Diferentemente do que muitas pessoas pensam, o aprendizado começa bem antes da idade escolar. Assim, as atividades para bebês são fundamentais para orientar esse processo.

Ao nascer, o seu bebê sabe distinguir sua voz de outros sons. A partir desse momento, ele já começa a perceber o ambiente à sua volta e tudo é aprendizado: o que ele ouve, vê, sente ou toca. Apesar de ser um processo natural, algumas atividades para bebês ajudam no desenvolvimento infantil como um todo.

Se você é mãe de primeira viagem e não sabe como estimular seu pequeno adequadamente em cada fase, você está no lugar certo! Separamos 18 dicas de atividades para bebês que estimulam o desenvolvimento físico, cognitivo, linguístico e socioafetivo na primeira infância. Confira!

Dicas de atividades para bebês

Atividades para o desenvolvimento físico

1. Colocar seu bebê de bruços

É muito importante deixar seu bebê de bruços por alguns períodos (prática também conhecida como tummy time), para fortalecer os músculos do pescoço, costas, ombros, braços e pernas. Caso ele fique incomodado, comece aos poucos e tente distraí-lo com brincadeiras e caretas enquanto o mantém nessa posição.

Outra dica é fazer isso em um ambiente confortável, onde o seu bebê se sinta seguro. Por exemplo, você pode deixá-lo de bruços sobre o seu colo, no tapete de atividades para bebês ou em uma almofada: aquelas usadas para amamentar, em formato de C, são boas opções.

2. Incentivar com brinquedos

Use os brinquedos de que o seu filho mais gosta como isca para trabalhar tanto a coordenação das mãos quanto a mobilidade. Espalhe brinquedos ao alcance do seu bebê, mas a uma distância que o incite a se mover um pouco para pegá-los. Aos poucos, vá aumentando esse espaço entre eles.

Baixe GRÁTIS o app Kinedu e acesse +1.800 brincadeiras para ajudar no desenvolvimento dos bebês!

No princípio, ele provavelmente se arrastará até o brinquedo, aprendendo a apoiar o peso em um dos braços e a usar o outro para pegar o objeto. Esse movimento é muito importante para o engatinhar, pois ensina a distribuir o peso do corpo lateralmente.

Aliás, é muito recomendado deixar seu bebê no chão. Ele precisa de espaço e estímulo para ter vontade de se movimentar. Por isso, reduza o tempo em cadeirinhas e cercadinhos e solte seu filho em um ambiente seguro e protegido.

3. Subir escadas

À medida que o seu filho ganha habilidades e começa a se movimentar com mais agilidade, é interessante criar alguns obstáculos para ele. Você pode espalhar almofadas que ele precise transpor para chegar a um brinquedo ou até você.

Além disso, escadas são um ótimo lugar para eles escalarem, apoiando-se nas mãos e nos joelhos. Os pequenos costumam se interessar por elas, mas nunca deixe o seu filho sem supervisão perto das escadas, ok?

Veja esta atividade do kinedu, para incentivar o seu pequeno a subir escada.

Kinedu – Vamos escalar? Aprendendo a subir escada.

4. Chutar pela primeira vez

A ideia dessa atividade é instigar seu filho a começar a chutar a bola, o que estimula a coordenação motora grossa e o equilíbrio. Para brincar, vocês só precisarão de uma bola e de um espaço. Diga ao pequeno qual será a brincadeira, então peça para ele se levantar e veja se ele consegue ficar em pé sem a sua ajuda.

Então, segure-o pela mão, coloque a bola na frente dele e o incentive a chutá-la pelo ambiente. Enquanto brincam, observe se ele precisa de ajuda. Vocês podem fazer a atividade durante o tempo que seu filho quiser.

5. Movimentar o chocalho

Para melhorar a capacidade de prestar atenção e a audição do seu filho, você pode pegar uma fita e alguns pequenos sinos. Amarre a fita com sinos no pulso dele e o estimule a se movimentar para fazer barulho. Depois, ajude-o a fazer sons de maneira rítmica.

Atividades para o desenvolvimento cognitivo

6. Ouvir música e brincar com os sons

A música tem um efeito incrível sobre o nosso cérebro, sendo percebida pelo bebê já no útero materno. Ouvir música desde cedo, ou mesmo tentar tocar um instrumento, ativa diversas áreas do desenvolvimento infantil, inclusive processos cognitivos importantes, como a memória, a linguagem e a percepção de causa e efeito.

Além de expor o seu pequeno a todo tipo de música, é interessante praticar atividades para bebês relacionadas aos sons. Por exemplo, batendo palmas e brincando com objetos que façam barulho.

7. Imitar e interagir com o seu bebê

Crianças pequenas costumam aprender por meio da brincadeira, e isso acontece desde que são bebês. Um dos aspectos mais importantes da brincadeira entre pais e filhos é que, para cada ação do seu pequeno, há uma reação do adulto. Cria-se uma via de mão dupla em que são construídos e reforçados os circuitos cerebrais dele.

Se o bebê emite um som e o adulto o imita, ou se dá um sorriso e a mãe retribui com uma careta engraçada, a coisa funciona como um jogo. Assim, esse reforço positivo mostra ao seu filho que ele está jogando bem e que as ações dele trazem impactos nos outros e no ambiente.

8. Classificar brinquedos

Quando o seu bebê já for um pouco maior, por volta de 18 meses, você pode brincar de classificar os brinquedos por tamanho ou cores. Isso o ajudará a compreender o significado de conceitos como grande e pequeno, claro e escuro, ou mesmo azul, amarelo etc.

Escolha alguns brinquedos de tamanhos ou cores diferentes e várias cestinhas ou potes para colocá-los. Mostre cada brinquedo e converse com o seu bebê, perguntando se ele sabe de que tamanho ou cor é aquele objeto. Em seguida, explique se é grande, amarelo, vermelho etc., e vá separando nas cestinhas.

9. Explorar as mãos

O objetivo dessa atividade é incentivar o bebê a explorar as próprias mãos, o que ajuda no desenvolvimento cognitivo e físico. Primeiramente, escolha um lugar tranquilo, estenda um tapete macio e pegue um brinquedo barulhento.

Em seguida, coloque seu filho de bruços e balance o brinquedo para chamar a atenção dele. Estimule-o a esticar os braços. Você também pode segurar as suas mãos juntas, acariciando para encorajar o pequeno a explorá-las.

10. Aproximar e distanciar o brinquedo

Essa é uma atividade bem divertida para que seu bebê entenda melhor a relação entre espaço e objetos. Pegue um brinquedo chamativo e atrativo e mostre ao seu filho. Afaste o objeto e, logo em seguida, aproxime-o dele lentamente.

Nesse momento, coloque o brinquedo em sua mão para que o pequeno veja. É provável que ele estique as mãozinhas numa tentativa de pegar o objeto.

Atividades para o desenvolvimento linguístico

11. Conversar com o seu bebê

Conversar bastante é uma das atividades para bebês mais efetivas no desenvolvimento linguístico. E quem resiste ao impulso de usar uma fala especial ao se comunicar com os pequenos?

O que muita gente não sabe é que a chamada baby talk ou, em português, “fala de bebê”, traz muitos benefícios. Ao articular melhor as palavras, esticar as vogais e exagerar nas expressões faciais, você ajuda o seu filho a entender onde cada palavra começa e termina.

É importante que, além de ouvir, ele veja você articulando as palavras, pois isso facilita a compreensão. O tom e o ritmo melódico atraem a atenção do seu pequeno, evitando que ele se disperse facilmente. Além disso, esse hábito transmite afetividade e colabora com o desenvolvimento social.

12. Ler rimas e historinhas

Outra boa ideia de atividade, mesmo que o seu bebê seja bem pequeno, é ler rimas e historinhas para que ele aumente o vocabulário. Isso é muito importante na fase de aquisição de linguagem: mesmo que ainda demore um pouco para produzir as primeiras palavras, ele já se habitua às entonações da fala e realiza a associação de significados.

Clique AQUI para baixar GRÁTIS o app Kinedu e acessar +1.800 atividades de desenvolvimento infantil!

Além disso, firmar o hábito da leitura desde cedo é excelente não apenas para estimular o desenvolvimento linguístico do seu filho, mas também para despertar o gosto pela literatura e para estimular outras importantes habilidades.

Por meio do contato com a fantasia, os pequenos movimentam a imaginação. Conhecer as histórias e os sentimentos de diferentes personagens proporciona que a criança, desde cedo, comece a se colocar no lugar dos outros, o que estimula a empatia.

Você pode repetir a historinha por vários dias seguidos, para que seu bebê saiba o que esperar do enredo e associe cada vez mais as figuras do livro ao que está sendo narrado.

13. Nomear o que está vendo

No dia a dia, adquira o hábito de nomear o que o seu bebê vê, para que ele assimile cada vez mais as palavras à sua percepção de mundo. Por exemplo, se ele estiver brincando com uma bola, diga em voz alta “você está brincando com a bola!”.

Também é legal utilizar livros de figuras para mostrá-las ao seu pequeno, nomeando cada desenho. Aproveite os que têm texturas para levar a mãozinha dele até a página e, assim, também estimular o desenvolvimento do tato.

Prefira livros resistentes e deixe seu bebê explorar as páginas à vontade. Aproveite para observar se ele já consegue identificar algumas das figuras retratadas.

14. Ver e puxar

Você precisará de um brinquedo barulhento e de um ambiente tranquilo e seguro para essa atividade, que estimula a comunicação, a interação e coordenação. Deixe o bebê em uma superfície macia, que pode ser um tapete, ou ajude-o a se sentar com apoio.

Pegue o brinquedo escolhido e chame a atenção do seu filho. Observe se ele consegue olhar fixamente para o objeto e se demonstra interesse, agitando os braços. Então, coloque o brinquedo na frente dele e veja se ele o puxa. Vocês podem fazer essa atividade até que seu bebê se canse.

Atividades para o desenvolvimento socioafetivo

15. Brincar de esconde-esconde

A famosa brincadeira de esconde-esconde pode ajudar o seu bebê a entender que, mesmo que ele não te veja, você ainda pode estar ali. Além disso, ele começará a perceber que quando você se afasta, voltará depois.

Por isso, use e abuse do “cadê a mamãe?”, tampando o rosto com as mãos ou uma almofada, por exemplo, para em seguida reaparecer dizendo “achou!”. Essa brincadeira simples pode ajudar o seu filho a lidar com a ansiedade de separação, pois trabalha a independência emocional. Dessa forma, quando você precisar se ausentar para trabalhar ou por outra razão, ele tenderá a aceitar mais facilmente.

16. Desenvolver a autopercepção

Coloque o seu bebê na frente de um espelho e o chame pelo nome, enfatizando que aquela imagem é a dele. Com o tempo, ele começará a reconhecer a si mesmo, o que se dá por volta dos 10 aos 18 meses. Isso ajuda a trabalhar a autopercepção e faz com que o seu pequeno entenda que a mamãe não faz parte dele.

17. Criar uma barraca de acampamento

Monte uma barraca de acampamento usando lençóis sobre a mesa e utilize esse espaço como um “refúgio” da família. Aproveite o esconderijo para brincar com o seu bebê, dar muito carinho e conversar bastante. Esses momentos de afeto, atenção exclusiva e convivência com os pais ajudam a fortalecer os vínculos e a promover o apego seguro.

18. Brincar de “onde está?”

Com essa brincadeira, você estimula o seu filho a explorar os lugares e as coisas, bem como a ter mais independência. Enquanto ele olha para você, pegue uma manta ou um lençol e esconda alguns brinquedos embaixo e pelo cômodo, em lugares bem fáceis de achar. Observe se ele está à procura dos objetos.

Então, peça-o para buscar pelos brinquedos e veja se ele se sente confortável em explorar o lugar ao seu lado. A cada objeto encontrado, comemore junto! Repitam a brincadeira enquanto for interessante para o seu bebê.

Kinedu, um app com atividades para bebês e muito mais!

Muitas dessas ações nós fazemos no dia a dia com o bebê, sem nos darmos conta do quão importantes elas são e dos benefícios que trazem. Por não percebermos isso, algumas vezes, deixamos a brincadeira e as interações de lado para ganharmos tempo, em nome da correria do cotidiano.

Assim, acompanhar e documentar as brincadeiras, registrando o progresso do seu filho, é uma excelente forma de identificar as mudanças que ocorrem no desenvolvimento dele. Um grande aliado nessa tarefa é o Kinedu, um aplicativo com milhares de atividades para bebês personalizadas de acordo com a idade e o estágio do desenvolvimento.

Enfim, busque sempre atividades para bebês que você possa praticar com o seu filho no dia a dia, enquanto troca a fralda, oferece a refeição, dá banho ou nos momentos de lazer. Afinal, eles são como esponjas e estão constantemente aprendendo conosco e absorvendo informações do meio em que vivem.

Para receber um plano personalizado de atividades para o seu filho, baixe gratuitamente o aplicativo do Kinedu! Assim, você pode aproveitar as dicas diárias de brincadeiras para estimular o desenvolvimento do seu pequeno!