X
X
ultrassom morfológico quando fazer

Ultrassom morfológico, quando fazer e por quê?

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

O ultrassom morfológico talvez seja o exame mais esperado do pré-natal, pois pode revelar o sexo do seu bebê e avaliar detalhadamente o desenvolvimento fetal.

As ultrassonografias são parte da rotina de pré-natal e, assim como os testes laboratoriais, são ferramentas essenciais para que o seu médico possa acompanhar a sua saúde e a do seu bebê durante a gestação. Porém, entre todos os exames obrigatórios, talvez o mais esperado seja o ultrassom morfológico. Você sabe quando fazer?

É nesse momento que os pais têm a tão aguardada notícia sobre o sexo do bebê. Além disso, trata-se de um exame especialmente importante, pois ele é bastante detalhado. Assim, permite uma análise precisa sobre o desenvolvimento do bebê e a identificação de possíveis doenças ou malformações.

Continue a leitura e descubra o que é o ultrassom morfológico e quando fazer esse importante exame!

O que é o ultrassom morfológico?

O ultrassom morfológico é um dos exames obrigatórios do pré-natal. Trata-se de um exame de imagem com auxílio do Doppler colorido, um recurso que ajuda a medir o fluxo sanguíneo e analisar as artérias uterinas.

Durante a ultrassonografia, cada segmento do seu bebê é avaliado – como a cabeça, a coluna vertebral, o abdômen e as extremidades. É uma análise morfológica bastante detalhada. Por meio dela, os médicos conseguem identificar possíveis malformações, doenças congênitas e síndromes, além de verificar se o crescimento dele está de acordo com a idade gestacional.

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acompanhe o desenvolvimento do seu bebê!

Além disso, como nessa fase da gestação as genitálias já estão desenvolvidas, pode ser possível dizer se o seu bebê é menino ou menina. Em resumo, os principais objetivos são:

  • analisar a morfologia fetal;
  • avaliar a biometria para conferir o crescimento fetal;
  • monitorar o volume de líquido amniótico;
  • diagnosticar problemas no útero ou nos ovários;
  • determinar o sexo do bebê.

Quando fazer o ultrassom morfológico?

Via de regra, o ultrassom morfológico é pedido no segundo trimestre, entre a 20ª e a 24ª semanas, mas pode ser feito um pouco antes ou depois, de acordo com as recomendações médicas. Além disso, o exame pode ser repetido ao longo da gestação, caso o seu obstetra tenha suspeitas de alguma malformação.

Por exemplo, infecções podem causar impactos no desenvolvimento fetal. Então, se você tiver alguma doença ao longo da gestação, seu médico pode investigar a anatomia do seu bebê por meio de um novo ultrassom morfológico.

Clique AQUI para baixar GRÁTIS o Kinedu e acompanhar o desenvolvimento do seu bebê!

Além disso, nem sempre dá para sair do ultrassom sabendo o sexo do seu filho. Ele pode, simplesmente, “não colaborar” com o profissional e deixar as perninhas fechadas! Então, muitas mães acabam realizando outro exame depois de algumas semanas para tirar essa dúvida.

X
banner kinedu prenatal pt

Quanto tempo demora o ultrassom morfológico?

Por ser uma análise pormenorizada de todo o corpo do bebê, da placenta e do útero, o ultrassom morfológico costuma ser mais demorado do que as ecografias comuns. Prepare-se para ficar entre 30 e 40 minutos na sala. Porém, se a posição do seu bebê não for muito favorável para as medições, o exame poderá demorar mais.

Já o resultado sai na hora: enquanto o médico faz o ultrassom, ele já consegue apontar se o desenvolvimento fetal está ocorrendo conforme o esperado ou se há algum problema. Por esse motivo, caso você não queira saber o sexo do seu bebê, é importante avisar o profissional assim que entrar na sala.

Depois, o laudo e as imagens serão entregues para você dentro de alguns minutos ou horas, a depender do laboratório. É importante levar os exames para sua próxima consulta de pré-natal, pois seu obstetra avaliará as imagens e o laudo para interpretar todas as informações com mais calma.

Caso sejam observadas irregularidades nas medidas morfológicas ou nas condições do útero e da placenta, seu médico poderá solicitar mais exames para confirmar as suspeitas e discutir as melhores condutas. Por exemplo, se o colo do útero estiver muito curto, há um risco maior de prematuridade, por isso, pode ser recomendado repouso.

Como se preparar para um ultrassom morfológico?

O ultrassom morfológico é um exame pouco invasivo e realizado como as outras ultrassonografias do pré-natal: você se deitará com a barriga virada para cima e o dorso um pouco elevado. O médico passará o gel na sua barriga e pelve e utilizará a sonda de mão para criar as imagens na máquina de ultrassom.

A sonda é passada sobre a sua barriga com pressão suave e não há qualquer risco para você ou seu bebê. Além disso, não há nenhuma preparação especial para o ultrassom morfológico: você pode se alimentar e seguir com sua rotina normalmente, antes e depois do exame.

Já em relação ao emocional, a ansiedade pode bater, e isso é perfeitamente normal. Afinal, o exame pode revelar riscos e problemas no desenvolvimento do seu bebê; mas lembre-se de que há mais chances de que esteja tudo bem. Além do mais, seu médico certamente saberá acompanhar qualquer ocorrência da melhor forma.

Ainda, a expectativa de descobrir o sexo fetal pode deixar os pais superempolgados. Então, procure realizar atividades relaxantes, como ouvir suas músicas preferidas ou beber um chá com efeito calmante. Se tiver dificuldade para dormir na noite anterior, um banho morno e um bom livro podem ajudar você a ter mais calma.

Qual é a diferença entre ultrassom morfológico, ultrassom comum e ecografia?

Antes de terminar, essa é uma dúvida que muitas mamães têm, então, vale a pena explicar qual é a diferença entre o ultrassom morfológico, o ultrassom comum (obstétrico) e a ecografia. Olha só:

  • ultrassom morfológico — como você já viu, é mais detalhado e realizado em uma máquina que emite imagens de melhor definição, próprias para observar cada pedacinho do seu bebê e emitir um laudo rico em informações;
  • ultrassom obstétrico — é realizado mais vezes no pré-natal para avaliar o crescimento e a posição fetal, além de outras condições intrauterinas. Por ser mais simples, dura de 10 a 20 minutos;
  • ecografia — é apenas outro nome para o mesmo exame, sendo que o termo “eco” diz respeito à formação de ecos pelo aparelho de ultrassonografia.

Em resumo, ecografia e ultrassom são sinônimos. Além disso, o morfológico é um tipo de ultrassonografia, cuja principal diferença é a maior resolução e a riqueza de detalhes.

Depois dessa leitura, esperamos que você tenha tirado suas dúvidas sobre o que é ultrassom morfológico e quando fazer esse exame. Além de ser importantíssimo no acompanhamento pré-natal, é uma oportunidade de estabelecer vínculo com o seu bebê e levar para casa sua primeira “foto”.

Para conferir outros conteúdos sobre gestação, maternidade e desenvolvimento infantil, baixe GRÁTIS o app Kinedu e acesse +2.200 atividades e artigos!

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *