X
X

Ensinando meu filho a solucionar problemas por conta própria

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

Seja uma tarefa da escola, um problema com um brinquedo, uma briga de irmãos ou uma discussão entre amigos; todas as crianças enfrentam problemas. Às vezes, algo simples como não ter massa de modelar da cor que ele quer pode ser um desafio para o seu filho. Como é impossível resolver tudo para ele, ensine-o a fazer isso sozinho. A boa notícia é que ele tem a melhor professora!

Enquanto você o ensina a resolver um problema, lembre-se de que você deve cumprir quatro papéis: observadora, torcedora, facilitadora e modelo. Observe como ele brinca e enfrenta desafios antes de intervir. Apoie-o e incentive-o verbalmente. Facilite ações específicas para incentivá-lo a procurar soluções diferentes. Mostre a ele como você enfrenta problemas.

Com o tempo, você verá que a confiança e a independência do seu filho vão melhorar. Você notará que ele administra melhor as próprias emoções, encontra soluções criativas, mostra flexibilidade cognitiva e expande sua maneira de ver as coisas.

X
banner kinedu desenvolvimento

Tudo começa com um pensamento e isso sempre pode ser modificado. O que nos faz sentir ansiedade não é tanto a pessoa ou situação problemática, mas o que pensamos sobre isso. As crianças costumam usar expressões exageradas quando confrontadas com um problema. Se o amigo do seu filho se recusar a brincar com ele, ele certamente dirá “Ninguém quer brincar comigo”. Ensine-o a expressar a situação usando uma linguagem mais moderada e realista. “Eu sei que você está triste, mas há mais pessoas que querem brincar, como a mamãe, o papai ou a vovó”. É importante que você o valide, deixe-o processar as emoções e ensine a ele mecanismos para lidar com as dificuldades, porque, mesmo que a linguagem seja exagerada, seu filho pode realmente se sentir assim. “Eu entendo que você está triste, eu sei que é difícil, mas está tudo bem, você fez o seu melhor, me diga o que você não conseguiu fazer.”

Ajude-o a descrever o problema com mais precisão. “Por enquanto, seu amigo David não quer jogar bola.” Em seguida, procure alternativas diferentes para resolver a situação. 1) Por que não perguntamos a David o que ele quer fazer primeiro e depois jogar bola? 2) Vamos perguntar ao Marcos se ele quer brincar com você. 3) Vamos ver se as outras crianças querem jogar bola. 4) E se jogarmos você e eu?

Encontrem soluções diferentes, escolham uma e testem. O importante não é o resultado, mas como você ensina seu filho a enfrentar um problema ou desafio. Usar uma linguagem realista, encontrar soluções concretas e testá-las fará com que ele se sinta mais confiante e competente, expandindo e mudando sua maneira de pensar. Isso estimulará suas habilidades de julgamento, planejamento, antecipação e flexibilidade mental quando confrontado com um problema.

É importante que você dê ao seu filho muitas oportunidades para praticar a solução de problemas. Imagine diferentes cenários desafiadores que podem surgir em casa. De acordo com o nível de desenvolvimento do seu filho, certifique-se de que existe uma solução viável disponível. Com prática e tempo, você vai ensiná-lo a resolver as coisas sozinho.

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!

1 comentário em “Ensinando meu filho a solucionar problemas por conta própria”

  1. Pingback: Método Andaime: desenvolva seu filho através da brincadeira - Kinedu Blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *