Em alguns casos específicos, o parto cesárea é mais indicado e seguro que o parto vaginal. Quer saber quais são esses casos? Confira neste post!

A hora do parto é muito esperada e pode gerar dúvidas e ansiedades. Embora estudos indiquem que o parto vaginal é a melhor opção, nem todas as mães podem fazer essa escolha. Em algumas situações, o parto cesárea é o mais indicado e seguro para a mãe e o bebê.

Você sabe o que é o parto cesárea e como ele acontece? Tem dúvidas sobre quais mães precisam recorrer a esse tipo de parto? Sabe como é o pós-operatório? Confira agora o texto que preparamos para você!

O que é o parto cesárea?

O parto cesárea é um procedimento cirúrgico que consiste em uma incisão feita na pele e útero da gestante para a retirada do bebê. O corte é realizado na parte inferior do abdômen e pode ser vertical ou transversal. As mães recebem anestesia geral, raquidiana ou epidural.

Em quais casos o parto cesárea é indicado?

Como mencionamos, existem quadros em que o parto vaginal é contraindicado e representa mais riscos do que o parto cesárea. Veja a seguir os principais casos!

Posição anormal do feto

Às vezes, o feto não está na posição adequada, e isso dificulta sua passagem pelo canal vaginal. Nessas situações, o parto cesárea pode ser a saída mais viável e eficiente.

Algumas condições médicas maternas

Em situações em que a mãe tem diabetes, pressão alta, é portadora do vírus da imunodeficiência humana (HIV) ou está com herpes na vagina ou no colo do útero, o parto cesárea protege o bebê de contaminações, e a mãe, de situações de risco.

Parto cesárea anterior

Se a mãe já fez uma cesárea, sua cicatriz pode não ser forte o bastante para aguentar as contrações de outro parto e, por isso, é provável que o médico indique um parto cesárea novamente.

Frequência cardíaca anormal do feto

A frequência cardíaca do bebê deve ser monitorada e se manter entre os 120 e 160 batimentos por minuto. Esses dados são indicativos importantes sobre como ele está reagindo às contrações do útero materno. Caso esses batimentos não se mantiverem nos níveis adequados, o parto cesárea pode ser necessário.

Bebês grandes demais

Algumas crianças são muito grandes para passar pelo canal vaginal, e isso pode trazer complicações durante o parto. Sendo assim, dependendo do tamanho do bebê, o médico pode indicar um parto cesárea.

Como é o pós-operatório?

No pós-operatório, é normal que ocorra um sangramento vaginal por várias semanas e a mãe precise tomar o analgésico receitado pelo seu médico para aliviar as dores. É necessário também seguir algumas recomendações, como não fazer esforço físico ou pegar peso.

Sem dúvidas, o parto cesárea é um procedimento muito importante, pois é uma solução possível para mães e bebês em situações especiais.

Você vai ter um bebê e gostou de saber mais sobre o parto cesárea e em quais situações ele é indicado? Será que você se enquadra em um desses casos? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência com outras mães!

Powered by Rock Convert