A composição do leite materno é ideal para fornecer todos os nutrientes e outras substâncias importantes para a boa saúde e o desenvolvimento do bebê.

Sabemos que amamentar no peito é importante para assegurar a saúde do bebê. Não é à toa que a prática deve ser exclusiva até os 6 meses da criança. Mas você sabe qual é a composição do leite materno que faz com ele seja um alimento tão completo para os pequenos?

A verdade é que o líquido pode até mudar a sua constituição de acordo com as necessidades do bebê e o passar do tempo. Quer entender como isso funciona? Então, continue a leitura, pois separamos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Qual é a composição do leite materno?

O leite materno é considerado mais que nutrição e hidratação para os bebês. Isso porque também oferece substâncias capazes de fortalecer o sistema imunológico, favorecer o bom funcionamento do organismo e melhorar o desenvolvimento infantil.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acesse +2.200 atividades e artigos sobre amamentação e desenvolvimento infantil!

Além de carboidratos, proteínas e gorduras em quantidades ideais para suprir as necessidades nutricionais do seu filho, a composição do leite materno inclui:

  • células vivas, como glóbulos brancos, que estimulam o sistema imune, e células-tronco, que ajudam no desenvolvimento dos órgãos;
  • aminoácidos que podem ajudar a induzir o sono;
  • açúcares complexos que atuam como prebióticos e fortalecem a flora intestinal, favorecendo a defesa do organismo;
  • enzimas que auxiliam na digestão do bebê e na absorção de ferro;
  • hormônios que ajudam na regulação do sono e do apetite do bebê;
  • vitaminas e minerais que desempenham diversas funções no bom funcionamento e desenvolvimento do organismo;
  • anticorpos que protegem o bebê contra infecções;
  • ácidos graxos de cadeia longa que são essenciais para a saúde e o desenvolvimento do sistema nervoso.

Essas são apenas algumas das substâncias mais importantes do leite materno. Para você ter uma ideia, ainda existem compostos a serem descobertos pelos cientistas. Não podemos falar em quantidades de ingredientes, já que, a cada fase do bebê, a composição do leite materno fica diferente.

Quais são os tipos de leite materno?

Você sabia que existem 3 tipos de leite materno? Cada um equivale a uma época do desenvolvimento do bebê. O que diferencia um do outro é a composição, que varia bastante para atender às demandas nutricionais do recém-nascido. Veja.

banner kinedu alimentação bebêPowered by Rock Convert

Colostro

É o primeiro leite que desce após o nascimento do bebê. Ele tem consistência mais grossa e pegajosa, com uma coloração amarelada ou alaranjada. Além disso, é riquíssimo em anticorpos e glóbulos brancos que protegem o recém-nascido de infecções.

Leite de transição

A partir do quinto dia após o parto, o leite passa para a fase de transição, quando aumenta consideravelmente de volume, mudando a aparência e composição. Ele é mais cremoso e contém mais gordura, calorias e lactose para fornecer ainda mais nutrientes para o crescimento do recém-nascido. Esse leite é produzido até o décimo quarto dia.

Leite maduro

A partir da quarta semana, o leite materno está completamente maduro. Ele contém proteínas, carboidratos, vitaminas, minerais e gorduras, além daquelas substâncias essenciais para o desenvolvimento do bebê, como hormônios, células vivas e enzimas.

Clique AQUI e baixe GRÁTIS o Kinedu para iPhone ou Android!

O leite maduro permanece com a composição estável até certo ponto, pois alterações na saúde da mamãe e do bebê podem fazer com que ele mude de estrutura. Por exemplo, se a mãe fica doente, logo o seu leite fica mais ricos em anticorpos.

Após os 6 meses, o leite materno ainda sustenta?

É comum a ideia de que o leite materno fica “fraco” com o passar do tempo, mas isso não é verdade. O que acontece é que as necessidades nutricionais do bebê aumentam, e é preciso supri-las por meio dos alimentos sólidos também.

Lembrando que o aleitamento materno é a principal fonte de nutrientes da criança até o primeiro ano de vida, quando passa a ser complemento até os 2 anos ou mais.

Como você pôde ver, a composição do leite materno muda com o passar do tempo. Além de nutrientes essenciais para a nutrição, ele oferece substâncias importantes para o desenvolvimento, para a imunidade e para o bom funcionamento do organismo do bebê.

Tem um bebê e quer saber mais sobre amamentação e desenvolvimento infantil? Baixe GRÁTIS o app Kinedu e acesse +2.200 atividades e artigos para impulsionar o desenvolvimento do seu pequeno!