Você sabia que a pega correta faz a diferença? Acertar a maneira como o bebê abocanha o peito é fundamental para o sucesso da amamentação.

A amamentação pode ser uma fase muito gostosa, tanto para a mamãe quanto para o bebê. Além de nutrir, essa prática estreita os laços afetivos entre os dois. No entanto, há muitas lactantes que passam por dificuldades, principalmente no início. Mas cá entre nós, você sabia que o maior segredo para que tudo dê certo é a pega correta?

Sim! Entre as diversas soluções que existem para que a mãe consiga amamentar, a pega correta do bebê é a ideal. Assim, se você pretende amamentar o seu pequeno, não pode deixar de aprender a técnica.

Pensando nisso, resolvemos trazer um post que conta tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

O que é a pega correta e por que ela é tão importante?

A pega é a forma com que o bebê abocanha o peito para mamar. Quando ela está correta, a sucção é efetiva, esvaziando a mama. Dessa maneira, o pequeno consegue se desenvolver e crescer de forma saudável. Caso contrário, diversos problemas podem ocorrer não só com o bebê, mas também com a mamãe.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acompanhe o desenvolvimento do seu bebê!

Isso porque a pega errada faz com que o bebê sugue apenas o mamilo, que, consequentemente, fica dolorido e machucado, dificultado a amamentação. Além disso, ele não consegue mamar direito, cansa logo e não é bem-alimentado, resultando em baixo ganho de peso.

Veja outros benefícios da pega correta:

  • previne gases no bebê;
  • evita machucados no peito da mãe;
  • estimula as glândulas mamárias, o que melhora a produção de leite.

O que pode atrapalhar a pega correta?

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, amamentar ou mamar não são ações instintivas. Ou seja, a mãe e o bebê não nascem sabendo, eles aprendem juntos. Dessa maneira, fica mais fácil compreender que tudo é questão de prática.

Se, mesmo seguindo todas as dicas para a pega correta, você perceber que o bebê não mama direito, considere verificar se ele tem a língua presa. O freio lingual curto é um tipo de membrana que fica sob a língua e limita sua movimentação.

Assim, o bebê não consegue abocanhar e fazer os movimentos ideais da pega correta. Sabe quando ele fica horas mamando, mas nunca parece satisfeito? Pode ser esse o problema e, para descobrir, é preciso buscar a ajuda de um médico ou consultor de amamentação.

Como fazer a pega correta?

Ela não é difícil de fazer, mas demanda alguns cuidados para acontecer. A seguir, trazemos o passo a passo de como acertar na pega.

Escolha uma posição para amamentar

Tudo começa com uma posição para amamentar confortável e adequada. Feito isso, verifique se a cabeça, a coluna e o pescoço do bebê estão alinhados e não torcidos. Para ajudar, você pode utilizar almofadas que permitam apoiar suas costas, braços ou até o bebê.

banner kinedu alimentação bebêPowered by Rock Convert

Incentive seu bebê a abrir a boca

A boquinha do bebê é tão pequena que dá a impressão de que mal cabe o mamilo, mas não é bem assim que acontece. Seu filho deve abocanhar toda ou a maior parte da aréola, já que isso é fundamental para o sucesso da sucção e para evitar lesões no mamilo.

Para fazer com que o bebê abra bem a boca, segure-o perto do seu mamilo, na altura do nariz. Toque o lábio superior do bebê com o mamilo para incentivá-lo a abocanhar. Quanto mais ele abrir a boca, mais fácil será conseguir uma pega correta.

Junte o bebê ao seu peito

Assim que o pequeno abrir bem a boca e estiver com a língua sobre a gengiva inferior, traga-o até o seu peito, apontando o mamilo para o céu da boca dele. Dessa maneira, o queixo do seu bebê deve tocar o peito e o lábio inferior deve cobrir a maior parte da aréola.

Clique AQUI e baixe GRÁTIS o Kinedu para iPhone ou Android!

Para facilitar, você pode moldar o bico do peito ao mesmo tempo em que leva o bebê para abocanhá-lo. Enquanto ele estiver mamando, mantenha-o sempre perto do seu peito, deixando o queixo dele em contato com a mama e o nariz levantado para que ele consiga respirar facilmente.

Observe a pega durante a amamentação

Quando a pega está correta, o mamilo fica contra o céu da boca do bebê, repousado sobre a língua. A pega não deve ser desconfortável. A sensação deve ser mais de um puxão do que de dor. Você pode perceber que o bebê fará sucções mais rápidas, pois isso estimula a descida do leite.

Quando o fluxo do leite aumentar, o bebê sugará de forma lenta, porém profundamente e com algumas pausas. Isso significa que, de fato, ele está ingerindo o leite. Veja também a mandíbula se mexendo e ouça a sucção e a deglutição enquanto o pequeno mama. Esses são ótimos sinais de que a pega está correta.

Saiba como tirar a pega do bebê

Se, por um acaso, você precisar fazer uma pausa devido à pega estar dolorida, superficial ou pelo fato de o pequeno mastigar o mamilo, retire-o da mama para colocá-lo novamente. Para isso, coloque seu dedo limpo de maneira delicada no canto da boca do bebê. Assim, a sucção será interrompida e ele largará o peito.

O tipo de mamilo pode interferir?

A maioria das mulheres tem mamilos que ficam eretos quando estimulados pelo toque. Entretanto, algumas têm mamilos planos ou invertidos. Isso gera preocupação em não conseguir amamentar, mas saiba que muitas dessas mamães dão conta do processo sem maiores problemas.

Já outras precisam de ajuda extra. Nesse caso, o ideal é buscar uma consultora de amamentação, que possa ensinar qual é a melhor maneira de fazer a pega. Outra condição que pode ou não interferir no aleitamento materno é o piercing no mamilo.

Obviamente, é preciso remover a joia para que o bebê não corra risco. Algumas mulheres não têm qualquer problema, outras podem se queixar de que o leite está saindo pelo furo do piercing ou que a cicatrização diminui sua saída. De qualquer forma, a dica aqui é a mesma: busque ajuda profissional.

Como você pôde ver, a amamentação é mais uma questão de prática e entrosamento do que de instinto. Por isso, é normal que mamães de primeira viagem tenham maior dificuldade em conseguir a pega correta, o que não significa que será impossível.

É importante poder contar com ajuda para ficar tranquila e aproveitar essa fase da maternidade. Por isso, baixe GRÁTIS o app Kinedu e acesse +1.800 atividades e artigos sobre cuidados com o bebê e desenvolvimento infantil.