Amamentar um bebê com dentes pode representar um desafio para as mães. Entretanto, com algumas dicas, é possível seguir com a amamentação sem maiores problemas.

A amamentação significa mais que nutrição: é conforto, carinho e aconchego, tanto para a mãe quanto para o filho. Entretanto, amamentar bebê com dentes pode não ser uma tarefa muito fácil. Afinal, a cada mordida do pequeno, a mamãe pode sentir muita dor.

Você está passando por isso? As mordiscadas nos mamilos são suficientes para que amamentar se torne um incômodo? Sabemos que esse é um dos motivos para a vontade da mãe em fazer o desmame. Mas você sabia que dá para contornar a situação?

Neste post, trouxemos algumas respostas para as dúvidas mais comuns sobre o assunto. Para conferir, basta continuar a leitura. Vamos lá?

1. Preciso fazer o desmame após o nascimento dos dentes do bebê?

Não é necessário. A fase da dentição representa um novo desafio. Ela é tão incômoda para o bebê quanto para você, principalmente quando envolve mordidas no mamilo. A movimentação dos dentes sob a gengiva é desconfortável e pode até mudar o humor do seu pequeno.

Como a amamentação é uma maneira de ter conforto, pode ajudar muito o bebê a superar todos os inconvenientes da dentição. Além disso, o leite materno ainda é muito importante para o desenvolvimento do seu filho, principalmente no primeiro ano de vida.

2. Meu bebê me mordeu, o que fazer?

Ao ter o peito mordido, a tendência da mãe é afastar o bebê rapidamente, o que tende a machucar ainda mais, já que o pequeno pode se assustar e apertar a boca com força. Além disso, alguns bebês se recusam a mamar durante um tempo por ficarem incomodados com a situação.

banner kinedu alimentação bebêPowered by Rock Convert

O ideal é fazer o contrário. Se conseguir, mantenha a calma e aproxime mais o seu bebê do peito. Dessa maneira, ocorrerá uma leve pressão no nariz contra a mama, fazendo com que seu o pequeno se sinta desconfortável e solte o mamilo. Você também pode colocar o seu dedo limpo entre as gengivas do seu bebê para fazê-lo soltar.

3. Como evitar ser mordida novamente?

É interessante entender em quais situações o bebê pode morder o peito. Na maioria das vezes, isso acontece quando ele já está satisfeito, no final da mamada. Para reconhecer o momento, tente sentir quando a intensidade da pega diminuir, indicando que seu filho não quer mais se alimentar.

Além disso, veja se a pega do bebê está correta. Quando o pequeno está bem posicionado, com a língua mais à frente, entre os dentes e o mamilo, dificilmente machucará a mãe com os dentinhos. Se ele dormir enquanto mama, retire-o do peito, colocando o seu dedo limpos entre as gengivas dele para evitar a mordida.

4. Como amamentar bebê com dentes sem problemas?

As mordidas não são de maldade, pois resultam do incômodo que o nascimento dos dentes causa. Por isso, antes de amamentar, ofereça um pano enrolado em um cubo de gelo ou um mordedor congelado. Assim, as gengivas do bebê ficam um pouco “dormentes”, o que evita incômodos durante a amamentação.

Você pode massagear a gengiva do bebê com o dedo limpo antes de alimentá-lo, para aliviar o desconforto. Também pode experimentar diferentes posições de amamentação para entender qual fica mais confortável para os mamilos.

Outra dica é evitar o uso de mamadeiras e de chupetas. Além de promoverem o desmame precoce, esses objetos podem “acostumar” o bebê a morder. Dessa forma, quando o pequeno for mamar no peito, também poderá mordiscar o seu mamilo.

Os benefícios da amamentação até pelo menos os 2 anos de vida são incontestáveis. Ela ajuda na saúde e no desenvolvimento físico e emocional do pequeno. Entretanto, nem sempre amamentar bebê com dentes é fácil, por isso, não sinta a obrigação de dar o peito caso os desconfortos se tornarem constantes.

No aplicativo Kinedu, você encontra atividades para ajudar na amamentação e no desenvolvimento do seu filho. Baixe GRÁTIS o app aqui.