As fases do trabalho de parto seguem os mesmos processos fisiológicos para dilatação, expulsão e dequitação, mas podem resultar em experiências diferentes em cada gestação.

O parto é certamente uma das maiores preocupações das futuras mamães, especialmente as de primeira viagem. É comum ter dúvidas sobre os sinais de que o trabalho de parto começou, se as contrações são motivos de alerta ou não, e assim por diante. Já adiantamos: assim como cada gravidez é única, a hora do nascimento do seu bebê também!

No entanto, há certos indícios de que o tão aguardado momento realmente chegou. Conhecê-los ajuda na preparação para o parto. Além disso, os especialistas reconhecem três fases do trabalho de parto: dilatação, expulsão e dequitação. Entendê-las também é importante para que você saiba o que esperar.

Para ajudar, nós preparamos este post. Continue a leitura e saiba mais sobre o trabalho de parto e suas fases!

Qual é a diferença entre parto e trabalho de parto?

Em primeiro lugar, vamos esclarecer a diferença entre parto e trabalho de parto? O parto é o processo global de saída do seu bebê do útero. É, essencialmente, o nascimento dele após a gestação, seguido pelo pós-parto. Existem basicamente três tipos de parto:

  • o parto normal — que ocorre por via vaginal, de acordo com os processos naturais do corpo, mas, em geral, com o uso de artifícios para redução da dor e outras intervenções;
  • o parto natural — que é um parto vaginal, mas com o mínimo possível de intervenções médicas;
  • o parto cesárea — em que é feito um procedimento cirúrgico para a retirada do bebê.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e prepare-se para a chegada do seu bebê!

o trabalho de parto é o evento fisiológico que possibilita o nascimento por via vaginal, mesmo que isso não ocorra. Afinal, até as mulheres que realizam uma cesariana de emergência podem passar pelo trabalho de parto. Ele é caracterizado por vários processos, sendo os principais:

  • a liberação da ocitocina e de outras substâncias que induzem as contrações uterinas;
  • o amolecimento do colo do útero, necessário para a dilatação;
  • a ocorrência de contrações cada vez mais frequentes e intensas, que ajudam a direcionar o seu bebê pelo canal de parto.

As contrações de treinamento

Além da diferença entre parto e trabalho de parto, é importante que você saiba o que são as contrações de Braxton Hicks, as famosas contrações de treinamento. Elas podem ocorrer desde o 2º trimestre da gestação e servem de “ensaio” para o trabalho de parto.

Embora deixem muitas gravidinhas preocupadas, elas não oferecem nenhum risco à gestação e costumam ser leves. As principais diferenças entre elas e as contrações do trabalho de parto são:

  • a irregularidade, enquanto as verdadeiras têm ritmo (por exemplo, a cada 10 minutos, tornando-se cada vez menos espaçadas);
  • a intensidade baixa, sendo que as verdadeiras ficam mais fortes com o tempo;
  • a melhora do desconforto quando a mulher movimenta o corpo, o que não ocorre com as verdadeiras.

Como são as três fases do trabalho de parto?

Antes de o trabalho de parto começar de fato, ocorrem os chamados pródromos, que podem durar até vários dias. Nesse momento, a mulher pode ter os primeiros sinais de que o trabalho de parto vai começar em breve, como contrações irregulares, bastante espaçadas e menos intensas, além da perda do tampão mucoso.

banner kinedu prenatal pt

Quando as contrações se tornam ritmadas, começam as três fases do trabalho de parto. Veja abaixo!

Dilatação

Essa fase dá a largada para o trabalho de parto e termina quando há a dilatação completa do colo do útero (10 centímetros). Ela se subdivide em duas:

  • fase latente — a dilatação começa (0 a 6 centímetros) e as contrações se tornam mais ritmadas. Em geral, têm um espaçamento de 3 a 5 minutos e podem durar quase 1 minuto. Essa é a hora de ir para o hospital;
  • fase ativa — as contrações são mais intensas e a dilatação já está chegando ao fim (de 6 a 10 centímetros).

Todo o processo de dilatação costuma ser o mais demorado das três fases do trabalho de parto, levando de 12 a 14 horas, em média, quando é o primeiro filho. Porém, como dissemos, cada experiência é única! Assim, a duração do trabalho de parto não segue uma regra.

Expulsão

Quando a dilatação é completa, está quase chegando o momento de ver o rostinho do seu bebê! Nessa fase, o seu bebê começa a descer pelo canal de parto e o corpo materno responde com uma vontade grande de fazer força. Essa etapa dificilmente dura mais do que três horas.

Dequitação

Mesmo depois de ouvir o chorinho do seu pequeno, o trabalho de parto ainda não acabou. Na terceira e última fase do trabalho de parto, chamada de dequitação, começa uma nova série de contrações uterinas para expulsar a placenta. Relaxe: essa etapa quase não causa desconforto e dura apenas alguns minutos.

E se o parto não ocorrer na data provável?

É esperado que o trabalho de parto ocorra entre a 37ª e a 42ª semana de gestação, no chamado parto a termo. Em geral, a data provável de parto (DPP) é a marca de 40 semanas, a contar do início da última menstruação. Porém, ela é só uma estimativa: seu bebê pode nascer antes ou depois dessa data.

Quando o parto ocorre antes da 37ª semana, trata-se de um caso de prematuridade. Já se a DPP chegou e ainda não há nenhum sinal de que seu bebê quer sair do “forninho”, não se preocupe! A depender da saúde dele, o seu médico pode esperar até a 42ª semana, no chamado período tardio.

As causas dos chamados partos pós-termo podem ser várias, e geralmente o acompanhamento médico se torna mais criterioso. Caso não seja possível estender a gestação até o limite de 42 semanas ou se mesmo assim o trabalho de parto não começar, seu médico pode optar pela cesariana ou pela indução.

No parto induzido, a equipe obstétrica administra medicamentos e ocitocina sintética para desencadear os processos fisiológicos necessários para o nascimento do seu bebê. Essas substâncias estimulam o amolecimento do colo do útero e as contrações uterinas, fazendo com que o trabalho de parto comece.

Depois desta leitura, você já conhece as três fases do trabalho de parto e as principais características de cada uma. Se houver qualquer dificuldade no processo, mantenha a calma: os médicos estarão lá para tomar as melhores decisões e proporcionar o tão aguardado encontro com o seu bebê!

As informações foram úteis? Ótimo! Então, aproveite para baixar o Kinedu gratuitamente e se preparar para a chegada do seu bebê!