X
X
quando o bebê pode dormir com cobertor ou travesseiro?

Quando o bebê pode dormir com cobertor ou travesseiro?

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

Quando o bebê pode dormir com cobertor ou travesseiro? Saiba como proteger e manter seu bebê aquecido usando as práticas de sono mais seguras.

A maioria dos pais e mães de primeira viagem querem se certificar de que seu novo bebê esteja sempre quentinho, seguro e protegido. Por conta desse nível de cuidado, observar seu bebê dormindo no berço pode ter deixado você preocupada com seu conforto.

O impulso de “empacotar” o seu bebê à noite pode fazer você se perguntar quando o bebê pode dormir com cobertor. Logo, pode também se perguntar se ele ficaria mais confortável se tivesse um travesseiro ou bicho de pelúcia por perto. Com certeza seu bebê ganhou cobertores e outros itens de berço e você pode estar ansiosa para usá-los.

Seu pediatra e outras fontes provavelmente já alertaram sobre os perigos de o bebê dormir com cobertores, como o aumento do risco da Síndrome da Morte Súbita Infantil (SMSI) e de sufocamento.

Então quando o bebê pode dormir com o cobertor com segurança? Leia mais para descobrir tudo o que você precisa saber sobre práticas seguras de sono para seu pequeno.

E se e ainda assim, você ainda estiver preocupada com a segurança e o bem-estar do seu bebê, baixe gratuitamente o Kinedu e acompanhe nosso conteúdo exclusivo para tirar suas dúvidas com especialistas no assunto!

Quando o meu bebê pode dormir usando um cobertor?

De acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP), bebês saudáveis podem dormir com cobertor a partir do primeiro aniversário, de preferência a partir dos 18 meses de idade.

Bebês com menos de 12 meses devem dormir em um berço firme, coberto apenas com o um lençol e de barriga para cima. No caso do lençol, é preferível que seja de elástico para que não se solte do colchão. 

Antes de completar um ano, seu bebê deve dormir em um berço sem qualquer enfeite ou excesso de roupa de cama. Isso inclui cobertores, travesseiros, pelúcias, almofadas e brinquedos. Lembre-se de que começar a usar cobertores e travesseiros muito cedo aumenta o risco de sufocamento, estrangulamento e SMSI.

Como aquecer meu bebê dormindo sem usar cobertor?

Como você não pode usar cobertores no seu bebê por pelo menos o primeiro ano de vida dele, talvez você esteja se perguntando como garantir que seu pequeno fique confortável. A boa notícia é que há várias maneiras seguras de manter o seu bebê quentinho durante a noite ou durante a soneca.

Antes de adicionar mais camadas de roupa ou procurar alternativas para o cobertor, é importante saber que a temperatura recomendada para um ambiente de sono saudável e seguro é entre 20ºC e 22,2ºC durante o ano todo.

X
banner kinedu saúde

Exagerar nas camadas de roupa ou usar aquecedores no quarto do bebê também pode aumentar o risco de SMSI por hipertermia. Se estiver com dúvidas sobre temperatura, confira alguns sinais de que seu bebê pode estar muito quente:

  • Suor
  • Cabelo úmido
  • Erupção cutânea
  • Bochechas coradas
  • Respiração rápida

Você pode usar a si mesma como parâmetro para saber se seu bebê precisa de camadas extras de roupa ou não para dormir confortavelmente. Isso significa que se você estiver com frio, seu bebê provavelmente também estará.

Nessas condições, você pode vesti-lo com mais camadas de roupas, colocar pijamas quentes e usar de sacos de dormir. O saco de dormir é um cobertor de vestir seguro e que oferece uma camada extra de aquecimento ao corpo do seu bebê sem os perigos que um cobertor regular ou lençóis oferecem.

Quais são as práticas de sono mais seguras para reduzir o risco de SMSI?

Não usar cobertores no seu bebê antes dos 12 meses de idade é só uma das muitas práticas de sono que ajudam a proteger seu bebê da SMSI. A Síndrome da Morte Súbita Infantil é a principal causa da morte de bebês com menos de 12 meses nos Estados Unidos. 

Ainda que não exista uma causa definida para esse fenômeno devastador, pesquisas mostram que há maneiras de diminuir significativamente o risco para o seu bebê, e muitas delas envolvem práticas seguras de sono.

A seguir, confira algumas maneiras de reduzir em 50% o risco de SIDS durante o sono, de acordo com a Academia Americana de Pediatria:

  • Seu bebê deve dormir de barriga para cima até, no mínimo, 6 meses de idade, ou até que ele consiga rolar para os dois lados sozinho;
  • O colchão do berço do seu bebê deve ser firme;
  • Não deixe seu bebê dormir com travesseiros, colchas ou bichos de pelúcia;
  • Coloque seu bebê para dormir em um berço no seu quarto.
  • Considere usar uma chupeta na hora da soneca ou na hora de dormir à noite durante o primeiro ano;
  • Não use nenhum produto que diz reduzir o risco de SMSI, como colchões especiais ou outros itens.

Quando o bebê pode dormir com travesseiro?

Agora que você sabe que seu bebê pode começar a usar cobertor entre os 12 e 18 meses, talvez você esteja se perguntando se isso significa que seu pequeno também pode começar a dormir com um travesseiro também.

É recomendado que você espere até seu filho estar maiorzinho. Especificamente, um bebê pode dormir com um travesseiro com segurança quando passa a dormir na cama, ao invés de dormir no berço.

Cada criança e família farão essa transição em momentos diferentes. Porém, geralmente, seu pequeno passará a dormir na cama entre 18 meses e 3 anos. Então, lembre-se de que quanto mais você esperar para colocar seu filho para dormir com um travesseiro, menor será o risco de sufocamento.

Quando seu bebê estiver pronto para dormir com um travesseiro, é importante ter um que seja adequado para o desenvolvimento dele. Travesseiros de adultos são muito grandes e ainda são muito macios e maleáveis. No caso das crianças, o travesseiro é menor e pensado para ser firme e seguro para seu bebê em crescimento.

Gostou do conteúdo? O Kinedu tem muitos outros artigos, aulas e consultorias para ajudar a manter os bebês seguros e confortáveis!

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

bilinguismo

O bilinguismo e o cérebro

Muitos pais conhecem os benefícios que o aprendizado de mais de um idioma pode ter no futuro de uma criança.

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *