Durante as primeiras semanas de vida do seu bebê, grande parte de sua atividade é reflexiva, já que ele possui um controle limitado sobre seu corpo. Para compensar essa falta de controle, a Mãe Natureza se certificou de que os bebês nasceriam com um conjunto de mecanismos de sobrevivência que os protegeriam de possíveis perigos. Por essa razão, embora seu filho seja muito dependente dos pais, ele não é completamente indefeso.

Os reflexos desaparecem nos primeiros meses (ou no primeiro ano) de vida dos bebês, quando eles já não precisam mais deles. Alguns até se tornam ações voluntárias quando o seu filho começa a ganhar controle sobre o corpo. Esses mecanismos naturais geralmente possuem uma duração curta, mas são muito importantes. Por esse motivo, é fundamental certificar-se de que seu filho tenha todas as suas reações primitivas presentes, já que elas indicam que o cérebro e o sistema nervoso estão funcionando corretamente. Você pode verificar os reflexos do seu bebê em casa, mas saiba que o pediatra verificará todos os reflexos do seu filho durante o primeiro check-up.

Powered by Rock Convert

Para saber mais sobre essas ações ou movimentos fascinantes e involuntários, veja abaixo nossa lista com os reflexos mais comuns:

  • Reflexo de Moro: Este reflexo também é conhecido como o reflexo do susto, que ocorre quando um bebê é surpreendido por um barulho alto ou um movimento inesperado. Em resposta ao som ou à ação, você verá seu bebê jogar a cabeça para trás, esticar os braços e as pernas e, finalmente, encolher os braços e as pernas contra o peito. Seu bebê pode chorar durante esse acontecimento ou até se assustar com seu próprio choro. Esse reflexo é conhecido por acordar os bebês assim que você os deita, mas não se preocupe – geralmente, ele desaparece por volta dos dois meses de idade.
  • Reflexo de busca: Este reflexo ocorre quando o canto dos lábios do seu bebê é tocado ou acariciado. Quando isso acontece, ele abre a boca e vira a cabeça, buscando a direção do toque. Esse movimento ajuda o seu bebê a encontrar o peito ou a mamadeira para começar a mamar. Durante os primeiros dias de vida, seu bebê irá se movimentar de um lado para o outro e, finalmente, virar a cabeça em direção ao mamilo. Mas, depois de três semanas, ele conseguirá posicionar a cabeça para mamar sem dificuldade. Esse reflexo dura cerca de quatro meses.
  • Reflexo de sucção: Esta ação de sobrevivência está presente antes mesmo de o seu bebê nascer. Se você teve sorte, pode ter visto o seu filho chupando o dedo durante uma ultrassonografia a partir da 36ª semana de gestação – quando esse reflexo está totalmente desenvolvido. O reflexo de sucção é crucial para a ingestão do leite. Quando o mamilo ou o bico da mamadeira tocam o céu da boca do seu bebê, ele começa a sugar. Se não fosse por essa ação automática, seu filho não seria capaz de ingerir o alimento necessário para ele crescer e se desenvolver. Mas, embora seja instintiva, a coordenação desses movimentos rítmicos é complicada. Alguns bebês podem ter dificuldade para sugar no início, mas, com a prática, eles irão aprender a dominar essa habilidade.
  • Reflexo tônico cervical: Essa reação automática também é conhecida como reflexo do esgrimista ou do espadachim, por causa da posição do bebê. É assim: seu bebê vira a cabeça para um lado, estica o braço do mesmo lado e dobra o braço oposto. É uma reação muito sutil, e não aparecerá se o seu bebê estiver chorando ou incomodado. Essa postura deverá desaparecer por volta dos cinco a sete meses de idade.
  • Reflexo de preensão: Se você acariciar a palma da mão do seu bebê, ele automaticamente fechará a mão e apertará os seus dedos com firmeza. Com o tempo, essa reação automática se tornará uma ação voluntária, mas, por enquanto, aproveite esse aperto firme da mão do seu bebê ao redor do seu dedo. Esse reflexo desaparecerá por volta dos cinco a seis meses de idade.
  • Reflexo de marcha: Quando seu bebê é segurado pelas axilas e suas pernas tocam uma superfície plana, ele imediatamente coloca um pé na frente do outro, como se estivesse andando. É fascinante ver seu bebê “andando”, mas certifique-se de segurá-lo pelas axilas adequadamente, e tenha cuidado ao sustentar a cabeça dele. Esse reflexo desaparecerá quando o seu filho tiver aproximadamente dois meses – mas a ação logo ressurgirá como um comportamento voluntário, quando ele aprender a andar.
  • Reflexo de Babinski: Esse reflexo aparece quando a sola do pé do seu bebê é pressionada com firmeza, fazendo com que o dedão do pé movimente-se para cima, em direção ao peito do pé, enquanto os outros dedos se esticam. Esse reflexo é uma reação normal até os dois anos de idade, embora possa desaparecer por volta dos 12 meses.