X
X
falando com brinquedos

Linguagem e brincadeira: falando com brinquedos

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

No blog, já mencionamos a importância da brincadeira. Hoje falaremos sobre novas pesquisas que analisaram a importante relação entre a brincadeira e a aquisição de linguagem.

Quando seu filho tiver entre 24 e 36 meses de idade, ele começará a formar frases simples e usar pronomes; Você irá ouvi-lo dizer várias frases que começam com “eu” e “você”. Neste artigo, vamos dar algumas dicas sobre como trabalhar um aspecto diferente da linguagem: o uso da terceira pessoa.

A Universidade de Illinois propôs recentemente uma técnica nova para melhorar o uso da linguagem das crianças usando brinquedos. Eles a chamaram de “toy talk” ou conversa com brinquedos. Basicamente, trata-se de modelar a fala por meio da brincadeira. Esta intervenção é dividida em duas estratégias: nomear os brinquedos e, em seguida, falar sobre eles. Então, a primeira coisa que precisa ser feita é dar nome ao objeto. Por exemplo, digamos que seu filho escolhe um ursinho de pelúcia que ele ama muito e o chama de “Teddy”. O que podemos fazer com Teddy?

Brincar de faz de conta: já falamos sobre a brincadeira de faz de conta e sobre o valor da imaginação. Neste caso, Teddy fará parte da brincadeira de faz de conta. Você pode brincar no quarto do seu filho e fingir que vocês estão em um chá da tarde, no qual conversam sobre o que Teddy gosta ou não gosta. Primeiro, ensine ao seu filho como usar a terceira pessoa, por exemplo, “Teddy está usando a xícara mais bonita”. Em seguida, faça perguntas para iniciar a conversa, como “Teddy está com sede?”. Dessa forma, ele terá a oportunidade de usar a terceira pessoa por conta própria. Essa brincadeira incentivará seu filho a usar a imaginação e desenvolver a empatia.

X
banner kinedu desenvolvimento

Brincar de construir: este tipo de brincadeira envolve atividades nas quais estruturas são construídas ou empilhadas. Sente-se ao lado do seu filho e fale sobre o que ele está construindo. Ajude-o, descrevendo as ações que ele está fazendo. Em seguida, faça suas perguntas, de modo a incentivá-lo a usar a terceira pessoa para se referir à sua construção. Para tornar a brincadeira mais divertida, vocês podem incluir um brinquedo – por exemplo, Teddy – e lhe perguntar coisas sobre a construção.
Brinquedos e rotinas: inclua o brinquedo favorito do seu filho em suas rotinas. Por exemplo, se Teddy acompanhar vocês durante o banho, pergunte ao seu filho sobre seu ursinho e os passos que ele deve seguir para tomar banho. Isso também irá lhe ajudar a estabelecer rotinas diárias e modelar e praticar as habilidades linguísticas do seu filho.

Livros: não basta lê-los; olhem para as imagens e peça para o seu filho apontar as coisas e depois descrevê-las usando a terceira pessoa. Por exemplo, diga “A bailarina saltou muito alto! Você está vendo?” ou até mesmo criem uma história em que vocês são personagens. Assim como nas outras atividades, modele o uso da terceira pessoa e, em seguida, deixe seu filho tentar!

Incluir o brinquedo favorito do seu filho nas experiências de aprendizagem fará a diferença! Não hesite em fazer isso. Se precisar de opções de brinquedos, alguns especialistas em linguagem recomendam usar quebra-cabeças, ímãs, fantasias ou qualquer tipo de veículo para trabalhar habilidades linguísticas. Tenho certeza que vai dar o que falar!

Você pode usar a “conversa com brinquedos” em todos os tipos de atividades! Para que seja mais eficaz, considere os gostos e interesses do seu filho. Deixe-o escolher o brinquedo e siga o fluxo. O mais importante é que vocês se divirtam. Com o tempo, você irá usar a estratégia de conversa com brinquedos sem nem perceber que está fazendo isso!

Para saber mais sobre a técnica da Universidad de Illinois, acesse este link, em inglês.

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

bilinguismo

O bilinguismo e o cérebro

Muitos pais conhecem os benefícios que o aprendizado de mais de um idioma pode ter no futuro de uma criança.

Deixe seu comentário!

2 comentários em “Linguagem e brincadeira: falando com brinquedos”

  1. Pingback: Coordenação motora grossa: perguntas e respostas - Kinedu Blog

  2. Pingback: Brincadeiras na educação infantil: saiba como planejá-las! - Kinedu Blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *