Como introduzir ensino bilíngue na rotina de crianças?

Quando pensamos em ensino bilíngue, é muito comum achar que será prejudicial para o desenvolvimento de crianças pequenas aprenderem dois idiomas ao mesmo tempo. Porém, essas crenças já foram quebradas e evidências mostram o contrário.

Pensando nas dúvidas mais comuns sobre o assunto, desenvolvemos este post. Aqui, você vai ver algumas vantagens do ensino bilíngue, além de 5 dicas de como introduzir o bilinguismo na rotina de seu filho. Ficou interessado? Então, acompanhe!

Quais são as vantagens do ensino bilíngue?

Como mencionado, o ensino bilíngue não prejudica de forma nenhuma a fala das crianças. Na verdade, tanto monolíngues quanto bilíngues atingem os mesmos marcos em relação à fala na mesma época. Dito isso, podemos apresentar algumas vantagens encontradas ao introduzir seu filho às duas línguas:

  • transmite memória, cultura e laços afetivos quando os pais usam sua língua materna;
  • permite que seu pequeno, de modo geral, desenvolva melhor a sua memória;
  • desenvolve a capacidade de raciocinar de um jeito mais flexível, de focar sua atenção e de filtrar distrações;
  • permite que seu pequeno se coloque no lugar do outro mais facilmente, vendo sua perspectiva de um jeito mais claro.

Como estimular o bilinguismo?

Depois de conhecer as vantagens citadas, é hora de tentar colocar o ensino bilíngue em prática. Assim, listamos algumas dicas que você pode adotar em casa. Veja!

Fale em sua língua materna

Quando o pai fala na sua língua materna dentro de casa, o pequeno tem contato desde bem novinho com as duas culturas. Até na fase pré-fala, a de balbuciar as palavras, ele poderá praticá-la com o ritmo de cada língua. A princípio, pode ser que ele misture os dois idiomas, mas depois tudo começa a fluir naturalmente.

Não force a criança

Forçar a criança em um momento de dificuldade pode ser o famoso “tiro pela culatra”. Ao fazer isso, seu pequeno pode se sentir pressionado e se fechar para um dos idiomas.

Evite tradução

É importante que a criança pense nos dois idiomas e evite fazer traduções dos termos. Além de ter a chance de se deparar com um falso cognato, seu filho, ao ser apresentado a outra língua, é inserido em outra cultura e vai dominar a comunicação mais facilmente se conseguir raciocinar de acordo com cada uma.

Procure materiais do segundo idioma

Adquirir materiais como livros, revistas e jogos didáticos pode estimular o aprendizado de uma segunda língua em casa. Além disso, colocar alguns filmes em outra língua pode ajudar no processo.

Use a língua minoritária em casa

No caso de pais que conseguem falar uma mesma língua, sendo essa diferente do país onde estão morando, vale a pena adotar esse idioma dentro de casa, enquanto o outro é falado em ambientes externos.

Por exemplo, se dois brasileiros estão morando na Inglaterra, o indicado é que os dois falem português com a criança dentro de casa, deixando o inglês para as horas de interação entre a sua família e a comunidade.

Como visto, adotar o ensino bilíngue com seu filho não vai atrasar o aprendizado e ainda traz outras vantagens para a vida da criança. Esperamos que, com nossas dicas, você tenha entendido melhor como estimular o bilinguismo em sua família.

Gostou deste artigo e quer se aprofundar em assuntos relacionados a esse tema? Então veja agora mesmo algumas dicas para ensinar habilidades de escuta para o seu filho!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>