Ficar de pé é uma habilidade muito emocionante para o seu filho! Quando atinge esse marco do desenvolvimento, ele é capaz de ver o mundo de uma maneira muito diferente do que quando só conseguia ficar deitado. Esta etapa será essencial para dar os primeiros passos mais tarde. No entanto, ficar de pé exige muita força muscular no corpo todo, mas principalmente nas pernas.

Os bebês costumam ficar de pé entre os 8 e os 10 meses. No início, é normal que seu bebê fique de pé segurando-se nos móveis ou nas mãos de um adulto. É importante que você forneça esse apoio enquanto o seu filho não conseguir fazer isso sozinho. Ajudá-lo não significa que ele não conseguirá fazer isso sozinho no futuro. Pelo contrário, seu apoio permitirá que ele se sinta mais confiante e seguro para fazer isso sozinho mais tarde.

Para estimular e reforçar a habilidade de se levantar, coloque alguns dos brinquedos favoritos do seu filho em uma cadeira ou em uma superfície alta que ele consiga alcançar. Posicione-o ao lado dessa superfície para que ele possa usá-la como apoio, ficar de pé e pegar os brinquedos.

Powered by Rock Convert

Quando ele ganhar mais controle sobre o próprio corpo e ficar em pé por alguns segundos, é possível que fique desesperado por não encontrar uma forma rápida de se sentar novamente. No entanto, recomendamos que você deixe que ele explore as opções por conta própria. No começo, você pode ajudá-lo a descer e subir suavemente, mas, pouco a pouco, precisará soltá-lo para que ele desenvolva autonomia e confiança.

Lembre-se de que, enquanto o seu bebê estiver aprendendo a ficar de pé, é importante proporcionar um ambiente seguro para que ele se segure nos móveis e explore. Limpe o ambiente e coloque várias almofadas no chão para amortecer as quedas. Ele pode vir a se assustar quando isso acontecer, mas se você mantiver a calma e lhe der muito amor, ele perderá o medo de cair.

Durante essa fase, é bom deixá-lo explorar o ambiente, rolar e engatinhar, pois isso estimulará sua curiosidade para experimentar coisas novas. Continue estimulando seu filho a ganhar mais força muscular, coordenação e equilíbrio. Lembre-se também de ser sempre o maior fã do seu bebê, aplaudindo e comemorando cada uma de suas tentativas e realizações.