É recomendado que os bebês sejam estimulados com atividades físicas desde os seus primeiros meses. Veja os exercícios que são mais indicados e como incentivar!

Que os exercícios trazem muitos benefícios para os jovens, adultos e até mesmo para os idosos, você já sabe, não é verdade? Mas sabia que a atividade física para crianças também é bastante recomendada e é muito importante para um desenvolvimento saudável?

É preciso estar atento apenas ao fato de que algumas atividades são mais indicadas para determinadas faixas etárias. A frequência semanal também merece destaque, afinal, sobrecarregar os pequenos corpinhos pode acabar fazendo mais mal do que bem.

Então, quer saber quais são os exercícios mais indicados para o seu filho? O primeiro passo é ler este artigo do início ao fim, sem parar! 1, 2, 3 e vamos lá!

Os benefícios da atividade física para crianças

É fato que, hoje, as nossas crianças têm passado mais tempo em frente às telas do que gostaríamos. Eletrônicos como televisores, celulares, computadores e tablets ajudam na diversão e até mesmo no aprendizado, mas é preciso muito cuidado para não torná-los excessivos — ou para que uma dependência não seja criada (como é o caso de crianças que só comem em frente ao celular).

Soma-se a essa realidade os estudos que apontam para os números crescentes da obesidade infantil no mundo, e esses motivos já seriam suficientes para tirar os filhos de casa e incentivá-los a praticar uma (ou mais) atividades físicas.

Mas ainda há outras razões: os exercícios na infância auxiliam no crescimento e no desenvolvimento saudável, criando, inclusive, uma memória positiva no organismo que vai acompanhar o indivíduo por toda a sua vida. Além disso, a prática esportiva ajuda na coordenação, no equilíbrio e, até mesmo, na socialização.

O melhor momento para começar

Algumas atividades são mais benéficas e seguras para determinadas faixas etárias e condições físicas do que outras.

Um bebê de seis meses, por exemplo, pode se aventurar em seus primeiros mergulhos na piscina. As crianças um pouco mais velhas também podem se beneficiar dos exercícios dentro da água — como a melhora da cordenação motora, da resistência respiratória e muscular.

Alguns profissionais, porém, fazem recomendações de acordo com o desenvolvimento de cada idade:

  • até os 12 anos, as atividades devem ser lúdicas, pois a criança ainda não tem maturidade e estrutura psicológica para competir. Ao final, todos devem ser premiados: quem ganha e quem perde;
  • a partir dos 5 anos, os jogos em grupo são bastante indicados, pois incentivam a cooperação e o altruísmo.

As atividades mais indicadas de acordo com cada idade

Antes de seguir com algumas dicas de exercícios, é fundamental lembrar que, para a criança se engajar e não desistir em pouco tempo, você pode incluí-la na escolha da atividade que mais gosta. Além disso, antes de iniciar qualquer rotina de atividades físicas, é imprescindível consultar o pediatra para descartar riscos de saúde.

App Kinedu Desenvolvimento do bebePowered by Rock Convert

Mas e para os bebês? Como estimular e mantê-los ativos? Confira algumas ideias!

Bebês de colo

Incentive o seu bebê a ser ativo durante curtos períodos, várias vezes ao dia, encorajando-o a engatinhar, a buscar um objeto próximo, mover a cabeça e fazer atividades no chão (sempre em um ambiente estimulante, seguro e com supervisão);

Bebês que já andam

Se o seu filho já consegue andar, inclua 180 minutos diários de atividades (que podem ser divididos ao longo do dia) em ambientes fechados e ao ar livre. Ficar em pé, rolar, saltar, pular e correr são ótimas opções.

Crianças de 3 a 5 anos

A partir dos 3 anos, mantenha os mesmos 180 minutos, mas inclua atividades mais complexas, que possam ser realizadas em ambientes diferentes e que ajudem no desenvolvimento da coordenação motora.

As brincadeiras mais ativas, como jogos com bola, andar de bicicleta, dançar, explorar a natureza, atividades na água e jogos de perseguição costumam fazer sucesso entre a criançada e são ótimas opções para desenvolver e “gastar energia”.

Além disso, a partir dessa faixa etária, já é possível acrescentar de forma leve atividades mais estruturadas, como lutas, danças e natação — sempre respeitando o interesse que o seu filho demonstra.

A frequência semanal mais indicada

Como dissemos, até os 5 anos de idade, é indicado que a criança mantenha 180 minutos de atividades diferentes ao longo do dia. São 3 horas que podem ser divididas de acordo com a rotina ou com a capacidade de cada uma.

Vocês podem, por exemplo, começar o dia com um passeio pela rua ou pelo jardim de casa (explorando a natureza), fazer uma pausa para um lanche, prosseguir com um jogo com bola e uma brincadeira na água, fazer outra pausa e assim por diante, durante a tarde.

Se o seu filho já frequenta a escola, vale a pena se informar sobre as atividades que são praticadas naquele ambiente — quais são elas e qual a duração de cada uma — assim, você pode complementar um pouco mais em casa, se desejar.

Lembre-se que nesses primeiros anos de vida, a criança aprende brincando e, por mais inocente que um jogo com bola possa parecer, você estará ajudando o seu filho a desenvolver a coordenação (para chutar e pegar a bola) e o equilíbrio (para correr e manter-se em pé). Além disso, mexer o corpo vai combater (ou ajudar a prevenir) a obesidade, e a melhorar diversos outros aspectos de sua saúde, como respiração, fortalecimento dos ossos e crescimento.

Para que a atividade física para crianças tenha sucesso, também é importante respeitar as preferências e o ritmo de cada uma: há quem goste de dançar, de nadar ou de correr, assim como todos nós, já crescidinhos, gostamos de coisas diferentes. Além disso, as pausas para descansar, se alimentar, hidratar e cochilar também são indispensáveis para recarregar a bateria e voltar com tudo para a próxima brincadeira!

Gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de mais dicas sobre desenvolvimento, saúde e brincadeiras para as crianças? Baixe agora mesmo o Kinedu e tenha tudo isso na palma da sua mão!