X
X
fases do trabalho de parto

Conheça as fases do trabalho de parto

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

As fases do trabalho de parto seguem os mesmos processos fisiológicos para dilatação, expulsão e dequitação, mas podem resultar em experiências diferentes em cada gestação.

O parto é certamente uma das maiores preocupações das futuras mamães, especialmente as de primeira viagem. É comum ter dúvidas sobre os sinais de que o trabalho de parto começou, se as contrações são motivos de alerta ou não, e assim por diante. Já adiantamos: assim como cada gravidez é única, a hora do nascimento do seu bebê também!

No entanto, há certos indícios de que o tão aguardado momento realmente chegou. Conhecê-los ajuda na preparação para o parto. Além disso, os especialistas reconhecem três fases do trabalho de parto: dilatação, expulsão e dequitação. Entendê-las também é importante para que você saiba o que esperar.

Para ajudar, nós preparamos este post. Continue a leitura e saiba mais sobre o trabalho de parto e suas fases!

Qual é a diferença entre parto e trabalho de parto?

Em primeiro lugar, vamos esclarecer a diferença entre parto e trabalho de parto? O parto é o processo global de saída do seu bebê do útero. É, essencialmente, o nascimento dele após a gestação, seguido pelo pós-parto. Existem basicamente três tipos de parto:

  • o parto normal — que ocorre por via vaginal, de acordo com os processos naturais do corpo, mas, em geral, com o uso de artifícios para redução da dor e outras intervenções;
  • o parto natural — que é um parto vaginal, mas com o mínimo possível de intervenções médicas;
  • o parto cesárea — em que é feito um procedimento cirúrgico para a retirada do bebê.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e prepare-se para a chegada do seu bebê!

o trabalho de parto é o evento fisiológico que possibilita o nascimento por via vaginal, mesmo que isso não ocorra. Afinal, até as mulheres que realizam uma cesariana de emergência podem passar pelo trabalho de parto. Ele é caracterizado por vários processos, sendo os principais:

  • a liberação da ocitocina e de outras substâncias que induzem as contrações uterinas;
  • o amolecimento do colo do útero, necessário para a dilatação;
  • a ocorrência de contrações cada vez mais frequentes e intensas, que ajudam a direcionar o seu bebê pelo canal de parto.

As contrações de treinamento

Além da diferença entre parto e trabalho de parto, é importante que você saiba o que são as contrações de Braxton Hicks, as famosas contrações de treinamento. Elas podem ocorrer desde o 2º trimestre da gestação e servem de “ensaio” para o trabalho de parto.

Embora deixem muitas gravidinhas preocupadas, elas não oferecem nenhum risco à gestação e costumam ser leves. As principais diferenças entre elas e as contrações do trabalho de parto são:

  • a irregularidade, enquanto as verdadeiras têm ritmo (por exemplo, a cada 10 minutos, tornando-se cada vez menos espaçadas);
  • a intensidade baixa, sendo que as verdadeiras ficam mais fortes com o tempo;
  • a melhora do desconforto quando a mulher movimenta o corpo, o que não ocorre com as verdadeiras.

Como são as três fases do trabalho de parto?

Antes de o trabalho de parto começar de fato, ocorrem os chamados pródromos, que podem durar até vários dias. Nesse momento, a mulher pode ter os primeiros sinais de que o trabalho de parto vai começar em breve, como contrações irregulares, bastante espaçadas e menos intensas, além da perda do tampão mucoso.

X
banner kinedu prenatal pt

Quando as contrações se tornam ritmadas, começam as três fases do trabalho de parto. Veja abaixo!

Dilatação

Essa fase dá a largada para o trabalho de parto e termina quando há a dilatação completa do colo do útero (10 centímetros). Ela se subdivide em duas:

  • fase latente — a dilatação começa (0 a 6 centímetros) e as contrações se tornam mais ritmadas. Em geral, têm um espaçamento de 3 a 5 minutos e podem durar quase 1 minuto. Essa é a hora de ir para o hospital;
  • fase ativa — as contrações são mais intensas e a dilatação já está chegando ao fim (de 6 a 10 centímetros).

Todo o processo de dilatação costuma ser o mais demorado das três fases do trabalho de parto, levando de 12 a 14 horas, em média, quando é o primeiro filho. Porém, como dissemos, cada experiência é única! Assim, a duração do trabalho de parto não segue uma regra.

Expulsão

Quando a dilatação é completa, está quase chegando o momento de ver o rostinho do seu bebê! Nessa fase, o seu bebê começa a descer pelo canal de parto e o corpo materno responde com uma vontade grande de fazer força. Essa etapa dificilmente dura mais do que três horas.

Dequitação

Mesmo depois de ouvir o chorinho do seu pequeno, o trabalho de parto ainda não acabou. Na terceira e última fase do trabalho de parto, chamada de dequitação, começa uma nova série de contrações uterinas para expulsar a placenta. Relaxe: essa etapa quase não causa desconforto e dura apenas alguns minutos.

E se o parto não ocorrer na data provável?

É esperado que o trabalho de parto ocorra entre a 37ª e a 42ª semana de gestação, no chamado parto a termo. Em geral, a data provável de parto (DPP) é a marca de 40 semanas, a contar do início da última menstruação. Porém, ela é só uma estimativa: seu bebê pode nascer antes ou depois dessa data.

Quando o parto ocorre antes da 37ª semana, trata-se de um caso de prematuridade. Já se a DPP chegou e ainda não há nenhum sinal de que seu bebê quer sair do “forninho”, não se preocupe! A depender da saúde dele, o seu médico pode esperar até a 42ª semana, no chamado período tardio.

As causas dos chamados partos pós-termo podem ser várias, e geralmente o acompanhamento médico se torna mais criterioso. Caso não seja possível estender a gestação até o limite de 42 semanas ou se mesmo assim o trabalho de parto não começar, seu médico pode optar pela cesariana ou pela indução.

No parto induzido, a equipe obstétrica administra medicamentos e ocitocina sintética para desencadear os processos fisiológicos necessários para o nascimento do seu bebê. Essas substâncias estimulam o amolecimento do colo do útero e as contrações uterinas, fazendo com que o trabalho de parto comece.

Depois desta leitura, você já conhece as três fases do trabalho de parto e as principais características de cada uma. Se houver qualquer dificuldade no processo, mantenha a calma: os médicos estarão lá para tomar as melhores decisões e proporcionar o tão aguardado encontro com o seu bebê!

As informações foram úteis? Ótimo! Então, aproveite para baixar o Kinedu gratuitamente e se preparar para a chegada do seu bebê!

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

bilinguismo

O bilinguismo e o cérebro

Muitos pais conhecem os benefícios que o aprendizado de mais de um idioma pode ter no futuro de uma criança.

Deixe seu comentário!

3 comentários em “Conheça as fases do trabalho de parto”

  1. Pingback: Prematuridade: o que é e como evitar? - Kinedu Blog

  2. Pingback: O que é posição cefálica e como deixar o bebê na posição certa para nascer? - Kinedu Blog

  3. Pingback: Cerclagem: entenda o que é e como é realizada a cirurgia - Kinedu Blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *