No artigo anterior, explicamos que o ato de engatinhar ocorre entre 6 e 10 meses de idade. Também mencionamos os diferentes tipos de engatinhar que seu filho pode adotar, como rolar ou deslizar. Durante este processo de aprendizagem, você talvez veja seu bebê recuar antes de saber como avançar. Por que isso acontece? 

Enquanto seu bebê explora o mundo, usa os braços e o tronco para se aproximar e alcançar ou brincar com objetos. Quando ele passa um tempo de bruços, ele se apoia nos braços e sustenta o pescoço; algo necessário para começar a engatinhar. Ao fazer isso, ele desenvolverá a força necessária para ficar na posição de engatinhar e os músculos superiores se desenvolverão antes dos inferiores. É por isso que, quando explora, é mais fácil para o seu filho empurrar para trás do que puxar seu corpo para frente quando tenta se mover. 

Como os braços do seu filho estão mais desenvolvidos do que as pernas, você pode vê-lo empurrar e se afastar do objeto que deseja alcançar. Como a força dele está concentrada na parte superior do corpo, seu bebê precisará da sua ajuda para entender a mecânica do engatinhar e aprender como avançar com as próprias pernas. 

banner kinedu desenvolvimento

Como ajudar?

– Quando ver que ele está pronto para se mover, coloque as mãos atrás dos pés do seu filho para criar resistência e ajudá-lo a avançar. 

– Façam exercícios de bruços, mostrando para ele como se apoiar nas pernas e exercitar os músculos inferiores. 

Conforme pratica e fortalece os músculos, brinquem de ‘pega-pega’ e veja se o seu bebê engatinha para se afastar de você ou segui-la. Com o tempo e a prática, ele descobrirá que, se colocar um joelho no chão e levantar o outro, conseguirá avançar. O importante é que seu filho seja capaz de explorar o ambiente e fortalecer o corpo, preparando-se para começar a andar. Enquanto ele estiver aprendendo a coordenar os dois lados do corpo, não há nada para se preocupar. Mas se você acredita que seu filho não se move adequadamente, fale com seu pediatra.