Na primeira parte desse artigo, falamos que expor seu filho à música desde cedo tem um efeito positivo sobre as futuras habilidades socioafetivas dele.

Um estudo revelou que as crianças reagem alegremente à música e que isso facilita a expressão e aprendizagem delas. Ouvir e cantar sobre os sentimentos também ajuda a identificar as palavras que correspondem a certas emoções. Palmas e cantos evocam emoções, mesmo que a música não tenha letra. Pesquisas com crianças de 3 a 9 meses mostraram que, mesmo nessa idade, os bebês conseguem distinguir entre melodias alegres e tristes e isso estimula o desenvolvimento social e comunicativo. Como a música provoca várias emoções, isso permite que as crianças entrem em contato com as próprias emoções e, mais tarde, com as dos outros.

Conforme você incentiva seu filho a explorar sons, tons e ritmos; ele começará a criar as próprias experiências musicais. Transformar isso em um trabalho de equipe, convidando outros membros da família ou amigos para participar, dará ao seu filho a oportunidade de cooperar e desenvolver relacionamentos pessoais. Crie um festival onde cada um faça um som ou barulho durante uma apresentação. Essas experiências incentivarão as brincadeiras paralelas, interações positivas e trabalho em equipe, que estabelecerão as bases para futuras amizades e relacionamentos.

App Kinedu Desenvolvimento do bebePowered by Rock Convert

Ouvir música, dançar no ritmo ou experimentar instrumentos musicais permite que as crianças explorem sua expressividade e aprendam sobre si e seu ambiente. Conhecer músicas de outras culturas permitirá que seu filho desenvolva uma consciência cultural e valide a importância de suas origens. Além disso, ao entrar em contato com vários estilos, ritmos e melodias, você o expõe a novas experiências e alimenta o sentimento de confiança e pertencimento a uma cultura.

Estudos transculturais continuam confirmando que a música é um fenômeno universal. Todas as sociedades têm um gênero de música dedicado às crianças, seja com canções de ninar, cantarolando, músicas de brincar ou o canto dos pais. Tem sido demonstrado que a música tem efeitos positivos no desenvolvimento infantil. Sabe-se também que o canto dos pais aumenta a tolerância e a felicidade deles, fortalecendo a proximidade e o relacionamento com seus filhos e otimizando o desenvolvimento dos bebês. Incluir música nas interações com o seu filho afetará o desenvolvimento socioafetivo dele e estabelecerá a base para futuras relações pessoais.

Saiba mais sobre como incentivar o apego seguro com seu bebê clicando aqui.