Durante toda a gravidez, seu corpo se preparou para o momento de amamentar. Quando seu bebê nasce, você está pronta para começar! Mas o reflexo de ejeção (quando a produção de leite é liberada) pode demorar um pouco após o nascimento para se estabilizar. Para ajudar a estimular sua produção de leite em casa, pratique as seguintes dicas:

  • Traga o seu bebê para perto da sua pele. O contato pele a pele ajuda a liberar a prolactina e a ocitocina, hormônios que ajudam na descida do leite.
  • Aplique uma toalha úmida e quente no seu peito alguns minutos antes de amamentar.
  • Certifique-se de que a posição e a pega do seu bebê sejam adequadas;
  • Procure uma posição de amamentação que seja confortável para vocês dois;
  • Pratique técnicas de relaxamento, como a respiração profunda, permitindo que seu estômago se expanda e se retraia lentamente;
  • Coloque algumas músicas tranquilas para tocar;
  • Tente amamentar seu bebê a cada 2 ou 3 horas (durante o dia) nos primeiros meses, em vez de seguir um cronograma rígido com longos períodos entre as mamadas. A produção de leite materno obedece às regras de oferta e demanda – quanto mais você amamenta, mais leite produz;
  • Para produzir leite continuamente, evite usar fórmulas, se possível;
  • Considere extrair leite com uma bomba tira-leite entre as mamadas, contanto que você não fique muito cansada;
  • Junte-se a um grupo de apoio à amamentação. Esses grupos oferecem ajuda e ótimas dicas para tornar a amamentação mais fácil;
  • Certifique-se de descansar quando puder e coma bem. Exaustão e dieta hipocalórica podem interferir na produção de leite;
  • Beba muita água e líquidos para se manter hidratada. Os líquidos ajudam na produção de leite;
  • Evite fumar (ativa ou passivamente), consumir álcool ou drogas. Essas substâncias podem afetar a produção de leite e são prejudiciais para você e para o seu filho;
  • Por fim, lembre-se de que o leite que você produz varia de acordo com as necessidades do seu bebê e a frequência com que ele mama.

Confira esse mito e verdade abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

banner kinedu alimentação bebê

E se eu não conseguir amamentar, mesmo com as dicas acima?

Em alguns casos, a amamentação não é possível e isso, às vezes, pode causar muito estresse. Pode ser que o seu ritmo de vida não permita que você seja consistente com a amamentação, ou que você tenha condições médicas que a impossibilitem. No caso de uma doença, a sua energia para amamentar pode diminuir, ou você pode precisar tomar um medicamento que é prejudicial para o seu bebê. Se você toma um remédio que a impede de amamentar, pergunte ao seu médico se existe outra opção segura para continuar com a amamentação.

Por outro lado, há casos em que o bebê não pode ser amamentado porque o corpo dele não tolera o leite materno. Tais condições incluem nascer com galactosemia, um distúrbio hereditário que impede o metabolismo da galactose, um açúcar encontrado no leite. Não se sinta mal se você não puder amamentar. Às vezes, apesar de todo o apoio e desejo, o corpo parece não cooperar. No entanto, existem muitas outras maneiras de criar laços afetivos com o seu bebê. Você pode acariciá-lo, tocar o rosto dele, aproximá-lo do seu corpo, cantar e falar com ele com um tom de voz doce e carinhoso. Por fim, lembre-se de que existe uma grande variedade de fórmulas no mercado que podem ajudá-la a encontrar a nutrição adequada para o seu bebê.