Entender como tirar a chupeta do seu filho pode evitar que ele tenha problemas causados pelo uso excessivo desse objeto. Confira dicas sobre o assunto!

Pode ser que o seu filho goste da chupeta porque ela traz conforto, acalma e ajuda a pegar no sono. A família, no entanto, precisa saber quando usar esse recurso e como tirar a chupeta da criança.

O uso prolongado da chupeta pode, por exemplo, atrapalhar o desenvolvimento da linguagem do seu pequeno. Para ajudar você nesse momento, elaboramos um pequeno guia de como tirar a chupeta da criança. Acompanhe!

Por que a chupeta pode ser prejudicial

O uso da chupeta tem prós e contras. Por um lado, esse recurso pode ajudar o seu bebê a relaxar, diminuindo a ansiedade; por outro, os pais ou cuidadores precisam se atentar à utilização excessiva desse objeto.

O uso prolongado pode interferir na amamentação e prejudicar o nascimento dos dentes do seu pequeno. Além disso, é provável que a utilização da chupeta provoque dependência emocional. Assim, a criança pode sentir falta e ter dificuldade para dormir sem esse recurso.

A tendência é de que o uso da chupeta ainda atrapalhe o desenvolvimento da linguagem. Com a boca ocupada, o bebê pode não imitar os sons que ouve ao seu redor. Logo, as crianças que usam chupetas podem não comunicar as suas necessidades.

banner kinedu saúde

Como tirar a chupeta: 3 dicas

É possível seguir algumas recomendações para que a retirada da chupeta do seu pequeno seja feita de uma maneira mais tranquila. Para entender como tirar a chupeta, confira estas dicas:

Faça uma retirada gradual

É possível adotar uma retirada mais gradual da chupeta, em lugar de fazer essa remoção de maneira brusca. Nesse sentido, você pode substituir a chupeta por algo que também conforte o seu pequeno. É possível trocá-la por um estímulo, como, por exemplo, contar uma história ou cantar uma música para ele.

Procure entender o choro do bebê

Outro fator que pode ajudar na retirada da chupeta do seu filho é compreender o significado do choro do bebê. Quando o seu filho ainda não fala, ele se comunica por meio do choro e de balbucios.

Em vez de dar a chupeta para que a criança fique quieta, os pais podem, pouco a pouco, identificar o motivo do desconforto, como a sensação de fome ou sono.

Peça ajuda, se for necessário

É recomendado que a retirada da chupeta seja feita até o bebê completar um ano de idade. Caso o seu filho apresente dificuldade para abandoná-la, não deixe de pedir ajuda a um profissional. É possível contar com um médico ou dentista para receber orientações sobre o que fazer. 

Você viu, neste artigo, como tirar a chupeta contribui para que seu filho não apresente problemas como atrasos no desenvolvimento da fala e dependência emocional. É possível adotar recomendações para facilitar a retirada desse objeto, como trocar por outro tipo de conforto. Também é essencial entender que você pode buscar ajuda profissional, se preciso.

Gostou de saber mais sobre como tirar a chupeta? Aproveite para baixar o app Kinedu, compartilhar desafios e experiências com outros pais e receber a orientação de especialistas em desenvolvimento infantil!