Muitas mães têm dúvidas sobre alimentos que aumentam o leite materno. Mas a verdade por trás disso nos leva para uma alimentação saudável na amamentação.

Muitas pessoas procuram e divulgam informações sobre os alimentos que aumentam o leite materno. Porém, essa ideia é incorreta, pois não existe comprovação científica de que algum alimento estimule a produção do leite em seres humanos. Ainda assim, o melhor jeito de garantir um aleitamento saudável para a mãe e o bebê é com uma alimentação equilibrada.

As refeições da mamãe, seja durante a gestação ou no pós-parto, precisam ter certos alimentos essenciais tanto para a mulher quanto para a criança que receberá seus nutrientes por meio do leite materno. Se você quer melhorar a amamentação, além de receber dicas especiais para garantir a produção de leite, está no post certo.

Nos acompanhe e boa leitura!

Cálcio

A ingestão diária de cálcio indicada para as mães é de cerca de 1.300 miligramas. Para ter certeza que está consumindo a quantidade indicada, é bom conferir as embalagens dos produtos — por exemplo, um copo de leite tem em média 300 miligramas do nutriente.

O principal benefício do cálcio é o fortalecimento dos ossos e dentes da mãe, bebê e feto (caso da gestante). Veja alguns dos alimentos que contêm mais cálcio:

  • leite;
  • iogurte;
  • queijos duros;
  • sardinha;
  • brócolis;
  • gergelim;
  • aveia.

Proteína

A proteína é importante nas refeições das mamães, sendo que a recomendação diária é de aproximadamente 65 gramas, mas pode variar de acordo com o peso da lactante. Vale salientar que as comidas marítimas não são totalmente proibidas, apenas há restrição quanto àqueles peixes com muito mercúrio como o tubarão, o peixe-espada, a cavala-rei e a pescada branca.

A proteína ajuda no desenvolvimento dos músculos, células e tecidos. Veja alguns dos alimentos fonte de proteína que são liberados para consumo das lactantes e gestantes:

  • carnes bovinas, de aves e marinhas (com exceção das citadas acima);
  • ovos;
  • queijos;
  • leite e iogurte;
  • leguminosas (como feijões, lentilha, grão-de-bico ou ervilha) acompanhadas de grãos (como arroz, aveia, cevadinha ou milho);
  • quinoa;
  • tofu.

Ferro

Na gestação, o ferro ajuda a formar o feto, além de ser responsável pela formação sanguínea. Já na amamentação, o ferro previne a anemia da mãe, sendo fundamental para a mulher e a criança. Para as mulheres jovens, menores de 18 anos, é importante ingerir 10 miligramas de ferro diariamente.

Já para as maiores de 19 anos, a quantidade de 9 miligramas diárias já é suficiente. Alguns alimentos que são ótimas fontes de ferro:

  • carnes bovinas, de aves e marinhas;
  • gema de ovo;
  • lentilha;
  • feijão;
  • sementes de abóbora;
  • frutas secas.

Vitamina C

A vitamina C é essencial para os seres humanos na formação e fortalecimento do sistema imunológico, além de ajudar na absorção do ferro nos alimentos — sempre consuma vitamina C com feijões e lentilhas. A quantidade ideal para menores de 18 anos é cerca de 115 miligramas, já para quem tem mais de 19 anos é 120 miligramas.

Veja alguns alimentos ricos em vitamina C:

  • frutas cítricas;
  • brócolis;
  • batatas;
  • pimentão;
  • kiwi;
  • couve-flor;
  • repolho.

Muitas mães acham que determinados alimentos aumentam o leite materno. Porém, mesmo isso não sendo possível com o consumo de um ou outro alimento específico, uma dieta equilibrada em nutrientes fortalece o corpo para a amamentação. Além disso, existem outras técnicas que podem ajudar você com a quantidade.

Estimular as mamas para aumentar a produção de leite é uma delas. Você pode usar bombas de sucção para isso ou usar sonda com fita adesiva colada ao bico do seio enquanto seu bebê mama.

Aproveite para compartilhar nosso post nas redes sociais e mostrar para outras pessoas a verdade sobre os alimentos que aumentam o leite materno!

Powered by Rock Convert