X
X
saiba como soltar o intestino do bebê recém-nascido

Saiba como soltar o intestino do bebê recém-nascido

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

Ajude o seu bebê a dormir melhor.

X
X

É importante entender as causas da constipação, reconhecer os sinais do problema e saber como soltar o intestino do bebê recém-nascido para aliviar esse desconforto.

A única coisa mais temida do que uma fralda suja é uma fralda que insiste em ficar limpa. Ao primeiro sinal de que seu filho não está evacuando normalmente, você pode passar por uma grande preocupação tentando descobrir qual é o problema e como soltar o intestino do bebê recém-nascido.

Muitas vezes, não há nada de errado: enquanto os adultos costumam ir ao banheiro cerca de uma vez ao dia, os pequenos têm um ritmo diferente e podem passar dias sem evacuar. Por isso que é importante ter atenção a outros sinais de uma possível constipação em bebês, como fezes endurecidas e a barriguinha inchada.

Continue lendo para esclarecer suas dúvidas a respeito da constipação nos primeiros meses de vida, além de conhecer as melhores práticas para resolver o problema.

Baixe o Kinedu e assista a aulas sobre saúde do bebê e outros temas com os nossos especialistas!

Quais são as possíveis causas de constipação do seu bebê?

Nos primeiros meses de vida, o intestino do seu filho ainda está terminando de se desenvolver: é a chamada exterogestação. Por isso, às vezes pode “ficar preso”, sem que exista uma causa específica. Em outros casos, a constipação pode ser ocasionada pelos motivos abaixo. Veja!

Uso de fórmula láctea

Os pequenos que são alimentados com fórmula são mais propensos a terem constipação do que os que estão em aleitamento materno exclusivo. As fórmulas são mais espessas e têm proteínas maiores que as do leite materno, o que pode torná-las mais difíceis de digerir. Isso torna os problemas gastrointestinais mais prováveis.

Desidratação

A segunda causa mais comum de constipação infantil é não receber líquidos o suficiente. Seja porque as fórmulas são preparadas com menos água do que a recomendação da embalagem, seja porque algum problema está dificultando a mamada, como dores de garganta, nariz congestionado e infecções no ouvido.

Introdução alimentar

Quando o seu bebê começa a receber os primeiros alimentos sólidos, é normal que ocorram mudanças no padrão de evacuação. Além disso, introduzir a alimentação sem oferecer a quantidade suficiente de líquidos entre as refeições pode levar à desidratação e, por consequência, à constipação.

Doenças subjacentes

Em casos muito raros, a prisão de ventre pode ser causada por alguma doença subjacente. Porém, isso não é algo com que você precise se preocupar: há muito mais chances de que o problema tenha a ver somente com a dieta e a ingestão de líquidos.

Quais são os principais sinais de constipação em bebês?

Cada bebê é único. Portanto, existe uma flexibilidade muito grande naquilo que é considerado um padrão de evacuação normal. Os bebês em aleitamento materno exclusivo podem evacuar várias vezes ao dia, a cada mamada, ou ficarem dias sem sujar uma fralda.

Nesse último caso, o mais importante é observar se as fezes são moles e abundantes. Em caso positivo, estamos diante da pseudoconstipação do lactente, isto é, a baixa frequência de evacuação leva a crer que o intestino do seu bebê está preso, quando está inteiramente normal.

Agora, quando são usadas fórmulas, o ritmo intestinal tende a ser um pouco mais consistente e dificilmente haverá mais de uma fralda suja por dia. Diante de tantas possibilidades, a conclusão é que só você saberá dizer o que é normal (ou não) para o seu filho.

X
banner kinedu prenatal pt

Além disso, mais importante do que observar a frequência da evacuação é dar atenção a outros sinais que sugerem a constipação. Eles incluem:

  • fezes mais secas que o normal;
  • aparecimento de pelotas de cocô mais duras;
  • sangue na superfície das fezes ou ao limpar seu bebê;
  • apetite reduzido;
  • barriga inchada e dura;
  • dor ou esforço excessivo para evacuar.

Em relação a esse último item, vale lembrar que é normal para os bebês se esforçarem para fazer cocô, então, o rosto vermelho e um pouco de choro costumam ser recorrentes. Agora, se o seu filho ficar muito tempo tentando sem sucesso, é sinal de que a evacuação está difícil.

Como soltar o intestino do bebê recém-nascido?

Para entender melhor as causas e os sinais da constipação infantil, você pode conferir a aula “Microbiota e intestino do bebê” no app Kinedu. Esse e outros conteúdos feitos por especialistas ajudam a compreender melhor os assuntos de nutrição materna e infantil.

Agora, veja só algumas dicas de como soltar o intestino do seu bebê!

Movimente a barriga do seu bebê

Movimentar a barriga do seu bebê é uma ótima forma de estimular o funcionamento intestinal. Você pode fazer o exercício da bicicleta, dobrando as pernas em direção ao peito em movimentos de vai e vem.

Fazer uma massagem Shantala também pode ajudar. Outra técnica é pressionar levemente a barriga com os dedos durante um banho quente, já que a água aquecida ajuda a relaxar os músculos do intestino, facilitando a evacuação.

Ofereça mais água

Água extra ajuda a amolecer as fezes e a facilitar a evacuação. Se o seu bebê está em aleitamento materno exclusivo, não é necessário dar água, mas você pode perguntar ao seu pediatra sobre a possibilidade de aumentar a frequência das mamadas.

Já se o seu pequeno é alimentado com fórmula, tente oferecer um pouco de água entre as mamadas. Além disso, tenha sempre cuidado para realizar o preparo correto, conforme as instruções na embalagem. Até os 6 meses de vida, dê a água sempre fervida e resfriada para esterilizá-la.

Dê alimentos que soltam o intestino

Os alimentos ricos em fibras agem como laxantes naturais. Por isso, você pode oferecer um pouco ao seu filho, sempre com o conhecimento do seu pediatra. Algumas das possibilidades são:

  • recém-nascidos — suco puro de maçã, pera ou ameixa, em pouca quantidade;
  • bebês com mais de 6 meses — pequenos pedaços de maçã e pera com casca, ameixas secas, cereais infantis, ervilhas, milho, entre outros.

Outra alternativa é trocar a fórmula caso perceba que essa é a causa do problema.

Consulte o seu pediatra de confiança

Por fim, procure seu pediatra de confiança caso a constipação não seja resolvida com as dicas acima ou se o quadro for frequente. Nesse caso, ele pode recomendar algum medicamento ou o uso de supositórios, além de investigar melhor as causas do problema.

No mais, recorra ao profissional se a constipação vier acompanhada de sintomas preocupantes, como:

  • vômitos;
  • fraqueza;
  • recusa em se alimentar;
  • sangue nas fezes;
  • cor do cocô mais escura que o normal.

Agora que você viu como soltar o intestino do bebê recém-nascido, já sabe como proporcionar alívio ao seu bebê em situações de constipação. É muito importante ficar de olho nos sinais e adotar as medidas adequadas para que o problema não se torne frequente.

Você já teve experiência com episódios de constipação? O que dá certo na hora de soltar o intestino do seu bebê? Deixe um comentário!

Quer receber outros conteúdos como este de graça?

Assine a nossa newsletter e faça parte da comunidade kinedu.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *