A massagem Shantala é uma técnica indiana que fortalece o vínculo com o bebê e proporciona benefícios como um sono tranquilo e alívio das cólicas.

Uma maneira eficiente e prazerosa de estreitar os laços com o seu recém-nascido é fazer a Shantala — uma massagem para bebês de origem indiana —, realizada com movimentos suaves e que tem um efeito relaxante. Além disso, ela apresenta mais benefícios, como melhora do sono do bebê, prevenção e alívio das cólicas e muitos outros, que veremos a seguir.

Muitos pais já ouviram falar dessa técnica, mas não sabem como ela deve ser realizada. Se você quer aprender como fazer a massagem Shantala, confira o passo a passo agora mesmo o nosso post. Descubra, também, mais vantagens que esse toque traz para o desenvolvimento infantil. Boa leitura!

Como fazer a massagem Shantala, passo a passo, em seu bebê?

Você pode fazer a Shantala desde os primeiros dias de vida do seu bebê, e essa massagem milenar pode ser feita diariamente. Sempre escolha um momento em que o bebê esteja tranquilo, sem fome ou sono.

É importante, também, manter a iluminação e a temperatura confortáveis, além de repetir o movimento de quatro a dez vezes — você pode começar com menos repetições e ir aumentando gradualmente, para você e o bebezinho irem se acostumando. 

Um pouco antes de começar e durante os toques das suas mãos em seu corpinho, aproveite para conversar com o seu bebê e prestar atenção quanto ao conforto dele — lembre-se de que certa resistência, na primeira vez, é muito comum, mas interrompa a massagem se ele começar a chorar.

Nesse caso, você poderá recomeçar no dia seguinte, até que ele se sinta mais seguro e confortável com o toque das suas mãos massageando-o. Veja, a seguir, como fazer a massagem Shantala!

Baixe o Kinedu e acesse aulas práticas sobre massagem Shantala e outros temas relevantes para pais!

Posição

O bebê fica sem roupa (ou só com a fralda) e pode ser colocado em cima de um colchão ou do trocador. Ele pode, ainda, estar sobre as suas pernas estendidas (você pode se sentar na cama ou sobre um colchonete, no chão).

Cabeça

Comece com movimentos circulares que vão do topo da cabeça ao queixo. Depois, com os polegares, faça movimentos circulares nas têmporas e nos olhos. Em seguida, com o formato de “8”, contornando testa, nariz e queixo. Termine a parte do rostinho, massageando atrás das orelhas.

Tronco

Para o resto do corpo, utilize um óleo vegetal para a massagem. Esfregue as mãos para aquecê-las, junte as palmas e posicione no tronco do bebê. Faça um movimento de abertura, inicialmente, até os ombros e, na sequência, até os braços e mãos.

Depois faça um movimento em “X” da costela direita em direção ao ombro esquerdo, e vice-versa. Expanda essa massagem em “X”, alcançando os braços e mãos do seu bebê.

Braços

Para a massagem dos braços, posicione seu pequeno perpendicularmente a você (de lado) e faça o movimento da axila até as mãos. Em seguida, abra as mãos do seu filho e faça a massagem com seu polegar, da palma até os dedos. Depois, puxe delicadamente cada dedinho e termine esfregando sua palma contra a dele.

Barriga

Na barriga, os movimentos são feitos no sentido horário e realizados da costela até a pelve do seu bebê. Em seguida, pressione com leveza a área ao redor do umbigo e faça movimentos semicirculares nessa região, alternando suas mãos (como se fosse um catavento).

banner kinedu desenvolvimento

Depois, passe sua mão esquerda suavemente da costela até a virilha do bebê, alternando o mesmo movimento com seu antebraço direito.

Pernas

O movimento é o mesmo do braço, mas sai da virilha em direção aos pés, terminando com a massagem nos pezinhos.

Costas

A última etapa é a fazer a massagem Shantala nas costas, momento em que seu bebê é colocado de bruços. Para ele ficar confortável (principalmente, se sofrer com o refluxo), você pode colocar uma mantinha em formato de rolo por baixo do peito.

A seguir, deslize suas mãos de modo alternado, da nuca até o bumbum do bebê. Depois, segure os pés e faça o movimento da nuca em direção a eles. Com uma das mãos perpendicular à nuca do bebê, e outra na mesma posição, nos pés, faça um movimento de modo a uni-las no centro do corpo dele. Por último, deslize suas mãos no tronco do seu pequeno de forma alternada.

Finalização

Assim que a massagem indiana infantil terminar, o ideal é dar um banho no bebê e colocá-lo para dormir. Agora que você já aprendeu sobre a massagem Shantala, o que é e como fazer, chegou o momento de saber como a técnica auxilia no desenvolvimento da criança. Vamos lá?

De que maneira a Shantala contribui para o desenvolvimento infantil?

A massagem Shantala contribui muito para o desenvolvimento infantil, visto que o seu bebê se sente mais seguro com o toque, o que facilita sua adaptação ao meio externo. Ele também adquire consciência corporal, pois passa a entender os limites de seu corpo. A massagem ajuda, ainda, no desenvolvimento da musculatura e na aprendizagem do abrir, fechar, pegar e soltar.

Benefícios da Shantala amplamente conhecidos

Já mencionamos muitos dos benefícios da Shantala, mas agora você verá uma lista com todos eles, para que você perceba tudo o que seu filho pode aproveitar. A massagem Shantala:

  • fortalece os laços afetivos entre os pais e o bebê;
  • favorece o bom desenvolvimento socioafetivo;
  • estimula o desenvolvimento muscular do bebê;
  • desenvolve a consciência corporal;
  • auxilia no alívio das cólicas;
  • favorece o ganho de peso;
  • ajuda a acalmar o bebê;  
  • favorece a respiração
  • facilita a digestão
  • melhora o sono

A Shantala é benéfica, principalmente, para bebês que vieram ao mundo pelo parto cesariana, por isso, não receberam a “massagem natural” da passagem pelo canal vaginal.

Estudos recentes sobre os benefícios da massagem milenar infantil

Além de tudo isso, algumas pesquisas científicas comprovaram muitos dos benefícios acima e demonstraram outros. A primeira, denominada meta-análise, demonstrou que a massagem pediátrica Shantala favorece o desenvolvimento do sistema nervoso central, auxilia a modulação neuroendócrina, necessária ao crescimento do bebê, reduz o estresse e melhora a absorção de nutrientes.

Isso ocorre devido ao equilíbrio entre cortisol, insulina e gastrina. Esses resultados se mostraram promissores com relação ao ganho de peso de bebês hospitalizados.

O trabalho científico Shantala Clinical Evidence Map confirmou todos os benefícios citados, e ainda menciona que a redução das cólicas ocorre, principalmente, com as massagens no abdômen, auxilia no desenvolvimento motor e melhora a imunidade. 

Já a pesquisa científica identificada pelo Mapa de Evidências Shantala confirmou que a técnica de massagem terapêutica em bebês diminui o tempo de internação e, com isso, a ocorrência de infecções. Também reduz o tempo de alimentação pela veia e contribui para a prevenção de problemas como icterícia e doenças crônicas resultantes de hospitalização prolongada, como a broncodisplasia pulmonar.

Nesse post, você viu que, se você quiser fortalecer ainda mais os laços afetivos com o seu bebê, além de alcançar todos os outros benefícios, pode começar a fazer essa relaxante massagem indiana. Aprendeu, ainda, o passo a passo da massagem Shantala, e que o ideal é começar com poucos movimentos para que ele se acostume e passe a desfrutar de todos os benefícios desse toque.

Gostou de saber mais sobre a Shantala? Aproveite para baixar o Kinedu e ter acesso ilimitado a aulas ao vivo, conteúdo gravado e sessões interativas de brincadeiras com massagem, música e outros recursos capazes de ajudar a relaxar e acalmar o seu bebê.