X
X
ensino bilíngue - mãe e filha brincando com letras

Como introduzir ensino bilíngue na rotina de crianças?

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

Quando pensamos em ensino bilíngue, é muito comum achar que será prejudicial para o desenvolvimento de crianças pequenas aprenderem dois idiomas ao mesmo tempo. Porém, essas crenças já foram quebradas e evidências mostram o contrário.

Pensando nas dúvidas mais comuns sobre o assunto, desenvolvemos este post. Aqui, você vai ver algumas vantagens do ensino bilíngue, além de 5 dicas de como introduzir o bilinguismo na rotina de seu filho. Ficou interessado? Então, acompanhe!

Quais são as vantagens do ensino bilíngue?

Como mencionado, o ensino bilíngue não prejudica de forma nenhuma a fala das crianças. Na verdade, tanto monolíngues quanto bilíngues atingem os mesmos marcos em relação à fala na mesma época. Dito isso, podemos apresentar algumas vantagens encontradas ao introduzir seu filho às duas línguas:

  • transmite memória, cultura e laços afetivos quando os pais usam sua língua materna;
  • permite que seu pequeno, de modo geral, desenvolva melhor a sua memória;
  • desenvolve a capacidade de raciocinar de um jeito mais flexível, de focar sua atenção e de filtrar distrações;
  • permite que seu pequeno se coloque no lugar do outro mais facilmente, vendo sua perspectiva de um jeito mais claro.

Como estimular o bilinguismo?

Depois de conhecer as vantagens citadas, é hora de tentar colocar o ensino bilíngue em prática. Assim, listamos algumas dicas que você pode adotar em casa. Veja!

Fale em sua língua materna

Quando o pai fala na sua língua materna dentro de casa, o pequeno tem contato desde bem novinho com as duas culturas. Até na fase pré-fala, a de balbuciar as palavras, ele poderá praticá-la com o ritmo de cada língua. A princípio, pode ser que ele misture os dois idiomas, mas depois tudo começa a fluir naturalmente.

X
banner kinedu desenvolvimento

Não force a criança

Forçar a criança em um momento de dificuldade pode ser o famoso “tiro pela culatra”. Ao fazer isso, seu pequeno pode se sentir pressionado e se fechar para um dos idiomas.

Evite tradução

É importante que a criança pense nos dois idiomas e evite fazer traduções dos termos. Além de ter a chance de se deparar com um falso cognato, seu filho, ao ser apresentado a outra língua, é inserido em outra cultura e vai dominar a comunicação mais facilmente se conseguir raciocinar de acordo com cada uma.

Procure materiais do segundo idioma

Adquirir materiais como livros, revistas e jogos didáticos pode estimular o aprendizado de uma segunda língua em casa. Além disso, colocar alguns filmes em outra língua pode ajudar no processo.

Use a língua minoritária em casa

No caso de pais que conseguem falar uma mesma língua, sendo essa diferente do país onde estão morando, vale a pena adotar esse idioma dentro de casa, enquanto o outro é falado em ambientes externos.

Por exemplo, se dois brasileiros estão morando na Inglaterra, o indicado é que os dois falem português com a criança dentro de casa, deixando o inglês para as horas de interação entre a sua família e a comunidade.

Como visto, adotar o ensino bilíngue com seu filho não vai atrasar o aprendizado e ainda traz outras vantagens para a vida da criança. Esperamos que, com nossas dicas, você tenha entendido melhor como estimular o bilinguismo em sua família.

Gostou deste artigo e quer se aprofundar em assuntos relacionados a esse tema? Então veja agora mesmo algumas dicas para ensinar habilidades de escuta para o seu filho!

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!

7 comentários em “Como introduzir ensino bilíngue na rotina de crianças?”

  1. Danielle Duarte

    Olá, sou uma mãe que visa o futuro do filho, porém não tenho estrutura financeira p isso. Minha pergunta é: não falo outra língua e nem meu marido, mas pelo artigo de vcs vi que é possível uma criança ser bilíngue. Consigo ensinar meu filho de alguma forma a ser bilíngue com aplicativos? Ou isso geraria confusão na cabeça dele por a mãe e pai não falar outra língua?se consigo fazer isso, qual idade começo e me dê idéias de app ou programação que pode me ajudar. Obrigada 💕💕

    1. Oi, Danielle! Durante os primeiros anos de vida, o cérebro se desenvolve na sua velocidade mais rápida, por isso este é o período ideal para o aprendizado de idiomas. Embora a interação com seu bebê seja a melhor maneira de ensiná-lo, você definitivamente pode trabalhar outro idioma com algumas outras ferramentas. Se você quiser saber mais sobre isso, temos alguns artigos que podem ajudá-la. Aqui no blog do Kinedu ou dentro do nosso aplicativo, na aba Catálogo > Linguística > Compreensão da Linguagem > Artigos, existem alguns textos como “Como estimular o aprendizado de um segundo idioma”, “Como o ‘alternar o olhar’ ajuda os bebês a aprender novos idiomas” e “A verdade sobre aprender uma segunda língua”. 🥰💜 Esperamos tê-la ajudado! Fique à vontade para nos escrever sempre que desejar!

    2. Olá, boa noite!
      Meu filho tem 2 anos
      Moro na República Tcheca falo português e inglês e meu marido fala tcheco e inglês😬 Minha pergunta e: como falar com nosso filho ?😩😭 iIsso geraria confusão na cabeça dele por falar 3 idiomas dentro de casa?🥺

      1. Olá, Edila!
        No caso de pais que conseguem falar uma mesma língua, sendo essa diferente do país onde estão morando, vale a pena adotar esse idioma dentro de casa, enquanto o outro é falado em ambientes externos. Por exemplo, você pode falar com seu pequeno em português e inglês dentro de casa, enquanto seu marido fala com ele em inglês também, e, fora de casa, vocês falariam em tcheco! Há vários métodos de bilinguismo (para cada um dos pais, um idioma; usar a língua minoritária em casa, como sugeri anteriormente etc). Mas não se preocupe! Por mais que no começo seu filho possa confundir as línguas, com o tempo ele irá entender melhor e não irá ser prejudicado por aprender mais de um idioma simultaneamente – pelo contrário, é ótimo para o desenvolvimento dele. 🙂

  2. Olá pessoal, boa noite!
    Tudo bem com vocês?
    Acabei de descobri o site de vocês e estou super empolgado com tanto conteúdo interessante!
    Com relação ao desenvolvimento bilíngue gostaria de tirar uma dúvida:

    Estou com meu filho recém nascido de 8 dias e estou bem animado e feliz com ele.
    Já pensando no desenvolvimento do meu garoto eu gostaria muito de poder ajudá-lo a desenvolver o processo de aprender um 2º ou 3º idioma além do nosso idioma nativo ( Português/Brasil).

    Contudo nem eu nem minha esposa falamos inglês.

    Seria possível ensinar ao bebê de 8 dias a aprender inglês e/ou alemão dando a ele a oportunidade de ouvir áudios e vídeos nestes idiomas( repetindo este processo diariamente)?

    Obrigado!

    1. Olá, Thiago! Durante os primeiros anos de vida, o cérebro se desenvolve a uma velocidade incrível. É por isso que este é o período ideal para o aprendizado de um idioma. Embora interagir com seu bebê seja a maneira mais eficaz de ensiná-lo sua língua materna, você também podem ensiná-lo uma segunda língua usando outras ferramentas. Se você quiser saber mais sobre o assunto, esses artigos podem ajudá-lo. Acesse “Catálogo> Linguística> Compreendendo a linguagem> Artigos”. Lá você encontrará os artigos como “Habilidades sociais ajudam bebês a aprender um novo idioma” e “A verdade sobre o aprendizado de um segundo idioma”. Espero ter ajudado! Boas festas ✨

  3. Pingback: Desenvolvimento infantil: o guia completo - Kinedu Blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *