Se o seu filho tem estado irritado e com o sono agitado, é possível que ele esteja passando por um período de regressão do sono.

As “regressões do sono” fazem parte de uma teoria popular que estabelece que os bebês passam por fases de agitação e inquietação logo antes ou no meio de um pico de crescimento. Este conceito existe no campo da psicologia do desenvolvimento desde a década de 1940, mas ele se popularizou apenas em 1992, com a publicação do artigo do Dr. Plooij sobre o assunto. Sendo assim, os defensores dessa teoria afirmam que as regressões do sono são normais, geralmente duram de duas a seis semanas e ocorrem durante os três primeiros anos de vida. Durante esse período, você poderá observar mudanças nos hábitos do seu bebê, incluindo aumento de apetite, acordar com frequência à noite, tirar cochilos mais curtos ou não querer dormir. Por causa da falta de sono, seu bebê pode ficar agitado, chorar com mais frequência ou se apegar à mãe ou ao pai. 

Porém, ainda não existe um consenso exato de quando e ou por que essas regressões ocorrem. Por um lado, alguns especialistas afirmam que os dados coletados por Dr. Plooij em sua pesquisa não são suficientes para chegar a uma conclusão definitiva. Por outro lado, psicólogos do Hospital Infantil da Filadélfia e do Centro de Pesquisa de Medicina do Sono do Hospital St. Luke, em Chesterfield, concordam que a questão mais importante sobre o assunto não é quando as regressões ocorrem, mas o que fazer a respeito delas. Vale a pena ressaltar que nem todos os bebês têm regressões do sono, visto que o desenvolvimento é diferente para cada criança. Sendo assim, aqui você encontrará algumas dicas para seguir, caso acredite que seu pequeno esteja passando por essa fase:

4 meses

Durante esse período, o bebê envolve-se mais com o mundo ao seu redor. Você poderá observar que o seu filho se movimentará mais, será mais curioso e irá adorar brincar com adultos. Os ciclos de sono dele também começarão a mudar. Não haverá mais aquele sono reparador e profundo; seu bebê irá intercalar ciclos de sono ativo e sono profundo como um adulto. Bebês podem se assustar ao entrar em um estágio ativo do sono e, como não sabem voltar a dormir sozinhos, podem começar a chorar. Apesar de o sono interrompido ser apropriado para o desenvolvimento nessa idade, existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar o seu filho:

  • Ajude o seu pequeno a adormecer proporcionando a ele uma sensação relaxante – por exemplo, ninando-o em seu colo. Evite usar mamadeira para confortá-lo, pois ela pode causar cáries e aumentar o risco de infecções no ouvido.
  • Dê muita atenção ao seu bebê quando ele estiver acordado.
  • Adote uma rotina do sono e seja consistente. Por exemplo, você pode dar um banho quente no seu filho, ler uma historinha para ele, cantar uma canção de ninar ou fazer uma massagem. Escolha duas ou três atividades e faça-as todos os dias na mesma ordem e no mesmo horário, para que o seu bebê comece a associá-las ao momento de dormir.
  • Observe os sinais de cansaço do seu bebê. Isso lhe dará a oportunidade de colocá-lo para dormir no momento certo, antes que ele comece a ficar irritado.

6 meses

Nessa fase, seu pequeno provavelmente aprenderá a rolar, sentar e brincar com objetos. Ele poderá começar a ter preferência por certas pessoas e pedir colo. Pouco a pouco, seu bebê está conquistando algumas habilidades e se preparando para desenvolver novas, como engatinhar e fazer o movimento de pinça. Quando a conquista desses marcos está próxima, é comum observar mudanças comportamentais. Afinal, há muito o que aprender. Quem tem tempo para dormir? Todo esse crescimento poderá deixar seu bebê faminto e agitado; portanto, tente evitar colocá-lo dormir quando ele estiver muito cansado. Observe sinais como: esfregar os olhos, bocejar, demonstrar distração ou desinteresse.

9 meses

Esse é um momento muito emocionante! Por volta dos 9 meses, as crianças começam a experimentar diferentes tipos de alimentos, a ficar de pé, engatinhar e procurar brinquedos. É importante que você ensine o seu filho como se sentar, para o caso de ele acordar, ficar de pé e não saber como voltar a deitar. Ajude seu bebê a praticar dobrar os joelhos e tente seguir ao máximo sua rotina do sono. Lembre-se de que essa fase é temporária: beijos e abraços irão ajudar muito!

12 meses

Seu bebê está crescendo! Você provavelmente o verá agachar e escalar as coisas nessa fase. Como está se movimentando mais, pode ser que ele resista a tirar cochilos. Ainda que, muito em breve, seu filho já não precise dormir tanto, por enquanto, ele ainda precisará tirar três horas de cochilos por dia.

15 meses

Durante esse período, alguns bebês começam a aprender a andar. A emoção dos primeiros passos pode significar uma resistência a querer dormir. Mas a hora da soneca ainda é importante! Tente preparar o clima para o seu filho dormir com atividades tranquilas, como um banho ou uma canção de ninar. Seja flexível e responda às necessidades dele. Em alguns dias, seu bebê irá tirar um cochilo por dia; em outros, dois. Seu apoio e responsividade o ajudarão a regular os ciclos do sono e as emoções.

banner kinedu sonoPowered by Rock Convert

18 meses

Nessa fase, seu filho alcançará marcos do desenvolvimento empolgantes, como aprender a usar uma colher para comer. Ele vai adorar correr, e você verá que ele se tornará mais ativo e engajado nas brincadeiras. Se o seu filho já passou por uma regressão do sono antes, será fácil reconhecer os sinais: resistência ao sono, mudança no apetite, agitação e cansaço. Apesar de uma mudança nos hábitos de sono, seu bebê ainda precisa de 13 a 14 horas de sono por dia. Nessa fase, as crianças costumam dormir por cerca de 11 horas à noite e cochilar de 2 a 3 horas por dia. É importante que você continue incentivando os cochilos.

2 anos

As coisas estão mudando. Seu filho agora precisa apenas de duas horas de sono durante o dia e de 11 a 12 horas de sono à noite. É sabido que as crianças de dois anos costumar testar limites, e a resistência aos cochilos é comum. Essa é também a fase do desfralde, que trará seu próprio conjunto de desafios. Lembre-se de que a consistência é o segredo; continue tentando proporcionar um horário de sono regular para o seu filho, independentemente das mudanças pelas quais vocês estejam passando.

3 anos

Se o seu filho começou a desfraldar, é possível que ele ainda faça xixi na cama de vez em quando. É importante fazer visitas frequentes ao banheiro durante o dia e ajudá-lo a se acostumar a usar roupas íntimas. Lembre-se de fazer da ida ao banheiro parte da rotina do sono! Nessa idade, a imaginação do seu filho está correndo solta, e ele poderá começar a ter pesadelos ou se assustar logo antes de ir para a cama. Isso é normal. Assim como os adultos, as crianças trabalham experiências e sentimentos confusos durante o sono. Tente ajudar o seu pequeno a entender os próprios medos falando sobre eles durante o dia. Lembre-se de que uma rotina do sono consistente fará com que o seu filho se sinta seguro.

A regressão do sono requer muita paciência, amor e segurança. Felizmente, essas fases não costumam durar mais do que 6 semanas e, como a maioria das transições, elas passam! Também recomendamos consultar o seu pediatra se você tiver preocupações ou perguntas específicas sobre esse assunto.

Para descobrir atividades que ajudem na hora de dormir, consulte o nosso Catálogo.


Sofía Martínez é psicóloga especializada em Desenvolvimento na Primeira Infância. É instrutora certificada de yoga de meditação, e gosta de compartilhar estas técnicas com crianças e adultos. Sofía passou algum tempo trabalhando com crianças para estudar seu desenvolvimento normal, e também trabalhou com crianças com necessidades especiais para entender a individualidade de seu desenvolvimento. Ela deseja continuar estudando a primeira infância, para que o Kinedu possa escalar seu modelo para famílias de todo o mundo.