Não é à toa que “ação e reação” tenha se tornado o conceito favorito de muitos pesquisadores, psicólogos e pais. Vamos nos aprofundar em seu significado, sua importância na primeira infância e em como você pode aproveitar as atividades diárias que faz com o seu filho e transformá-las em oportunidades para praticar interações de ação e reação.

De acordo com o Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard, “ação e reação” é um conceito muito útil, que descreve o processo no qual os cuidadores se envolvem de maneira atenciosa e responsiva na experimentação do mundo interno e externo de uma criança.

Simplificando, ação e reação são as interações bilaterais entre a mãe ou o pai e o filho, em que o adulto compartilha o foco de interesse da criança e a ajuda a entender o estímulo e nomeá-lo. Esse estímulo pode ser um som alto, uma atividade ou brincadeira, uma emoção ou qualquer coisa que tenha interessado a criança e na qual ela esteja se concentrando.

O Centro recomenda as 5 etapas a seguir para praticar as interações de ação e reação com o seu filho:

1. Observe o foco dele e compartilhe-o.

Se o seu filho apontar para algo, fizer uma careta, dançar, compartilhar o desenho que fez ou expressar alguma emoção, isso é uma ação. Procure oportunidades durante o dia para observar essas ações e preste atenção nas coisas em que seu filho se concentra. Não se preocupe se você não for capaz de perceber tudo o que chama a atenção dele, pois é difícil estar atenta o tempo todo. No entanto, ir ao supermercado, preparar comida ou esperar em algum lugar são boas oportunidades para interagir com o seu pequeno.

banner kinedu desenvolvimento

2. Reaja à ação apoiando-o e incentivando-o.

Ajude seu filho a ver que você está prestando atenção ao que o interessou. Você pode sorrir para ele, balançar a cabeça, tocar o objeto ou dizer frases como “eu vi!”. Esse apoio e incentivo mostrarão a ele que os pensamentos e emoções dele são importantes e que você deseja entendê-los.

3. Nomeie.

Quando você reagir a uma ação, nomeie o que seu filho está sentindo, fazendo ou observando. Você estimulará importantes conexões linguísticas no cérebro do seu pequeno, mesmo que ele ainda não consiga falar. Este é um excelente exercício para conectar o mundo às palavras e fortalecer a relação de vocês.

4. Revezem-se e pratiquem a espera.

Depois de reagir a uma ação, dê um tempo para que o seu pequeno reaja de volta. A interação pode demorar um pouco ou ser muito rápida, mas é muito importante que você reserve um tempo para ela. Seja paciente e aguarde o tempo necessário. Isso ajudará o seu filho a praticar o autocontrole e aprender a esperar pela vez dele.

5. Pratiquem juntos os começos e os fins.

Seu filho lhe mostrará naturalmente quando estiver pronto para mudar de atividade; portanto, deixe-o tomar a iniciativa e a liderança desses momentos. Por exemplo, ele pode parar de brincar com alguma coisa, prestar atenção em outra coisa ou pegar um objeto. Se você estiver compartilhando o interesse dele, será mais fácil perceber quando é a hora de terminar uma brincadeira e fazer outra coisa.

Você pode encontrar mais informações sobre as interações de ação e reação neste artigo.