de baixa renda. Quatro grupos de crianças, nascidas entre 1972 e 1977, foram aleatoriamente designadas a um grupo de intervenção ou um grupo controle. O grupo de intervenção recebeu educação de alta qualidade em tempo integral em um berçário desde que eram bebês até os cinco anos de idade. As atividades educacionais foram projetadas na forma de jogos que eram incorporados ao dia a dia das crianças e trabalhavam as áreas do desenvolvimento socioafetiva e cognitiva – com ênfase na linguagem. Estudos de acompanhamento foram realizados quando os indivíduos atingiram 12, 15, 21 e 30 anos e, agora, 40 anos após o projeto, mostraram benefícios duradouros associados ao programa de educação na primeira infância.

X
banner kinedu desenvolvimento

Como adultos, os participantes foram convidados a jogar jogos destinados a medir sua adesão às normas sociais e seus processos de tomada de decisão. Por exemplo, em um jogo, um participante foi convidado a dividir 20 dólares com outro participante. O participante podia aceitar ou rejeitar o montante proposto; e mesmo se ele o aceitasse ou rejeitasse, nenhum dos dois ganharia o dinheiro. Por isso, quando confrontados com esse dilema, os participantes deveriam decidir entre satisfazer seu interesse próprio ou seguir as normas sociais de igualdade. Os jogadores que fizeram parte do “Abecedarian Project” rejeitaram fortemente a divisão desigual de dinheiro entre os participantes. “As pessoas que receberam o treinamento educacional do “Abecedarian Project” tinham tendência a aceitar ofertas justas e a rejeitar ofertas vantajosas ou desvantajosas para si. De fato, puniam as transgressões do que julgavam estar fora da norma social da igualdade”, relatou Sébastien Hétu, um dos autores originais do estudo.

É extraordinário ver o impacto que as interações de alta qualidade têm na primeira infância, algo que vem sido comprovado repetidas vezes. Isto é especialmente verdadeiro para crianças de famílias de baixa renda, que normalmente estão expostas a situações mais estressantes e experiências menos ricas e estimulantes do que outras crianças. Este estudo mostra que, mesmo após 40 anos, uma intervenção como essa tem um efeito na tomada de decisões das pessoas e na maneira como elas tratam os demais.

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *