“Música dá alma ao universo, asas à mente, fuga à imaginação e vida a tudo.” -Platão

Pesquisas recentes usando fMRI (imagem por ressonância magnética funcional) e PET scan (técnica de tomografia) descobriram que ouvir música ilumina várias áreas do cérebro enquanto o som é processado, e tudo isso acontece em questão de segundos. Outras pesquisas revelaram que tocar música leva o cérebro um passo adiante, exercitando o cérebro como um todo. Ensinar bebês ou crianças pequenas a tocar instrumentos formalmente não é adequado para seu desenvolvimento, mas isso não significa que eles não possam se envolver com a música ou desfrutar de seus benefícios. Pelo contrário – ouvir pessoas cantando, produzir sons com brinquedos ou objetos do cotidiano e dançar com os pais são atividades maravilhosas para o desenvolvimento do cérebro do seu filho.

Durante os três primeiros anos de vida dele, as conexões neurais se formam mais rapidamente. A exposição à música na primeira infância estimula e ajuda a desenvolver muitas habilidades, incluindo o desenvolvimento da fala, a audição, a coordenação, o desenvolvimento emocional e até as habilidades sociais. Abaixo estão alguns dos benefícios da música para o desenvolvimento e o crescimento do seu filho, e algumas atividades para você experimentar em casa.

  • A música fortalece os laços afetivos: Seu bebê ama sua voz, por isso, cantar para ele é uma ótima maneira de desenvolver um apego seguro por meio do “jogo de ação e reação”. Incorpore os sons que o seu filho faz em uma música, e interaja com ele. Se seu filho for mais velho, continue a cantar e a incorpore algum instrumento de brinquedo, ou bata em panelas e frigideiras para produzir sons com ele.
  • A música diminui a angústia: Um estudo recente revelou que cantar para o seu bebê, em vez de falar, diminui a angústia dele. Os pesquisadores acreditam que o uso do canto dirigido ao bebê é benéfico devido ao ritmo previsível, à organização métrica e ao ritmo, que ajudam a promover o entretenimento, a escuta preditiva e as expectativas para os eventos subsequentes. Além disso, o ritmo encontrado no canto e na música afeta a estimulação vestibular e, quando o canto e a dança se unem, eles funcionam como reguladores emocionais potentes.
  • A música ensina habilidades sociais: Brincar com instrumentos caseiros ou de brinquedo requer que seu filho pequeno desenvolva habilidades de escuta e revezamento para criar um som harmonioso e agradável. Com a ajuda de cuidadores atenciosos, fazer música ajudará a construir a base para o desenvolvimento das funções executivas.
  • A música permite a expressão artística e a criatividade: Brincar com itens musicais ajuda  seu filho a usar a criatividade, expressar suas emoções livremente e desenvolver seus sentidos enquanto descobre novas maneiras de produzir sons.
  • A música ajuda os bebês a se sentirem seguros: O uso de músicas repetitivas e específicas durante a rotina do bebê o ajuda a identificar o que vem a seguir, tornando seu dia previsível e, por isso, livre de estresse.
  • A música ajuda a desenvolver a linguagem: O canto ilumina as áreas de linguagem do cérebro quando as palavras da letra da música são identificadas. Além disso, graças ao padrão repetitivo das músicas, ouvir as palavras repetidamente reforça a aquisição de vocabulário.
  • Ambientes musicais estimulam habilidades musicais: Quando bebês e crianças pequenas são expostos à música desde cedo, eles desenvolvem habilidades como cantar no tom ou dançar no ritmo certo.
  • A música é uma brincadeira: Ouvir música, dançar e cantar não devem ser tarefas, mas maneiras livres e divertidas de desenvolver habilidades como a linguagem e a coordenação motora. Durante os primeiros anos de desenvolvimento, as habilidades musicais estão apenas florescendo. Esse período de crescimento é o melhor momento para explorar a espontaneidade musical do seu filho, enquanto incentiva suas inclinações naturais para cantar, dançar e brincar com os sons.

O que você pode fazer em casa?

banner kinedu desenvolvimento
  • Dance com o seu bebê enquanto canta e use palavras específicas para os diferentes movimentos para desenvolver a linguagem, o ritmo e o equilíbrio. Coloque o seu bebê no colo e mova-se pela sala com um ritmo específico, ou dance na frente de um espelho com o seu filho para ensinar autoconsciência, passar um tempo de qualidade com ele e estimular suas habilidades musicais.
  • Ensine seu filho a usar o corpo dele como um instrumento musical, batendo palmas e batendo os pés no chão, e a usar os objetos do cotidiano para criar sons e aprender sobre causa e efeito. Nota: se o seu filho é um bebê, você pode bater suavemente nas costas dele durante a música, proporcionando um toque suave e ensinando-lhe sobre ritmo.
  • Ensine ao seu filho canções que incluam ações específicas a serem feitas e mostre a ele como dançar. Mover-se de acordo com a música o ensinará sobre coordenação, consciência corporal e ritmo.
  • Brinque de estátua com o seu bebê: coloque uma música para tocar e dance com ele. Quando a música parar, ele deve “congelar”, virando uma estátua! Quando a música começar novamente, ele poderá se movimentar. Isso é ótimo para promover as funções executivas.
  • Cante para seu filho durante o banho, na hora de dormir ou durante qualquer outra atividade, para proporcionar a ele uma experiência relaxante e, ao mesmo tempo, enfatizar a previsibilidade.
  • Façam música juntos. Use o Kinedu para estimular as habilidades musicais do seu bebê. Faça a seguinte atividade com o seu filho e não deixe de conferir outras atividades que promovam o desenvolvimento musical.

Para saber mais, não deixe de conferir: