Durante um salto de desenvolvimento, o seu bebê aprende novas habilidades cognitivas, sociais, sensoriais ou motoras de forma intensa, o que pode deixá-lo mais agitado.

Você sabia que os conceitos saltos de desenvolvimento e picos de crescimento, às vezes, se confundem e podem deixar os pais apreensivos? Afinal, crescer — física e mentalmente — é algo que exige bastante do seu bebê e pode deixar a rotina da casa movimentada.

Dessa forma, alguns sinais, como mais choro que o normal, dificuldade para dormir e alterações no apetite, são comuns nessas fases. Mas como reconhecê-las para poder amparar o seu filho da melhor forma?

É exatamente sobre isso que falaremos neste post! Acompanhe e descubra o que é um salto de desenvolvimento, sua diferença em relação aos picos de crescimento e como lidar com esses momentos.

Salto de desenvolvimento versus pico de crescimento 

Apesar de se referirem ao crescimento dos bebês, esses conceitos não são a mesma coisa e requerem cuidados diferentes. Confira o significado de cada um deles!

Salto de desenvolvimento

O salto de desenvolvimento se refere ao aprendizado do seu bebê de novas habilidades cognitivas, linguísticas, sociais, sensoriais e motoras. Por exemplo, aprender a rolar ou a falar serão marcos que ampliarão muito as possibilidades do seu filho, fazendo com que o cérebro dele fique a milhão!

No entanto, quando o salto ocorre, as crises de choro, aparentemente sem motivo, podem se tornar frequentes, assim como o número de despertares à noite. São muitas emoções e sensações novas de uma vez — para o seu bebê e para você, também.

Pico de crescimento

o pico de crescimento (que algumas pessoas chamam de pico de desenvolvimento) diz respeito ao crescimento físico e significa que o seu pequeno está “espichando”. É claro que os bebês não ficam maiores da noite para o dia, mas é comum que passem por um ganho de peso acelerado em alguns momentos.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acompanhe o desenvolvimento do seu bebê!

Nessas situações, o seu filho pode solicitar mais mamadas do que o normal, já que o corpo dele precisará de mais nutrientes e calorias. Isso faz com que a fome dele também aumente.

Quais são os saltos de desenvolvimento?

Embora esses saltos possam variar de bebê para bebê, são esperados nos seguintes momentos:

  • 5 semanas (1 mês);
  • 8 semanas (quase 2 meses);
  • 12 semanas (quase 3 meses);
  • 19 semanas (4 meses e meio);
  • 26 semanas (6 meses);
  • 30 semanas (7 meses);
  • 37 semanas (8 meses e meio);
  • 46 semanas (11 meses);
  • 55 semanas (quase 1 ano e 1 mês);
  • 64 semanas (quase 1 ano e 3 meses);
  • 75 semanas (1 ano e 5 meses).

Sinais que identificam um salto de desenvolvimento

Entre os sinais mais comuns de que o seu pequeno está passando por um salto de desenvolvimento, estão:

  • aumento dos despertares noturnos — empolgado com tantas descobertas, seu bebê pode ficar com o sono agitado e acordar mais vezes à noite ou durante as sonecas diurnas;
  • apego maior aos pais e cuidadores — seu bebê também pode ficar mais “dengoso”, seja com os pais, seja com os cuidadores;
  • choro sem motivo aparente — por outro lado, seu pequeno pode ficar confuso com tantas sensações novas e chorar com mais frequência, por não saber como reagir de outra forma;
  • dificuldades para dormir — seu bebê pode ficar muito determinado a treinar a nova habilidade, recusando-se a dormir ou passando por uma regressão do sono, que é quando deixa de ter hábitos de descanso que já estavam bem estabelecidos;
  • alterações no apetite — tudo isso pode levar o seu pequeno a solicitar mais mamadas, principalmente, pela necessidade de contato físico para acalmá-lo;
  • irritabilidade — pode ficar mais difícil acalmar seu bebê durante um salto de desenvolvimento, já que não se trata de um desconforto físico, como cólica ou fome, mas de uma maior movimentação mental.

Vale a pena reforçar que cada bebê é único, portanto, pode ser que não haja mudanças significativas de temperamento na sua casa.

Comportamentos positivos dos pais

Agora que você já entendeu melhor o que é o salto de desenvolvimento, vamos ao que mais importa: como os pais podem lidar com essa fase e ajudar o bebê a ultrapassá-la mais facilmente? Veja algumas dicas!

Dê conforto e afeto

Sabe aquela história de que “colo demais vai deixar o seu filho mimado?” No caso dos bebês, isso não é verdade. Especialmente em momentos delicados, como um salto de desenvolvimento, o seu pequeno pode ter mais necessidade de atenção e de contato físico. Logo, dar colo ajudará a confortá-lo.

Tente manter a rotina

Como a gente explicou, é esperado que o seu bebê acorde mais vezes à noite para “treinar” a nova habilidade que está sendo desenvolvida. Isso quer dizer que ele despertará repleto de energia, fazendo sons novos ou rolando no berço.

Nesses momentos, você pode sentir vontade de interagir, rir ou brincar com ele. No entanto, vale a pena se manter forte e tentar resistir para não fugir da rotina ainda mais do que já acontecerá em decorrência do salto.

Então, procure não acender as luzes e nem falar muito. Na medida do possível, mantenha a associação de que a noite é um momento para dormir. Isso ajudará a voltar ao ritmo normal da casa após o período do salto de desenvolvimento.

banner kinedu desenvolvimento

Fique de olho nos padrões, mas sem neuras

Você viu que colocamos as idades em que são esperados os saltos, não é? Pois bem, é importante acompanhar os marcos do desenvolvimento previstos para cada idade, principalmente, para saber o que esperar e se preparar melhor. No entanto, cada criança tem seu ritmo de desenvolvimento, e é saudável respeitar essa individualidade.

Proporcione os estímulos adequados

De olho nos marcos do desenvolvimento esperados para cada fase do seu bebê, você pode ajudá-lo a assimilar as novas habilidades. Se é o momento de começar a engatinhar, por exemplo, algumas brincadeiras e atividades de estímulo são bem-vindas para ajudar no equilíbrio, na flexibilidade e no desenvolvimento da coordenação motora grossa.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acesse +1.800 atividades criadas por especialistas em desenvolvimento infantil!

Conheça melhor cada salto do desenvolvimento

Conhecer cada fase do seu bebê é fundamental para compreender o salto pelo qual ele pode estar passando. Confira:

5 semanas (1 mês)

Nessa fase, a visão do bebê melhora e ele já vê padrões em branco e preto, se interessa pelo ambiente ao redor e segue brevemente objetos com os olhos. Além disso, ele sorri pela primeira vez ou o faz mais vezes do que antes.

8 semanas (quase 2 meses)

Aqui, seu bebê começa a distinguir sons, cheiros e sabores. Ele começa a tentar controlar suas mãos e pés. Nesse salto de desenvolvimento, o bebê consegue olhar para trás e virar a cabeça para ver algo interessante, além de emitir sons de forma consciente.

12 semanas (quase 3 meses)

Nessa fase, o bebê descobre mais nuances da vida. Agora, ele observa e mexe no rosto e no cabelo dos pais, além de notar que consegue gritar. Além disso, ele praticamente já consegue manter a cabeça erguida sozinho.

19 semanas (4 meses e meio)

Nesse salto de desenvolvimento, o bebê aparenta estar “impaciente”. Agora, ele chora mais e tem mudanças extremas de temperamento, e pede mais colo e atenção. Nessa fase, ele já consegue alcançar e pegar um objeto e colocá-lo na boca.

Ele também consegue virar de costas e ficar de barriga para baixo. Além disso, ele já é capaz de reconhecer seu nome. Esse é um dos saltos mais significativos. Os motivos são os já citados, e o fato de o bebê dormir menos.

26 semanas (6 meses)

Nessa fase, seu bebê deseja ter mais contato corporal enquanto brinca. Ele já coordena os movimentos de braços e pernas com o restante do seu corpinho. Além disso, ele já se senta sozinho e coloca objetos na boquinha.

É nesse momento do salto que ele começa a entender que os objetos podem ficar em cima, embaixo, dentro, fora, atrás e na frente. Ele também já se vira para trás para prestar atenção nas vozes e imita alguns sons. Além disso, ele já está maduro para começar a introdução alimentar.

30 semanas (7 meses)

Agora, o seu bebê se joga com todo o corpo para frente para alcançar objetos e bate um objeto no outro. É nessa fase que ele pode começar a engatinhar, a falar algumas sílabas, a compreender o significado de permanência do objeto, e consegue dar o famoso “tchauzinho” dos bebês.

37 semanas (8 meses e meio)

Nessa fase, o bebê explora as coisas de maneira mais metódica. Ele começa a entender que tudo pode ser classificado, por exemplo, ele sabe o que é um animal e o que é comida, seja ao vivo, seja em um livro. Além disso, ele usa os dedos para segurar objetos. É também nesse momento que seu bebê começará a falar palavrinhas como “mamá” e”papá” — que emoção!

46 semanas (quase 11 meses)

Após esse salto de desenvolvimento, o bebê consegue apontar para algo ou para uma pessoa atendendo a um pedido seu, começará a procurar alguma coisa que você escondeu e tentará tirar a própria roupa. Ele também se levantará por alguns segundos, executará mais movimentos e começará a entender instruções simples.

55 semanas (quase 13 meses)

Em geral, é nessa fase que o bebê já fica em pé se apoiando nas coisas e começa a andar, o que significa um grande salto. Além disso, ele fala mais palavras e rabisca com giz de cera, e começa a fazer várias atividades de uma criança de um ano.

64 semanas (quase 15 meses)

Nessa fase, seu bebê combina gestos e palavras para expressar o que quer, consegue comer com as mãos, coloca tampas nos devidos recipientes, imita as pessoas, aponta as partes do corpo quando é perguntado, usa colher, empurra os brinquedos e os puxa para si.

75 semanas (17 meses)

Agora, seu bebê usa aproximadamente seis palavras regularmente, brinca com jogos de imitação, dança, esconde brinquedos, joga bola, diferencia e separa brinquedos pelo formato, cor e tamanho. Além disso, ele já olha os livros sozinho e consegue rabiscar.

Deu para entender o que é um salto de desenvolvimento? Se tiver alguma preocupação, não hesite em contar com seu pediatra de confiança para tirar dúvidas. Você também pode baixar grátis o Kinedu para entender melhor cada fase do seu bebê. Por fim, esses momentos fazem parte da vida infantil, então, mesmo que esteja difícil por aí, lembre-se de que vai passar e que isso é só o seu pequeno crescendo!

Reconheceu alguns dos sinais de um salto de desenvolvimento? Como você conforta o seu bebê nesses momentos? Conte para a gente nos comentários!