Sabemos que muitas doenças infantis podem provocar vômitos, e ver seu bebê vomitar pode ser alarmante. É provável que você tenha medo ou preocupação de que algo sério possa estar acontecendo, no entanto, recomendamos que você mantenha a calma e primeiro descubra se ele realmente está vomitando ou apenas cuspindo ou regurgitando.

Às vezes é fácil confundir vômito com as regurgitações, então, primeiramente, preste atenção nos sinais. As regurgitações se apresentam como um fluxo fácil de cerca de 1 ou 2 colheradas de líquido. Cuspir um pouco de leite de uma vez depois de arrotar, sem choro ou esforço, é um sintoma normal em bebês pequenos, especialmente durante o primeiro ano de vida. Não é necessário se preocupar se essas cuspidas ocorrerem ocasionalmente e não interferirem no ganho de peso do seu bebê.

Se seu filho regurgitar com frequência, veja algumas coisas que você pode fazer para ajudá-lo:

banner kinedu saúde
  • Não movê-lo de repente nos 20 a 30 minutos após mamar. Isso evitará que ele engula muito ar.
  • Não alimentá-lo demais. Um estômago cheio é mais propenso a regurgitações.

É importante saber que isso é temporário, pois à medida que o bebê cresce, o estômago amadurece e as regurgitações diminuem até desaparecerem por completo.

Por outro lado, o vômito é um fluxo forçado, que geralmente possui conteúdo do estômago e ocorre em maiores quantidades. Não se preocupe, pois, na maioria das vezes, o vômito irá parar sem tratamento médico. Se for um episódio único e não se repetir, você pode ficar tranquilo. Vale ressaltar que alguns bebês ocasionalmente vomitam, mas se você perceber que o vômito é recorrente, que seu filho apresenta febre ou tem outros sintomas, é melhor conversar com o pediatra o mais rápido possível.

Preste atenção se observar os seguintes sintomas:

  • Desidratação
  • Diminuição da micção
  • Boca seca
  • Febre alta
  • Perda de peso
  • Olhos afundados
  • Sede extrema
  • Cor do vômito verde ou amarelo
  • Sangue ou bile no vômito
  • Dor abdominal severa
  • Vômitos recorrentes
  • Letargia
  • Convulsões
  • Incapacidade de beber líquidos
  • Duração do vômito (mais de 24 horas)

As causas do vômito podem variar muito de acordo com a idade. Às vezes, ele pode estar relacionado a uma infecção estomacal ou intestinal, rotavírus ou outra condição médica. Certifique-se de identificar os sintomas do seu bebê e conversar com o médico. Com essas informações, ele poderá fornecer o tratamento adequado.