X
X
mãos fechadas

Por que meu bebê fica com as mãos fechadas?

6min

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

Muitos pais se preocupam ao ver as mãos do bebê fechadas, mas saiba que é algo natural dos recém-nascidos. Gradualmente, eles ampliarão os movimentos.

É incrível a rapidez com que os bebês aprendem e conseguem fazer coisas novas! Com relação ao desenvolvimento motor, você verá que o seu filho atingirá alguns marcos durante os primeiros meses de vida. Durante esse período, uma das dúvidas mais comuns costuma estar relacionada às mãos do bebê, que ficam sempre fechadas. É normal isso?

Para esclarecer essa questão que preocupa muitos pais, trouxemos um post repleto de informações. Nele, falamos um pouco sobre os reflexos do recém-nascido e como é importante observá-los no dia a dia. Quer entender mais sobre o assunto? Então, continue a leitura. Vamos lá?

Por que as mãos do bebê ficam fechadas?

Se você é mãe ou pai de um bebê que tem apenas alguns meses de idade, pode ter notado que ele mantém as mãos fechadas. Algumas pessoas ficam preocupadas com tal reação, mas saiba que não é preciso se afligir, pois trata-se de algo normal.

Isso acontece porque seu pequeno ainda se sente confortável para ficar em uma posição semelhante à que ele mantinha quando vivia dentro do útero, com os braços e as pernas perto do corpo e os punhos fechados. Nessa fase, seu bebê ainda não controla muitos de seus movimentos, pois não tem um sistema nervoso totalmente desenvolvido.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acompanhe o desenvolvimento do seu bebê!

A mobilidade das mãos e dos dedos requer uma função cerebral mais complexa, que leva um certo tempo para ser desenvolvida. Esse processo pode ocorrer em idades distintas, mas a maioria dos bebês começa a abrir as mãos por volta das 8 semanas.

Há, ainda, outras razões pelas quais o seu filho pode fechar as mãos, mesmo após os 2 meses de vida. Veja algumas delas.

Reflexo de preensão

Já percebeu que, ao acariciar a palma da mão do bebê, ele imediatamente segura o seu dedo, como uma reação automática? Pois isso nada mais é que um reflexo de preensão. Ele ocorrerá desde o nascimento até o quinto ou sexto mês de vida do seu filho.

Após isso, o bebê controlará progressivamente a atividade de suas mãos. É incrível o quão forte ele é, mesmo sendo tão pequeno!

Sinal de fome e de estresse

Os pequenos utilizam os gestos como parte de sua comunicação diária, para transmitir seus sentimentos. Após os 2 meses, quando o bebê já começa a relaxar a palma das mãos, vê-lo com os punhos cerrados pode ser sinal de fome.

Nesse caso, experimente alimentá-lo e observe que, à medida que a fome passa, as mãos do bebê começam a ficar mais relaxadas. Isso quer dizer que ele já está satisfeito e alimentado.

O desenvolvimento dos movimentos das mãos do bebê

Assim como todo o desenvolvimento do bebê, a capacidade de ele de abrir as palmas das mãos será gradual. Quando o segundo mês chegar, você verá que os movimentos do seu filho começarão a ficar mais fluidos, menos abruptos.

Isso acontecerá porque o sistema nervoso do bebê terá amadurecido mais um pouco. Embora a mobilidade de seus dedos ainda seja limitada, fazendo com que fique com os punhos fechados, ele começará a mover os braços na frente do corpo.

X
banner kinedu desenvolvimento

Ele fará isso quando se sentir animado e poderá até colocar as mãos na boca para chupá-las. Será emocionante ver todas as conquistas do seu filho!

Quando atingir o terceiro mês de vida, o bebê poderá tentar pegar objetos intencionalmente. Às vezes ele não conseguirá segurá-los, o que pode deixá-lo frustrado. Se você colocar um objeto pendurado, ele tentará pegá-lo e, quando você menos esperar, terá melhor controle das mãos para pegar objetos e sacudir brinquedos.

Embora o reflexo de preensão ainda vá demorar um pouco para desaparecer completamente e se tornar um movimento totalmente intencional, nessa fase, seu filho permanecerá menos tempo com as mãos fechadas.

O potencial dos estímulos para a movimentação das mãos do bebê

Quando você perceber que seu bebê está começando a demonstrar esses avanços, aproveite a oportunidade para interagir com ele. É por meio da brincadeira que diversas capacidades são desenvolvidas nos pequenos. Afinal, além de representar um momento de interação familiar, é uma oportunidade de aprendizado.

Estimulando o reflexo

Sabia que dar o dedo para o bebê pegar já é uma maneira de trabalhar os movimentos das mãos dele? Pois é! Estimular o reflexo de preensão é bem interessante. Para isso, abra gentilmente a mãozinha do seu filho e deixe que ele a feche em torno do seu dedo.

Delicadamente, tente retirar o seu dedo e perceba que o bebê apertará com mais força. Repita a brincadeira em ambas as mãos, sempre conversando, cantando e sorrindo para o pequeno durante o processo.

Pegando objetos

Você pode pendurar brinquedos pequenos que chamem a atenção do seu bebê para incentivá-lo a mover os dedos. Quando ele conseguir abrir as palmas das mãos, ofereça objetos que ele seja capaz de segurar. Não se esqueça de comemorar com o seu filho todas as conquistas que forem surgindo!

Os principais tipos de reflexos dos bebês

Os recém-nascidos chegam ao mundo com uma série de reflexos de sobrevivência, e são mais capazes do que parecem. Alguns desses reflexos desaparecem com o tempo, enquanto outros se tornam voluntários e direcionados. Como vimos, ficar com as mãos fechadas também pode ser um deles: o de preensão.

Outros reflexos que podem ser observados desde o nascimento incluem:

  • reflexo de Moro, que é uma reação ao susto;
  • movimento das pernas simulando passos quando o seu bebê sentir uma superfície firme sob os pés;
  • movimento do pescoço para procurar o mamilo ou a mamadeira;
  • movimento de juntar os dedos quando você toca as solas dos pés do seu bebê.

O momento de procurar ajuda profissional

Como vimos, as mãos do bebê ficarem fechadas é algo natural do recém-nascido e está relacionado à imaturidade do sistema nervoso, que ainda não está completamente desenvolvido para coordenar movimentos mais complexos, como os das mãos e dos dedos.

Além disso, pode significar a expressão de alguns sentimentos do bebê, como a fome e o estresse. Entretanto, se o seu filho tem mais de 3 meses e tende a permanecer com as mãos fechadas mesmo quando está bem alimentado e tranquilo, é interessante consultar o pediatra para fazer uma avaliação.

Lembre-se de que cada bebê tem seu próprio ritmo de desenvolvimento e nem todos apresentam ou perdem os reflexos ao mesmo tempo. Também tenha em mente que o seu pediatra vai verificar a presença de todos os sinais na primeira consulta.

Ainda assim, se você ficar com alguma dúvida sobre isso, não hesite em consultar um profissional para tirar dúvidas sobre os movimentos da mão do bebê e outras ocorrências envolvendo o seu filho.

No aplicativo do Kinedu, você encontrará muitos artigos sobre os reflexos primitivos e atividades para verificar a presença deles no seu bebê. Clique aqui para baixar o app gratuitamente agora mesmo.

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

bilinguismo

O bilinguismo e o cérebro

Muitos pais conhecem os benefícios que o aprendizado de mais de um idioma pode ter no futuro de uma criança.

Deixe seu comentário!

14 comentários em “Por que meu bebê fica com as mãos fechadas?”

  1. Cláudia Pinto de Carvalho

    Eu estou fazendo o teste de 7 dias e estou gostando. Mas infelizmente tem muita coisas fechada que não tem como avaliar o programa, como por enquanto os gráficos de evolução. Não tem como realmente conhecer o programa com tudo cadeado.

    1. Olá, Cláudia. Ficamos felizes em saber que você está gostando do Kinedu!
      Sobre o seu acesso: no teste de 7 dias grátis, você tem a permissão de assinante, ou seja, o acesso às ferramentas do aplicativo é ilimitado por 7 dias. Nenhuma ferramenta fica bloqueada. Se você não está conseguindo acessar alguma parte do app, é possível que esteja na versão gratuita – em outras palavras, que não tenha iniciado o teste de 7 dias.
      Na versão gratuita, que pode ser usada por tempo indeterminado, você recebe três novas atividades por semana, criadas com base na idade do seu bebê.
      Se tiver qualquer dúvida, fique à vontade para escrever pra gente no e-mail ola@kinedu.com. Ficaremos felizes em poder lhe ajudar! 💖👶😄

  2. Meu BB tem 5 dias hoje, mas ele não fica com as mãos fechadas desde que nasceu na terça feira e já brinca com os bracinhos e põe na boca … to achando tão rápido acha ??

    1. Olá, Jomael! Os bebês tendem a ficar com as mãozinhas fechadas nos primeiros meses porque essa é a posição em que eles ficavam no útero. À medida que o sistema nervoso do seu filho começar a amadurecer, ele ficará mais tempo com a mãozinha aberta. Algo que você pode fazer em casa para checar se está tudo OK com o sistema nervoso do seu bebê é testar o reflexo de preensão: coloque o seu dedo limpo na palma da mão dele e observe se ele segura o seu dedo. Caso ele não segure, o melhor a fazer é conversar com o seu pediatra. Aqui neste artigo, falamos mais sobre os reflexos do recém-nascido, esperamos que te ajude! 👶❤️

    1. Olá Izabel! Tudo depende da idade do seu bebê! Manter as mãos fechadas é um reflexo do recém-nascido que desaparece por volta dos 5-6 meses de idade! A capacidade de abrir as mãos se desenvolve progressivamente. A evolução do reflexo de preensão de uma resposta automática para um ato voluntário provavelmente ocorrerá entre 3 e 5 meses de idade. Seu bebê relaxará as mãos e passará menos tempo com os punhos cerrados. Quando vir que seu bebê começa a abrir um pouco mais as mãos, aproveite e brinque com ela! Você pode pendurar brinquedos atraentes sobre seu bebê para motivá-la a mover as mãos. Quando ela puder abrir as palmas das mãos, dê-lhe coisas para segurar. Lembre-se de comemorar cada conquista! Se seu bebê passa o dia todo com os punhos cerrados, recomendamos que você converse com seu médico. Obrigada por entrar em contato, espero ter ajudado 😊

  3. Pingback: Primeiro mês do bebê: o que esperar - Kinedu Blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *