Os bebês geralmente apresentam sinais de seu primeiro dente entre os 4 e os 7 meses de idade, embora alguns bebês mais precoces possam apresentá-los aos 3 meses. Este marco é considerado um dos mais exaustivos e frustrantes para os pais. Quando os dentes de um bebê começam a sair, ele tende a ficar muito agitado, o que significa que ele pode acabar chorando com uma frequência maior do que a normal e até ter febre

Alguns sinais comuns pelos quais os pais podem procurar são: irritabilidade, diminuição do apetite, aumento da salivação e inflamação das gengivas. Com uma frequência demasiada, os pais usam medicamentos anestésicos de ação rápida para aliviar a dor do bebê e, embora isso possa fornecer uma solução rápida, ao fazer isso, eles podem estar usando drogas prejudiciais que podem, no pior dos casos, ser fatais. Autoridades de saúde, incluindo a U.S. Food and Drug Administration (FDA), emitiram recentemente uma advertência sobre os perigos do uso de anestésicos orais para ajudar os bebês a aliviar as dores da dentição. A FDA recomendou que os pais descontinuem o uso de produtos com lidocaína e benzocaína para crianças menores de 2 anos, ingredientes comumente encontrados em produtos populares. Embora a maioria desses produtos seja vendida sem receita médica e proporcione o alívio imediato da dor, eles podem colocar a vida do seu bebê em risco.

kinedu-manualPowered by Rock Convert

Quando os bebês têm muita dor, às vezes alguns pais bem-intencionados tentam amenizá-la colocando uma chupeta em uma fórmula de benzocaína ou esfregando anestésicos orais em suas gengivas. Isso é extremamente perigoso, já que a quantidade de medicamento usada não está sendo medida. Em alguns casos, o uso de benzocaína tem sido associado a uma condição rara, porém fatal, chamada metahemoglobinemia, um distúrbio no qual a quantidade de oxigênio transportado pela corrente sanguínea é bastante reduzida. Os medicamentos isentos de prescrição não são os únicos que representam riscos, mas certos medicamentos prescritos também! Segundo a FDA, um desses exemplos é a lidocaína viscosa (lidocaína a 2%), que pode prejudicar em vez de ajudar. Quando os pais usam esse anestésico em gel nas gengivas de seus bebês, eles podem acabar engolindo uma grande quantidade acidentalmente. Ou, se a quantidade usada for maior do que deveria, os bebês podem ter convulsões, lesões cerebrais e problemas cardíacos. Por isso, é extremamente importante que os pais tenham cuidado com o que estão usando para aliviar a dor de seus bebês. Se você não aguenta ver seu bebê chorando e não sabe o que fazer para acalmar sua dor da dentição, aqui estão 7 dicas que você pode experimentar com segurança:

  • Massagem nas gengivas: Se as gengivas do seu bebê estiverem inchadas ou sensíveis, aplique pressão com os dedos, massageando-as para aliviar a dor. Lembre-se de lavar as mãos primeiro!
  • Toalha fria: Mergulhe uma toalhinha limpa em água ou chá de camomila e coloque-a na geladeira por 15 minutos. Quando a toalhinha estiver fria, deixe seu bebê mastigá-la.
  • Colher gelada: Coloque uma colher na geladeira (não no freezer, porque ela pode grudar na gengiva do seu bebê!) e aplique a parte arredondada da colher na gengiva do seu bebê. Este método deve ser usado antes de os dentes aparecerem, para evitar lascá-los.
  • Brinquedo de morder de pelúcia: Tenha um brinquedo de pelúcia macio feito de materiais seguros.
  • Mordedor gelado: Coloque um mordedor simples ou resfriável na geladeira por 15 a 20 minutos – depois, entregue-o ao seu bebê. Isso irá proporcionar uma enorme sensação calmante! Certifique-se de escolher um mordedor que seja fácil de segurar e livre de BPA e PVC.
  • Mordedor vibratório: Este item ajuda de duas maneiras – acalma a dor e estimula as gengivas. Escolha um que seja multitexturizado e cheio de água (dessa forma, você poderá colocá-lo na geladeira antes de dá-lo ao seu bebê).
  • Distração: Às vezes, basta uma mudança de cenário para distrair o seu bebê da dor da dentição. Você pode experimentar dar um banho quente para ajudar o seu bebê a relaxar

Espero que estas dicas a ajudem durante a fase de dentição do seu bebê! Sinta-se à vontade para compartilhar abaixo quaisquer outros itens ou ações que você tenha usado e que tenham funcionado.